Nome do Projeto
Medicamentos utilizados em coronectomias de 3MI: situações e grupos farmacológicos indicados - Revisão de Escopo
Ênfase
Pesquisa
Data inicial - Data final
24/05/2021 - 08/12/2025
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Ciências da Saúde
Resumo
A cirurgia de terceiros molares inferiores (3MI) é um procedimento rotineiro na prática clínica de um cirurgião dentista, sendo que quando se detecta proximidade desses dentes com o nervo alveolar inferior a coronectomia torna-se uma alternativa de tratamento à exodontia. Esta técnica, que deve seguir procedimentos e indicações já estabelecidas na literatura, consiste na remoção da coroa dentária por odontosecção e sepultamento intencional das raízes. Porém, ainda não há um protocolo medicamentoso definido quando da realização da coronectomia, tanto para o tratamento de desfechos pós-operatórios esperados, como dor e edema, quanto para complicações pós-operatórias, como infecção. Dessa forma, este trabalho objetiva mapear as evidências cientificas disponíveis sobre o uso de fármacos para coronectomias em 3MI, por meio de uma revisão de escopo, e, se possível, elaborar um protocolo medicamentoso padrão para técnica. Esse trabalho seguirá os critérios estabelecidos para revisões de escopo (Joanna Briggs Institute e PRISMA/ScR). Partindo de uma pesquisa literária inicial na base de dados PubMed, os termos identificados para busca dos artigos foram “coronectomy”, “odontectomy” e “intentional root retention”, com suas variações e termos associados, que serão utilizados na estratégia de busca pelos estudos em bases de dados indexadas, nas listas de referências dos artigos selecionados, assim como na literatura cinzenta. Após, será executada a seleção dos estudos, em duas etapas (1: títulos e resumos; 2: textos completos), de acordo com critérios de seleção pré-estabelecidos, baseados no acrônimo PCC (paciente, conceitos e contexto). Dos artigos selecionados, serão extraídos os dados para análise, em um instrumento construído para o estudo e testado quanto à sua efetividade. Esses artigos serão avaliados quanto ao risco de viés utilizando as ferramentas desenvolvidas pelo Joanna Briggs Institute, de acordo com seu desenho experimental. Todas as etapas do estudo serão executadas de forma individual por dois pesquisadores, sendo o resultado de cada uma dessas etapas conferido em conjunto e com a presença de um terceiro avaliador, que resolverá as possíveis divergências. Os dados extraídos serão apresentados em tabelas ou gráficos, de forma alinhada com o objetivo da revisão.

Objetivo Geral

O objetivo desta revisão de escopo será compilar e sintetizar as informações à cerca do uso de fármacos para os casos de coronectomia, a fim de elucidar a necessidade ou não de utilizar medicamentos quando da realização da técnica.

Justificativa

Por mais que a coronectomia seja um procedimento executado para 3MI retidos, a técnica possui particularidades que à diferenciam da exodontia convencional. Assim, há necessidade de estudos que avaliem todas as peculiaridades da coronectomia, desde sua execução até seus desfechos.
A literatura atual, mesmo que crescente desde a descrição da técnica na década de 1980, ainda não apresenta um consenso sobre a necessidade ou não de um protocolo medicamentoso, e sobre qual seria esse protocolo. A conclusão em relação a terapêutica em casos de coronectomia, até o momento, é de que sua utilização parece ainda estar sendo feita com base em outros procedimentos cirúrgicos, como a própria técnica convencional para extração de 3MI. Por isso, a importância deste estudo que buscará verificar as evidências científicas da literatura atual sobre o “estado da arte” referente a este tema, a fim de nortear o cirurgião dentista em sua prática clínica.

Metodologia

1 Delineamento
Será conduzida uma revisão da literatura, do tipo revisão de escopo que, semelhante à uma revisão sistemática, mapeia e avalia a literatura produzida sobre o tema em estudo, de forma estruturada, sistemática, clara, transparente e reprodutível. Optou-se por esse delineamento devido à abrangência do tema e à diversidade de literatura encontrada em uma busca preliminar dos estudos, executada no PubMed/Medline para elaboração desse projeto em maio de 2021.

2 Protocolo
O protocolo da revisão, assim como sua apresentação final, será elaborado de acordo com as diretrizes do PRISMA/ScR (Preferred Reporting Items for Systematic Reviews and Meta-analyses / Scoping Reviews), diretrizes essas consoantes com as orientações do Manual para Relatos de Protocolos e Revisões de Escopo do Instituto Joanna Briggs, da Universidade de Adelaide (JOANNA BRIGGS INSTITUTE, 2020; PETERS et al., 2020). Após finalizado, o protocolo desta revisão de escopo será registrado na base de dados Open Science Framework (OSF).

3 Questão de Revisão
‘’Quais os medicamentos indicados para coronectomia de 3MI, quais os grupos farmacológicos prescritos para os desfechos e complicações inerentes a técnica e em que momento devem ser usados?”

4 Critérios de Inclusão
Os artigos a serem incluídos nessa revisão de escopo deverão atender os requisitos determinados pelo acrônimo PCC (População; Conceito; Contexto):
a) População
Pacientes com 3MI, com rizogênse completa, retidos e submetidos a técnica cirúrgica de coronectomia, sendo esses pacientes de ambos os sexos.
b) Conceito
Situações em que o emprego dos fármacos em coronectomia sejam necessárias, mapeando os diferentes momentos em que estes são indicados, é o primeiro conceito a ser estabelecido. Ainda, definir nesta população os desfechos pós-operatórios esperados e as complicações cirúrgicas é o segundo conceito fundamental. Entende-se por desfechos, sinais e sintomas leves compatíveis com o procedimento executado e entende-se por complicações, a presença de intercorrências trans ou pós cirúrgicas, que em muitos casos precisam de intervenção medicamentosa para resolução.
c) Contexto
Contextualizar o momento em que o uso dos fármacos é necessário, podendo ser estes momentos: o planejamento pré-operatório, o pós-operatório imediato ou o pós-operatório com o surgimento de complicações.

5 Fonte de Dados
Poderão ser incluídos nessa revisão de escopo artigos com delineamentos do tipo ensaios clínicos randomizados e não randomizados, estudos observacionais analíticos (coortes prospectivas e retrospectivas; casos-controles e transversais prospectivos e retrospectivos), assim como relatos de casos individuais e séries de casos, conduzidos com seres humanos, publicados em inglês, português e espanhol, a partir de 1984 (data da publicação do primeiro artigo que descreveu a técnica de coronectomia - ECUYER; DEBIEN, 1984).

6 Estratégia de Busca
Essa revisão realizará uma estratégia de busca em 3 etapas. Inicialmente foi efetuada uma pesquisa bibliográfica, em maio de 2021, na base de dados PubMed/Med, para mapear e identificar as palavras-chaves e os termos usados nos artigos sobre a técnica da coronectomia, elegendo para serem usados na estratégia: “coronectomy”, “odontectomy” e “intentional root retention”, com suas variações e termos associados. Na segunda etapa, esses termos encontrados serão testados em outras bases de dados e na etapa final será feita a busca completa e abrangente em todas as bases.
A estratégia montada para o PubMed/Medline com os termos definidos na primeira etapa de busca e utilizando o operador boleano “OR” será adaptada para Embase, Cochrane Library, Web Of Science, Scopus, Scielo e Lilacs/BBO. Esta busca será feita individualmente por dois pesquisadores, devidamente treinados, que posteriormente farão a conferência do número de artigos encontrado em cada base. Divergências serão resolvidas por um terceiro pesquisador.
Além dessas bases indexadas acima discriminadas, os estudos primários também serão pesquisados de forma manual, nas listas de referência dos artigos selecionados para leitura final (2ª fase de seleção), e na literatura cinzenta: base de teses, dissertações e trabalhos de conclusão; base de registros de protocolos de ensaios clínicos; resumos em anais de congresso de academias e associações da área de Cirurgia Bucomaxilofacial e de pesquisa odontológica.

7 Seleção dos Estudos
As listagens com os artigos encontrados em cada uma das bases de dados serão transferidas para o gerenciador de referências Mendeley Desktop® (Mendeley Ltda, Relx Group™️ Elsevier, London, UK). Após a remoção das duplicatas será gerado um arquivo único, com todos os estudos encontrados, que será importado para o aplicativo Rayyan (OUZZANI et al., 2016) para seleção dos estudos. Essa seleção será executada de forma individual, pelos mesmos dois pesquisadores que realizaram a busca, e em duas etapas: 1) seleção pela leitura de títulos e resumos; 2) seleção pela leitura dos textos completos. Em cada etapa do processo, as listas de seleção serão conferidas e, em caso de divergência, o terceiro revisor novamamente participará do processo. Na segunda etapa, as razões para exclusão serão anotadas.
Serão selecionados os estudos clínicos (experimentais ou observacionais) e os relatos e séries de casos que avaliam ou descrevem a técnica de coronectomia para 3MI, comparativamente ou não à técnica de exodontia convencional, realizados em humanos. Deverão ser excluídos estudos com animais, in vitro , qualquer metologia de revisão, editoriais e cartas à editores; também os que avaliam ou relatem o uso da coronectomia para outros dentes que não 3MI, assim como a coronectomia não intencional (acidentes trans-cirúrgico). Ainda, deverão ser excluídos os estudos em que não for possível obter informações sobre as medicações prescritas ou aqueles em que não houver nenhum tipo de prescrição medicamentosa associada à técnica.

8 Extração dos Dados
A extração dos dados dos artigos incluídos será realizada de forma individual pelos mesmos dois pesquisadores envolvidos nas etapas anteriores, com conferência posterior e resolução de discordâncias do terceiro pesquiador. O instrumento de extração será uma planilha do software Excel® (Microsoft Excel, versão 16.0, Redmond, Washington, USA), desenvolvida para estudo à partir da adaptação do formulário de extração de dados apresentado no site do Instituto Joanna Briggs. Essa planilha será testada por meio de um piloto, a fim de analisar a necessidade de aprimoramento do instrumento, com a extração dos dados de 3 artigos selecionados à partir da busca inicial.
Serão extraídos os seguintes dados: 1) identificação dos artigos (autores, ano de publicação, país de origem, título, periódico, línguagem); 2) desenho do estudo; 3) desfechos avaliados; 4) amostra (total de participantes geral e individualizado por sexo; idade – média e desvio padrão para estudos clínicos e série de casos, individual para os relatos de caso; número de dentes submetidos à coronectomia, geral e individualizado por hemi-arco); 5) técnica cirúrgica empregada; 6) terapias pós-cirúrgicas como enxerto, inserção de biomateriais, laserterapia (LLLT) ou outros; 7) patologias pré-operatórias associadas (presença e tipo); 8) fármacos pré-operatórios (tipo e posologia); 9) fármacos trans-operatórios (tipo e posologia); 10) fármacos pós-operatórios rotineiros (tipo e posologia); 11) complicações pós-operatórias imediatas (presença, tipo, duração, tratamento não farmacológico indicado); 12) complicações pós-operatórias tardias (tipo, período de acompanhamento pós-operatório, duração, tratamento não farmacológico indicado); 13) fármacos pós-operatórios para tratamento de complicações (presença, tipo de complicação, tipo de fármaco e duração do tratamento); 14) período de acompanhamento dos estudos.
Esses dados deverão ser extraídos dos artigos. No caso de dúvidas, especialmente nos casos de estudos clínicos que não deixam clara a utilização de medicamentos, os autores dos artigos serão contactados através de e-mail ou redes sociais.

9 Avaliação da Qualidade
Para os estudos clínicos (experimentais e observacionais analíticos) serão aplicadas as ferramentas de análise de risco de viés metodológico do Instituto Joanna Briggs, de acordo com o desenho desses estudos (coorte, caso-controle ou transversal). Estas ferramentas analíticas também serão aplicadas aos estudos experimentais uma vez que apenas os dados referentes aos 3MI submetidos à coronectomia é que serão extraídos dos artigos, fazendo com os mesmos adquiram caráter observacional. Já para os casos e séries de casos, o instrumento também desenvolvido pelo Instituto Joanna Briggs para estudos com esses desenhos, será aplicado separadamente.
A análise do risco de viés será realizada de maneira individual, pelos mesmos dois pesquisadores envolvidos nas etapas anteriores, com as discordâncias de resultados após conferências resolvidas pelo terceiro pesquisador.

10 Apresentação dos Dados
Os dados extraídos serão apresentados em tabelas ou gráficos, de forma alinhada com o objetivo / questão de pesquisa desta revisão de escopo.

Indicadores, Metas e Resultados

1. Indicadores de resultados ao final do projeto
Os indicadores de resultados neste estudo estarão relacionados ao número de artigos primários incluídos na revisão e as informações que eles apresentam em relação ao uso dos medicamentos na técnica de coronectomia.

2. Repercussão e/ou impactos dos resultados
Espera-se conseguir identificar o padrão no uso de fármacos, a fim de estabelecer um protocolo de uso de medicamentos para técnica de coronectomia.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
CRISTINA BRAGA XAVIER2
JULIA RODRIGUES BURKERT
LUCAS BORIN MOURA
LUCAS JARDIM DA SILVA
MELISSA FERES DAMIAN4

Página gerada em 21/02/2024 09:35:42 (consulta levou 0.313790s)