Nome do Projeto
Terapia Ocupacional e Vigilância epidemiológica em tempos de Covid-19
Ênfase
Extensão
Data inicial - Data final
07/07/2021 - 31/12/2021
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Ciências da Saúde
Eixo Temático (Principal - Afim)
Saúde / Direitos Humanos e Justiça
Linha de Extensão
Grupos sociais vulneráveis
Resumo
Este projeto de extensão trata-se de uma parceria entre o curso de Terapia Ocupacional e a Secretaria Municipal de Pelotas para ações junto à vigilância epidemiológica referentes ao COVID-19.

Objetivo Geral

Apoiar as ações da secretaria municipal de saúde (SMS) de Pelotas, proporcionando aos estudantes de Terapia Ocupacional a possibilidade de realizar ações em vigilância epidemiológica em saúde relacionadas à COVID-19 e a situação de pandemia.

Justificativa

O município e universidade buscam apoiar-se para diminuir os impactos da pandemia e, portanto, estão unindo esforços com estudantes que possam apoiar ações de monitoramento de pessoas diagnosticadas com COVID-19, os possíveis contactantes dessas pessoas e no cadastro de vacinação contra a doença no município.
As ações proporcionarão aos participantes o conhecimento sobre ações de vigilância no momento pandêmico, bem como aproximação com a realidade dos dados sobre casos e vacinados no município e a possibilidade de interação com esses indivíduos através do telemonitoramento e orientações sobre cuidados e isolamento.
Além do mais, as ações terão impacto direto para SMS e para os participantes no que se refere ao conhecimento sobre políticas públicas e ações em saúde.

Metodologia

Os participantes estarão envolvidos em ações práticas relacionadas à vigilância em saúde da SMS de Pelotas, a saber:
- Cadastro no sistema de vigilância dos dados de pessoas contaminadas por COVID-19;
- Cadastro dos testes negativos e contactantes;
- Digitação de informações em espelhos de vacina;
- Telefonemas para monitoramento dos estados de saúde e orientações de cuidados e isolamento.

Indicadores, Metas e Resultados

Espera-se que o participante, ao realizar as ações de vigilância em saúde relacionadas à COVID-19, possa se apropriar das políticas públicas municipais vigentes no combate à pandemia.
Espera-se também que o aluno experimente a atuação em telemonitoramento (que mesmo não específica de Terapia Ocupacional permite a aproximação e contato com grupos mais vulneráveis em saúde).

Página gerada em 27/01/2022 18:14:12 (consulta levou 0.213464s)