Nome do Projeto
Grupo de Atenção Primária à Saúde – GAPS
Ênfase
Extensão
Data inicial - Data final
02/08/2021 - 31/12/2024
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Ciências da Saúde
Eixo Temático (Principal - Afim)
Saúde / Saúde
Linha de Extensão
Saúde da família
Resumo
O Sistema Único de Saúde avançou muito nos últimos anos, em especial na expansão e estruturação de serviços de Atenção Primária à Saúde (APS). Houve redução da mortalidade infantil, redução de mortalidade evitável, redução de internações por condições sensíveis, entre outros. Por outro lado, percebe-se uma diminuição na velocidade de ganhos em saúde frente ao investimento público. Diante de tal contexto, o governo federal apresentou e aprovou em Portaria Tripartite da Comissão Intergestores em 31 de outubro de 2019, promulgada na Portaria Ministerial nº 2.979 de 12 de novembro de 2019, um novo modelo de financiamento para os serviços de saúde de APS que envolve dimensões de captação de pacientes e eficiência dos serviços prestados (indicadores de saúde). O projeto objetiva aproximar acadêmicos da Universidade Federal de Pelotas à realidade do serviço público de saúde, mais especificamente serviços de Atenção Primária à Saúde (APS), realizando atividades que visem o fortalecimento da APS. Em especial desenvolvendo ações que impliquem na melhoria de indicadores de saúde nos municípios, no número de pessoas cadastradas e na qualidade dos registros eletrônicos em saúde. Nesse cenário há uma efetivação da integração entre ensino-serviço-comunidade e um ganho direto para a comunidade inserida nos espaços onde o projeto irá se desenvolver.

Objetivo Geral

O presente projeto de extensão tem como objetivo aproximar acadêmicos da Universidade Federal de Pelotas à realidade do serviço público de saúde, mais especificamente serviços de Atenção Primária à Saúde (APS), realizando atividades administrativas que visem o fortalecimento da APS, seja em nível central, seja em atividades virtualizadas, ou seja através de ações desenvolvidas com a população nos espaços sociais das áreas de abrangência das UBS, permitindo a integração ensino-serviço-comunidade.

Justificativa

Na área da Saúde Coletiva, o maior desafio é unir teoria e prática nos diversos eixos de atuação: gestão de ações e serviços, políticas públicas de saúde, promoção da saúde, prevenção e recuperação de agravos em saúde bucal, planejamento, monitoramento e avaliação de ações. A perspectiva da aplicação de conceitos em benefício do serviço e da comunidade, vai facilitar o processo de ensino-aprendizagem dos acadêmicos, bem como a melhoria da qualidade de vida da população atingida.

Metodologia

O projeto se desenvolverá na seguinte sequência:
1. Identificação de municípios com demanda de suporte para ações para fortalecimento dos serviços de Atenção Primária à Saúde;
2. Identificação e especificação (diagnóstico dos problemas) da demanda do município para o desenvolvimento de um plano de ação direcionado para a Atenção Primária à Saúde;
3. A partir da identificação dos espaços de atuação, será realizado diagnóstico dos problemas, estabelecimento de objetivos, metas e ações, e identificação de mecanismos de avaliação.

Indicadores, Metas e Resultados

Podem variar de acordo com as necessidades de cada município.
1. Número de pessoas cadastradas nos serviços de Atenção Primária à Saúde;
2. Melhoria de indicadores de Atenção Primária à Saúde previamente pactuados com os municípios;
3. Número de profissionais de Atenção Primária à Saúde capacitados sobre temas específicos de Atenção Primária à Saúde;
4. Implementar o uso de indicadores de Atenção Primária à Saúde para monitoramento de resultados na Atenção Primária à Saúde.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
EDUARDO DICKIE DE CASTILHOS1
GABRIEL SCHMITT DA CRUZ
JESSICA MENDES CRUZ
LARISSA DE OLIVEIRA PRIMO ALVES
MARIA BEATRIZ JUNQUEIRA DE CAMARGO1
MAURO CARDOSO RIBEIRO
OTAVIO PEREIRA D AVILA4
THAINA DIAS SCHOLANTE

Página gerada em 30/06/2022 17:23:14 (consulta levou 0.076363s)