Nome do Projeto
Impactos das Mudanças Climáticas sobre a Agricultura no Estado do Rio Grande do Sul
Ênfase
Pesquisa
Data inicial - Data final
01/08/2021 - 31/07/2025
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Multidisciplinar
Resumo
Este projeto de pesquisa é uma continuidade do projeto de pesquisa de mesmo nome (Código COCEPE 9170 no sistema antigo do Cobalto, já em sua 2ª prorrogação) e visa à realização de estudos das influências das mudanças climáticas sobre a agricultura no Estado do Rio Grande do Sul. Estes efeitos serão avaliados através da estimativa das demandas de água futuras para irrigação. Para tanto, serão utilizadas técnicas de simulação com um modelo agro-hidrológico em conjunto com projeções de variáveis climáticas para o período de 2006-2100 geradas por modelos climáticos consolidados pelo Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas (IPCC). Assim sendo, o produto final desta pesquisa pretende não somente responder se a tendência futura de demanda de água pela agricultura é de aumento ou diminuição, mas também colaborar nos processos de gestão e tomada de decisões, bem como de adaptação do setor agrícola frente a um clima em mudança.

Objetivo Geral

Detectar evidências de mudanças climáticas previstas sobre a agricultura no Rio Grande do Sul até o final do século, indicando se é provável de ter impactos positivos ou negativos e em que intensidade poderão ocorrer. Esta avaliação será feita por meio das estimativas das demandas futuras de água para irrigação e outras análises que venham a ser necessárias.

Justificativa

Diante do contexto atual e baseando-se em diversas pesquisas recentes em mudanças climáticas e também no histórico climático do Rio Grande do Sul, as quais sugerem alterações de temperatura e precipitação no último século com severos danos sobre a agricultura, este projeto se justifica na medida em que visa agregar conhecimento sobre os impactos futuros que este setor da economia pode vir a sofrer.

Metodologia

As demandas para irrigação serão estimadas por um modelo agro-hidrológico para o período base (passado) e para os períodos futuros de 2006-2100. As séries temporais das variáveis meteorológicas serão obtidas por modelos de circulação geral e regional (GCMs e RCMs).
Primeiramente será feita uma análise dos dados meteorológicos referentes ao período atual (passado), buscando-se assim identificar tendências de alterações climáticas, principalmente no que se refere à temperatura e à precipitação para as regiões onde existirem estas informações, como forma de caracterizar o clima que foi simulado pelos modelos climáticas.
Em seguida, será realizada uma análise dos dados meteorológicos referentes aos períodos futuros, buscando assim identificar tendências de alterações climáticas, principalmente no que se refere à temperatura e à precipitação, para a região de estudo (RS), como forma de caracterizar o clima que foi projetado pelos modelos no futuro. Nesta etapa, pretende-se avaliar também, para cada período, informações do tipo: número de dias chuvosos no ano, aumento/redução de temperatura média anual (ºC), aumento/redução da precipitação média anual (mm), temperatura acumulada (ºC), anomalias (mm, ºC), número de dias com temperaturas acima/abaixo da média, alterações na evapotranspiração potencial, etc.
Estas informações servirão de base para testar estatisticamente alguma evidência de mudança no clima por meio de testes de hipóteses apropriados.
Tendo por base estas séries de projeções futuras, este projeto também trabalhará com simulações de fluxo de água no solo, em áreas cultivadas, para determinar as demandas de água para irrigação no futuro e compará-las com o período base. Tais simulações serão realizadas pelo modelo SWAP (Soil-Water-Atmosphere-Plant).

Indicadores, Metas e Resultados

METAS:
- Determinar índices de tendência de aumento ou diminuição nos valores das variáveis meteorológicas precipitação e temperatura no passado e no futuro;
- Quantificar as demandas futuras de água para irrigação;
- Delimitar zonas críticas de escassez hídrica para agricultura projetada até o final do século;
- Elaboração de trabalhos de conclusão de curso (TCC) e artigos científicos para publicação em congressos e periódicos.

RESULTADOS ESPERADOS:
Os resultados esperados estão relacionados à identificação de mudanças no clima no Estado do Rio Grande do Sul. Espera-se com isto, que diferentes modelos climáticos, quando incorporados a modelos agro-hidrológicos, forneçam diferentes estimativas das principais variáveis, como evapotranspiração, escoamento superficial, demanda para irrigação, entre outras, possibilitando assim, a realização da quantificação das incertezas associadas às previsões consideradas. Tais incertezas podem ser atribuídas a diferentes discretizações, parametrizações e modelos de ciclo do carbono e, portanto, merecem ser analisadas.
Além destes aspectos que serão abordados neste projeto e que poderão contribuir científica e tecnologicamente para o RS, também pretende-se com os resultados finais dispor de informações que permitam ao setor agrícola munir-se de alternativas técnicas e econômicas que impeçam futuramente as grandes perdas de safras quando ocorrem fenômenos climáticos mais severos. Assim sendo, pode-se dizer que o presente projeto pode servir de apoio às medidas preventivas para evitar grandes reduções da produtividade agrícola no RS.
Além disso, alterações na temperatura e precipitação podem a priori ser tanto benéficas como prejudiciais para agricultura, dependendo das condições climáticas em uma determinada localização do planeta. Portanto, detectar mudanças na temperatura terá forte contribuição para a agricultura, uma vez que a demanda para irrigação está associada às taxas de evapotranspiração, que por sua vez, depende da temperatura. Adicionalmente, a influência da precipitação só pode ser analisada e incorporada no balanço geral de impactos positivos e negativos quando abordada local ou regionalmente, a fim de saber se existe uma tendência para aumento ou redução no futuro. Portanto, espera-se que esta pesquisa também possa colaborar na identificação dos impactos positivos e negativos decorrentes das mudanças climáticas para a região sobre a água que estará disponível para agricultura no futuro.
Por fim, o projeto também poderá contribuir na formação acadêmica dos alunos de diferentes cursos e prepará-los ao desenvolvimento de pesquisas, bem como permitir aplicações dos conhecimentos adquiridos no nível de graduação.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
ANDREA SOUZA CASTRO1
ARYANE ARAUJO RODRIGUES
DANIELA BUSKE1
DIOVANA DA SILVA GUTERRES
DIULIANA LEANDRO1
GUILHERME JAHNECKE WEYMAR1
IULLI PITONE CARDOSO
MARTHA FERRUGEM KAISER
TAMARA LEITZKE CALDEIRA BESKOW1
TIRZAH MOREIRA SIQUEIRA3
VILIAM CARDOSO DA SILVEIRA

Página gerada em 28/11/2021 14:42:01 (consulta levou 0.116267s)