Nome do Projeto
EQUIPAMENTO PARA LEVANTAMENTO DE CARGAS POR TRATORES DE ATÉ 55kW
Ênfase
Pesquisa
Data inicial - Data final
16/03/2022 - 16/03/2026
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Engenharias
Resumo
O avanço tecnológico na área agrícola é muito grande atingindo em grande parte as grandes propriedades. A agricultura familiar é carente de desenvolvimentos e soluções específicas em relação a mecanização agrícola. Devido a grande mão de obra e esforço físico exigido nas atividades desenvolvidas em propriedades agrícolas familiares pretende-se através das metodologias de desenvolvimento de produtos, desenvolver o projeto conceitual de máquina ou implemento agrícola para utilização levantamento de cargas para tratores de até 55kW de potência dessa forma compatível com a agricultura familiar

Objetivo Geral

Desenvolver projeto informacional e conceitual de equipamento para movimentação de carga por tratores agrícolas de até 55kW

Justificativa

As atividades desenvolvidas no meio agrícola em geral são atividades que exigem muito esforço físico e grande mão de obra.
Por causa da grande demanda de mão de obra, escassa e pouco profissional no meio rural, o que eleva o custo dessa mão de obra e o grande esforço físico característico da atividade e má ergonomia para fazê-lo, faz-se com que a sucessão familiar nas propriedades agrícolas familiar esteja se reduzindo.
Sabe-se que na agricultura manuseia-se cargas diariamente, que é uma exigência física elevada, o problema de se manusear cargas não é tanto a exigência dos músculos, mas sim o desgaste dos discos intervertebrais, que traz consequências à coluna, limitando fortemente a mobilidade e vitalidade das pessoas.
As condições de trabalho incluem aspectos relacionados ao levantamento, transporte e descarga de materiais, ao mobiliário, aos equipamentos e às condições ambientais do posto de trabalho e à própria organização do trabalho, logo quando se pensa no ambiente agrícola é preciso de máquinas para melhorar as condições de trabalho.
Nos períodos de plantio e de colheita o trabalhador se expõe com maior intensidade. Assim, muitas das atividades são manuais e em tarefas de movimentação de cargas.
As mudanças no modo de execução das tarefas na agricultura de pequeno porte são poucas, permanecendo as mesmas exigências físicas, como as posturas estáticas prolongadas, levantamento e carregamento de cargas de forma manual e trabalho repetitivo.
Nas atividades rotineiras do agricultor familiar estão o erguimento de cargas como por exemplo de fertilizantes, sementes, agrotóxicos, madeiras e produtos agrícolas. Com base no artigo 198 da Consolidação das Leis do Trabalho de 1943, o peso máximo que o trabalhador homem pode carregar individualmente é de 60kg. Com relação às trabalhadoras mulheres, veda ao empregador a contratação de mulheres para serviços que necessitem da força muscular superior a 20kg para o trabalho contínuo ou 25kg para o trabalho ocasional.
Para auxiliar no trabalho de levantamento e transporte de cargas pelos agricultores familiares acima do aceito pelas normas vigentes e que possibilitem segurança e ergonomia a esses é necessário utilizar equipamentos do tipo guincho adaptados aos tratores agrícolas que seja compatível com o máximo de modelos de tratores de 55kw de potência comercializados no Brasil.
Na fruticultura se tem um exemplo de atividade agrícola desenvolvida por agricultores familiares, que caracteriza a necessidade de equipamentos adequados para auxiliar no levantamento e transporte de cargas pelo agricultor.
De acordo com pesquisa preliminar, in loco, no sistema de produção de pêssego no interior de Pelotas, 8º distrito, após a colheita as caixas com os frutos ficam agrupadas no chão, ao longo das linhas do pomar, e um único trabalhador se responsabiliza por distribuir as caixas vazias e coletar as cheias. Nessa etapa, é necessário erguer as caixas cheias (com aproximadamente 20kg) do nível do solo até o nível do piso da carreta, (com altura aproximada de 1m em relação ao nível do solo). Como para o transporte na carreta as caixas são empilhadas há a necessidade de se realizar um novo esforço de levantamento da caixa para colocá-la sobre outra já carregada tornando a atividade extremamente penosa, cansativa. Na sequência tem-se que fazer o translado das caixas da carreta para os caminhões de transporte.
A situação de carregamento descrita anteriormente, também, ocorre em outros cultivos, dessa forma, a disponibilização para utilização por agricultores familiares de máquinas adequadas para auxiliar no carregamento e transporte de produtos agrícolas, diminuirá os esforços realizados pelos trabalhadores oferecendo condições mais seguras e ergonômicas e por consequência reduzirá e otimizará o tempo dessas operações.
No mercado nacional estão disponíveis modelos de carretas com guinchos acoplados e também guinchos para acoplamento avulso ao trator. Esses equipamentos são projetados para capacidade de levantamento de carga entre 700 e 4.000kg, que sejam equipados com levante hidráulico de 3 pontos e/ou válvulas de controle remoto e valores de venda entre R$2.800,00 e R$55.000,00, sendo que na sua maioria não são adequados a agricultura familiar devido ao custo elevado e/ou a não se adaptarem a modelos de tratores de 55kW de potência os quais são mais utilizados por agricultores familiares.
Para melhorar a qualidade de vida dos agricultores, e incentivar a sucessão familiar é necessário investir em tecnologias e inovações para melhorar e reduzir o esforço físico, possibilitando o aumento da produção de alimentos e os ganhos econômicos nas propriedades agrícolas familiares

Metodologia

O trabalho será realizado utilizando uma metodologia de gestão de desenvolvimento de produtos baseada em um modelo que divide o processo do projeto em quatro fases principais: projeto informacional, projeto conceitual, projeto detalhado e preparação da produção do produto. As duas primeiras fases serão abordadas no presente trabalho.
No início, o projeto informacional trata da aquisição e transformação de informações. Nesta fase, as exigências do produto devem ser atendidas para atender às necessidades do projeto estabelecidas na declaração do problema. Os requisitos, são as especificações que evoluiriam de acordo com as informações coletadas.
Na fase de projeto conceitual, o produto será modelado em termos de suas funções. Para isso, inicialmente deve ser definida a função principal do produto, que é então desdobrada em várias estruturas de funções do produto até que uma seja selecionada. Para cada uma dessas alternativas geradas, é definida uma arquitetura, contendo a estrutura do produto em termos dos componentes e suas conexões. Tais arquiteturas desenvolvidas darão origem a conceitos que em breve irão para um processo seletivo, que apontará o que melhor atende às especificações e outros critérios de escolha. O desenho obtido expressará uma descrição aproximada das tecnologias, princípios de operação e formas de um produto, geralmente expressa através de um esquema tridimensional ou modelo que seria acompanhado de uma explicação textual. É uma descrição concisa de como o produto atenderá às necessidades necessárias

Indicadores, Metas e Resultados

O resultado esperado é obter o projeto conceitual de máquina ou implemento agrícola com baixa
complexibilidade de uso, baixo custo e adaptável à tratores de 55kW de potência.
O impacto esperado é que a tecnologia gerada possibilite a redução do esforço físico em operações nas propriedades agrícolas familiares, aumente os ganhos e incentive a permanência no campo aumentando a sucessão familiar

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
ALEX SANDRO BASSI PORTELINHA
ANTONIO LILLES TAVARES MACHADO3
LAIS KROESSIN
ROBERTO LILLES TAVARES MACHADO2

Fontes Financiadoras

Sigla / NomeValorAdministrador
CAPES / Coordenação de Aperfeiçoamento de Nível SuperiorR$ 8.000,00Coordenador

Plano de Aplicação de Despesas

DescriçãoValor
339018 - Auxílio Financeiro a EstudantesR$ 8.000,00

Página gerada em 17/08/2022 22:56:51 (consulta levou 0.080101s)