Nome do Projeto
Efeitos do exercício físico e de atividades recreativas nos sintomas depressivos de adolescentes escolares
Ênfase
Pesquisa
Data inicial - Data final
08/06/2021 - 31/12/2023
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Ciências da Saúde
Resumo
A depressão é um sério problema de saúde mental que acomete crianças e jovens, podendo ocasionar sérias consequências para a vida, como problemas sociais, redução do desempenho escolar, dificuldades de inserção no mercado de trabalho e, em alguns casos mais graves, o suicídio. Além das dificuldades no diagnóstico, os altos custos e a ineficiência de alguns tratamentos fazem o exercício físico emergir como uma eficiente ferramenta de ação na redução dos sintomas da doença, com benefícios bem estabelecidos na literatura. Porém, os estudos que comparam o efeito de diferentes atividades físicas na redução dos SD ainda são limitados. Com base nesse panorama, o presente estudo tem como objetivo averiguar o efeito de duas diferentes intervenções, uma baseada em exercícios físicos tradicionais (aeróbico e musculação) e outra, composta por atividades esportivas e/ou recreativas, com foco na interação social, na redução dos SD em adolescentes. O estudo será realizado numa escola pública, de ensino médio, da cidade de Pelotas, RS. Serão elegíveis para o estudo adolescentes que contenham SD leves, moderados ou graves. Após essa análise preliminar, os escolares serão randomizados nos dois grupos de intervenção. Para verificar os SD será utilizada a Escala de Depressão de Beck (BDI-II), instrumento que identifica os SD em quatro estágios: mínimo, leve, moderado e grave, onde o somatório da pontuação predirá a intensidade dos sintomas. Para as análises estatísticas, serão utilizadas frequências absolutas (n) e relativas (%) na descrição da prevalência dos SD. Para a análise dos dados das intervenções, será utilizado o teste ANOVA two-way para medidas repetidas. Como resultados, espera-se que as atividades esportivas/recreativas com foco na interação social promovam maior redução nos SD dos adolescentes.

Objetivo Geral

Examinar o efeito de duas diferentes intervenções, uma baseada em exercícios físicos tradicionais (aeróbico e musculação) e outra, composta por atividades esportivas e/ou recreativas, com foco na interação social, na redução dos sintomas depressivos em adolescentes.

Justificativa

A depressão é um sério problema de saúde mental que acomete crianças e jovens, podendo ocasionar sérias consequências para a vida, como problemas sociais, redução do desempenho escolar, dificuldades de inserção no mercado de trabalho e, em alguns casos mais graves, o suicídio. Além das dificuldades no diagnóstico, os altos custos e a ineficiência de alguns tratamentos fazem o exercício físico emergir como uma eficiente ferramenta de ação na redução dos sintomas da doença, com benefícios bem estabelecidos na literatura. Porém, os estudos que comparam o efeito de diferentes atividades físicas na redução dos sintomas depressivos ainda são limitados. Com base nesse panorama, é relevante que estudos investigando o efeito de diferentes estratégias envolvendo atividades físicas no ambiente escolar na redução dos sintomas depressivos em adolescentes.

Metodologia

O estudo será realizado numa escola pública, de ensino médio, da cidade de Pelotas, RS. Serão elegíveis para o estudo adolescentes que contenham sintomas depressivos leves, moderados ou graves. Após essa análise preliminar, os escolares serão randomizados nos dois grupos de intervenção. Para verificar os sintomas depressivos será utilizada a Escala de Depressão de Beck (BDI-II), instrumento que identifica os sintomas em quatro estágios: mínimo, leve, moderado e grave, onde o somatório da pontuação predirá a intensidade dos sintomas. Para as análises estatísticas, serão utilizadas frequências absolutas (n) e relativas (%) na descrição da prevalência dos SD. Para a análise dos dados das intervenções, será utilizado o teste ANOVA two-way para medidas repetidas.

Indicadores, Metas e Resultados

Como resultados, espera-se que as atividades esportivas/recreativas com foco na interação social promovam maior redução nos SD dos adolescentes.
Importante destacar que este é um projeto relacionado à elaboração de uma tese de doutorado junto ao Programa de Pós-Graduação em Educação Física da UFPel.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
GABRIEL GUSTAVO BERGMANN4
GICELE DE OLIVEIRA KARINI DA CUNHA

Página gerada em 16/10/2021 12:01:43 (consulta levou 0.108829s)