Nome do Projeto
Alerta da Dioctofimatose para as Unidades Básica de Saúde de Pelotas através do convênio com a prefeitura e o grupo PRODIC
Ênfase
Extensão
Data inicial - Data final
03/07/2017 - 03/05/2020
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Ciências Agrárias
Eixo Temático (Principal - Afim)
Saúde / Educação
Linha de Extensão
Saúde da família
Resumo
Existe um desconhecimento da dioctofimatose pela população e pelos agentes de saúde, e o fato de serem detectados 95 casos positivos, entre cães e gatos, na cidade de Pelotas, a população deve saber como seu cão é infectado e de que maneira isso pode se tornar uma zoonose. As UBS do município serão visitadas e palestras serão feitas para o grupo de pessoas que trabalham nesses locais.

Objetivo Geral

O objetivo desse projeto é informar a população do município de Pelotas a existência desse parasito na cidade e como ele pode se tornar uma zoonose.

Justificativa

O parasitismo pelo nematóde o Dioctophyme renale conhecido como verme gigante do rim é um helminto pertencente à família Dioctophymatida e ordem Enoplida. É considerado o maior nematoide conhecido, possui 14 a 100 cm de comprimento por 0,4 a 1,2 cm de largura, e sua coloração avermelhada conquistada por seu comportamento hematófago(BARRIGA,1982).
O Dioctophyme renale é um parasito de grande importância por causar a dioctofimatose que é considerada uma zoonose (ALVES et al. 2007). A infecção ocorre a partir da ingestão de anelídeos aquáticos e de carne de peixe e rã crua ou pouco cozida contendo as larvas infectantes, que são a L3 e L4 (PEDRASSANI, 2009). Li et al. (2010) relataram um caso de dioctofimatose nos dois rins em uma mulher chinesa, que expeliu fragmentos do parasito pela urina.
Ele acomete principalmente cães não domiciliados ou semi-domiciliados, com hábitos alimentares pouco seletivos (FERREIRA et al. 2010; SOLER, et al. 2008), mas pode acometer outros animais domésticos, selvagens e o homem (CORREA & BAUER, 1967).

Metodologia

Na cidade de Pelotas existem 51 UnidadesBásicas de Saúde (UBS).
Em todas serão colocados cartaz informativo (Anexo 1) e o folheto informativo (Anexo 2).
As unidades que serão visitadas através de palestras informativas serão:
Areal I, Areal leste, Balsa, Barro Duro, Cascata, Colônia Maciel, Colônia Osório, Colônia Triunfo, Colônia Z3, Dunas, Fátima, Getúlio Vargas, Laranjal, Monte Bonito, Navegantes, Obelisco, PAM Fragata, Sanga Funda, Simões Lopes, UBAI Navegantes.
Nas UBS selecionadas serão feitas palestras de 20 minutos, levando informação sobre o parasito e os riscos da zoonose.
Durante as palestras serão oferecidos folhetos informativos.


Indicadores, Metas e Resultados

A meta é instigar a equipe de trabalho das UBS após as palestras, investiguem e informe os pacientes dos riscos de ingerir água da lagoa e córregos da região, bem como importância de não ingerir peixes mal cozidos. Além de orientar os pacientes ali atendidos com os cuidados com os cães soltos em via pública.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
BEATRIZ PERSICI MARONEZE
CARINA BURKERT DA SILVA
CAROLINA SILVEIRA MASCARENHAS
CLÁUDIA BEATRIZ DE MELLO MENDES
DANIELE VITOR BARBOZA
EDUARDA ALEXIA NUNES LOUZADA DIAS CAVALCANTI
FABRICIO DE VARGAS ARIGONY BRAGA1
FRANCISCO DE ASSIS ARAÚJO CAMELO JÚNIOR
GERTRUD MULLER ANTUNES1
GUILHERME CUNHA MOLLER
HELOISA DO AMARAL BOANOVA
ISABEL MARTINS MADRID
JOSAINE CRISTINA DA SILVA RAPPETI
JÉSSICA PAOLA SALAME
MARIANA CARDOSO SANCHES
MARINA ZANIN
MARLETE BRUM CLEFF1
MARTA ZIELKE
PÂMELA CAYE
SAMANTHA ALVES AZAMBUJA
SOLIANE CARRA PERERA
TATIANE SCHMITT TAVARES NOVO
VITÓRIA GAUSMANN

Página gerada em 15/07/2019 19:27:58 (consulta levou 0.084987s)