Nome do Projeto
Apresentação de Seminários: A Aprendizagem em Bioquímica e Neurofarmacologia Através de uma Metodologia Ativa
Ênfase
Ensino
Data inicial - Data final
01/10/2021 - 30/09/2025
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Ciências Biológicas
Resumo
A utilização de metodologias ativas como ferramentas pedagógicas auxiliam no processo de formação de um discente. Nesse sentido, compreende-se que a elaboração e apresentação de seminários podem promover a pesquisa e a discussão sobre temas diversificados, assim como possibilitar o surgimento de debates em grupo. Além disso, a implementação dessa prática de ensino pode proporcionar aos alunos o desenvolvimento de competências consideradas importantes no âmbito acadêmico e profissional, como a habilidade de comunicar-se em público, criticidade e capacidade organizacional. Sendo assim, levando em consideração o papel dos seminários na aprendizagem dos discentes, bem como a relevância de estudar tópicos de Bioquímica e Neurofarmacologia, tendo em vista que estão entre as principais áreas de pesquisa no Brasil, os alunos de graduação e pós-graduação da Universidade Federal de Pelotas (UFPel), que integram o Laboratório de Bioquímica e Neurofarmacologia Molecular (LABIONEM), são incentivados a elaborar seminários semanais, a fim de apresentar os resultados de experimentos executados durante o estágio, bem como expor artigos científicos que possam ser relacionados às atividades laboratoriais exercidas pelo grupo de pesquisa. Para isso, serão realizados encontros virtuais através da plataforma e-PROJETO, enquanto perdurar a necessidade de distanciamento social em decorrência da covid-19, e posteriormente encontros presenciais. Dessa forma, a cada encontro, um discente será responsável pela apresentação de um artigo científico publicado em revistas internacionais relacionado aos temas mencionados. Em seguida, ocorrerá o direcionamento de uma discussão acerca do assunto relatado, buscando o esclarecimento de dúvidas e considerações sobre o trabalho apresentado. Com isso, entende-se que a implementação dos seminários como uma abordagem de ensino viabiliza a análise no que se refere ao desenvolvimento e evolução da didática e oratória dos acadêmicos, além de propiciar o maior contato com produções científicas internacionais, resultando no progresso do grupo de pesquisa LABIONEM integralmente, bem como da própria UFPEL.

Objetivo Geral

Promover encontros virtuais e, futuramente, presenciais para a consolidação de conhecimentos acerca das áreas de Bioquímica e Neurofarmacologia através da apresentação de artigos científicos pelos alunos integrantes do Laboratório de Bioquímica e Neurofarmacologia Molecular (LABIONEM) e, por consequência, aprimorar a formação acadêmica dos discentes.

Justificativa

Tendo em vista o papel da universidade no desenvolvimento de capacidades, como a criticidade e a criatividade para a solução de problemas práticos, são indispensáveis estratégias de aprimoramento ao processo de aprendizagem. Dessa forma, se destaca a importância de promover e incentivar a busca pela associação dos conhecimentos obtidos durante a prática laboratorial, com a teoria abordada em artigos científicos. Isso ocorre através da implementação de alternativas que visem otimizar o compreendimento dos discentes, a fim de contribuir para o crescimento profissional e acadêmico.
Sendo assim, o seminário acadêmico tem como objetivo oportunizar o desenvolvimento da capacidade de pesquisa, do pensamento crítico e de habilidades de comunicação e oratória.

Metodologia

Inicialmente, os seminários seriam realizados presencialmente, mas seguindo as orientações da Organização Mundial da Saúde (OMS) e demais órgãos sanitários, o projeto será realizado em um formato remoto com a utilização de softwares para encontros virtuais. Futuramente, pretende-se realizar encontros presenciais, seguindo uma metodologia semelhante.
Os artigos científicos serão apresentados pelos alunos de iniciação científica e de pós-graduação do LABIONEM. Os encontros serão semanais e contarão com a apresentação de um artigo a cada reunião. A escolha do artigo a ser apresentado caberá ao apresentador, mas deve estar relacionado com as atividades desenvolvidas pelo grupo ou com os temas de bioquímica ou neurofarmacologia.
Ademais, ao final de cada apresentação, deve-se promover uma discussão sobre os tópicos explanados, a fim de incentivar o pensamento crítico dos discentes acerca de cada apresentação.

Indicadores, Metas e Resultados

A efetividade das atividades executadas pelo projeto será avaliada através da análise das discussões realizadas semanalmente e a partir da evolução dos alunos em relação a oratória e didática, bem como a seleção dos tópicos abordados durante as apresentações efetuadas.
Além disso, os participantes poderão ser consultados através do preenchimento de formulários, a fim de determinar a relevância do conhecimento obtido durante as discussões, além de permitir a avaliação da contribuição do projeto no desenvolvimento de competências como a criticidade, capacidade organizacional, habilidades com pesquisa em bases de dados confiáveis, entre outros.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
AMÁLIA GONÇALVES ALVES
CAMILA SIMÕES PIRES
CESAR AUGUSTO BRUNING2
CLEISSON SCHOSSLER GARCIA
CRISTIANI FOLHARINI BORTOLATTO2
DANIELA DE BITTENCOURT MAIA
DIANER NORNBERG STRELOW
EVELYN MIANES BESCKOW
Ediandra Tissot Castro
GABRIELA RUSCH
GUSTAVO D'AVILA NUNES
KAUANE NAYARA BAHR LEDEBUHR
LARISSA SANDER MAGALHÃES
LETICIA DEVANTIER KRUGER
LUCIANE DA SILVA GONÇALVES
MARCELO HEINEMANN PRESA
MARCIA JUCIELE DA ROCHA
MARCOS PIZZATTO DE AZEREDO
MARIANA PARRON PAIM
NARRYMAN PINTO ZUGE
Pabliane Rodrigues Garcia
RAFAELA GONCALVES RIBEIRO LUCAS
RAYANE GONCALVES DE OLIVEIRA
ROMULO DAS NEVES MACIEL
TACIA KATIANE HALL
TAIS DA SILVA TEIXEIRA RECH

Página gerada em 17/08/2022 13:21:23 (consulta levou 0.096359s)