Nome do Projeto
Caracterização da diversidade genética do Senecavirus A em suínos
Ênfase
Pesquisa
Data inicial - Data final
30/12/2021 - 30/12/2023
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Ciências Agrárias
Resumo
O Senecavirus A (SVA) é um agente viral emergente na produção mundial de suínos. É um vírus RNA de cadeia simples, sentido positivo, classificado no gênero Senecavirus, família Picornaviridae. O vírus foi originalmente identificado como um contaminante de cultura de células nos EUA em 2002, porém análises posteriores revelaram a presença do SVA na população suína dos EUA desde 1988. Em 2008, foi descrita a associação de SVA com casos de doença vesicular idiopática dos suínos (SIVD) na Nova Zelândia, Austrália, Canadá e Estados Unidos. A partir do final de 2014, foram reportados casos de doença vesicular em suínos associados à infecção pelo SVA no Brasil e surtos no ano de 2015 nos EUA. A presença do SVA tem um grande impacto na indústria de suínos, principalmente, pelo desenvolvimento de lesões vesiculares em focinhos, patas e na mucosa oral de suínos que são indistinguíveis de outras doenças vesiculares, principalmente a febre aftosa (FMDV). Apesar dos relatos de surtos frequentes de doença vesicular em suínos no Brasil desde 2014, informações sobre a prevalência e distribuição da infecção pelo SVA bem como da caracterização dos isolados virais circulantes no campo são extremamente limitados. Adicionalmente, não há uma terapia específica nem dados referentes ao desenvolvimento e avaliação de vacinas para a profilaxia e controle das infecções. Além disso, existe uma escassez de dados e avaliação da evolução genética e molecular do SVA no Brasil, sobretudo, a partir de 2016. Neste sentido, este projeto possui os seguintes objetivos: 1) estudar a diversidade genética do Senecavirus A pelo sequenciamento do genoma completo e análise filogenética dos vírus isolados de suínos em território nacional ao longo dos últimos anos; 2) utilizar dados de epidemiologia molecular para a seleção de uma ou mais amostras representativas para a inclusão em formulações vacinais.

Objetivo Geral

Caracterização genética de amostras de Senecavirus A isolados em suínos no Brasil no período entre 2016 e 2021 e seleção de um ou mais isolados do Senecavirus A para avaliação como candidatos a serem usados em formulações vacinais.

Justificativa

A infecção pelo SVA é a principal enfermidade viral com impacto direto na produção de suínos no Brasil. Atualmente, existe uma lacuna no conhecimento acerca da evolução genética do SVA, aliada a ausência de estudos referentes ao desenvolvimento de vacinas para profilaxia e controle da enfermidade. A execução deste projeto vai resultar diretamente no conhecimento detalhado da diversidade genética e evolução do SVA circulantes no Brasil a partir de 2016, e permitirá a seleção racional de cepas virais para serem incluídas em formulações vacinais.

Metodologia

As amostras de SVA serão selecionadas por ano e estado, e submetidas ao isolamento/amplificação em células H1299, depósito dos isolados na coleção CMISEA. As amostras de vírus serão cedidas pelo LDFA-SDA/MAPA. O sequenciamento será realizado pelo método de Sanger. Após a montagem do genoma, as sequências obtidas serão analisadas quanto a sua diversidade/similaridade frente a outras sequências disponíveis no Genbank, e baseado nestes resultados serão selecionadas amostras de vírus a serem utilizadas como candidatas vacinais em estudos subsequentes.

Indicadores, Metas e Resultados

A execução deste projeto vai resultar diretamente no conhecimento detalhado da diversidade genética e evolução do SVA circulantes no Brasil a partir de 2016, e permitirá a seleção racional de cepas virais para serem incluídas em formulações vacinais.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
AMANDA DE OLIVEIRA BARBOSA
LEONARDO CLASEN RIBEIRO
MARCELO DE LIMA4
PAULO RICARDO CENTENO RODRIGUES2

Página gerada em 28/06/2022 15:08:05 (consulta levou 0.061438s)