Nome do Projeto
Atendimento psicológico para crianças e adolescentes
Ênfase
Extensão
Data inicial - Data final
02/08/2021 - 01/08/2022
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Ciências da Saúde
Eixo Temático (Principal - Afim)
Saúde / Saúde
Linha de Extensão
Infância e adolescência
Resumo
A influência sobre o desenvolvimento humano derivam tanto de aspectos hereditários, quanto de aspectos ambientais. Nesse sentido, é de suma importância acompanhar esse processo de crescimento e maturação desde a infância. Para tanto, o atendimento multiprofissional de crianças e adolescentes, nas diversas especialidades, é essencial. A Faculdade de Medicina, da Universidade Federal de Pelotas, desde 3 de abril de 1963, está inserida nas comunidades local e regional prestando serviços de forma ininterrupta e gratuita, sendo o Departamento Materno-Infantil responsável pelo trabalho multiprofissional nas áreas de pediatria, psicologia, assistência social, nutrição e neurologia, entre outras. Por conseguinte, o trabalho realizado no departamento encontra-se integrado com tais especialidades, atendendo, em média, 120 crianças e adolescentes por mês. Contudo, desde o início da pandemia, os atendimentos do setor de psicologia foram continuados apenas na modalidade grupal e online, o que não abarca o atendimento infantil. Dessa maneira, embora a demanda da pediatria tenha diminuído com a pandemia de COVID-19, os encaminhamentos para o setor de psicologia cresceram, principalmente no que tange aos atendimentos individuais de crianças e adolescentes. Portanto, torna-se necessário, com os cronogramas de vacinação dos alunos de psicologia em andamento, bem como de professores e técnicos administrativos da instituição, a retomada dos atendimentos psicoterápicos individuais de crianças e adolescentes. Diante disso, o presente projeto busca realizar atendimentos psicoterápicos individuais para as crianças e adolescentes encaminhadas ao setor de Psicologia, da Pediatria.

Objetivo Geral

Oferecer atendimento psicoterápico para crianças e adolescentes encaminhados pelo setor de Pediatria, do Departamento de Medicina Materno Infantil, da Universidade Federal de Pelotas.

Justificativa

De acordo com dados da pesquisa “AS CONSEQUÊNCIAS DA PANDEMIA DO COVID-19 NA VIDA DAS CRIANÇAS, ADOLESCENTES E FAMÍLIAS: USUÁRIAS DOS SERVIÇOS DE ATENDIMENTO DO DEPARTAMENTO MATERNO-INFANTIL DA UFPel-PELOTAS-RS”, o Departamento Materno-Infantil, da Universidade Federal de Pelotas, atende em torno de 120 crianças e adolescentes para avaliação psicológica, psicoterapia, pediatria e suas diversas subespecialidades, tais como assistência social, nutrição e neurologia. Diante de tal quadro, embora o número de atendimento do Departamento Materno-Infantil tenha sido reduzido durante a pandemia ocasionada pela COVID-19, os encaminhamentos para o setor de psicologia cresceram consideravelmente, uma vez que os atendimentos nesse período foram realizados apenas na modalidade de Terapia em Grupo e de forma online, a fim de aguardar a vacinação dos alunos e a flexibilização dos protocolos de distanciamento.
Com os cronogramas de vacinação dos alunos de psicologia em andamento, bem como de professores e técnicos administrativos da instituição, o presente projeto busca realizar atendimentos psicoterápicos individuais para as crianças e adolescentes encaminhadas ao setor de Psicologia, da Pediatria.

Metodologia

Inicialmente serão verificados todos os encaminhamentos de crianças e adolescentes ao ambulatório de Pediatria da Faculdade de Medicina e, posteriormente, será realizada a escolha dos pacientes pelos alunos, a fim de realizarem os atendimentos.
Os pacientes serão contatados por telefone para realização da terapia individual, que acontecerá de forma presencial, uma vez por semana, com duração de 50 minutos. A orientação será feita pela Prof. Dra. Psicóloga Maria Teresa Duarte Nogueira, que possui formação em Psicanálise e Terapia Cognitivo-Comportamental

Indicadores, Metas e Resultados

Atender crianças e adolescentes através de psicoterapia individual.
Possibilitar experiência aos alunos sobre atendimento psicoterápico de crianças e adolescentes;
Reduzir o número de crianças e adolescentes que esperam por atendimento psicológico no setor de Psiologia, da Pediatria.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
EDUARDA MARTINS MALUE
MARIA TERESA DUARTE NOGUEIRA4
MARIANA GOUVÊA SILVEIRA
MARTA SOLANGE STREICHER JANELLI DA SILVA

Página gerada em 16/10/2021 10:59:07 (consulta levou 0.143257s)