Nome do Projeto
Eletrólitos Géis para Aplicação em Dispositivos Eletrocrômicos
Ênfase
Pesquisa
Data inicial - Data final
06/06/2022 - 03/05/2024
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Engenharias
Resumo
O estudo tem como objetivo desenvolvimento de eletrólitos poliméricos géis à base de polissacarídeos, com adição de sais compostos para potencialização da condução iônica, e assim, que estes apresentem boas propriedades eletroquímicas para aplicação em dispositivos eletrocrômicos. Estes géis serão obtidos através da dissolução do polímero em água destilada, sendo adicionados também componentes como plastificante e sal iônico. Depois do descanso das amostras, estas serão sujeitas as análises de espectroscopia de impedância eletroquímica (EIE) para estudo da condutividade iônica. Ainda, serão realizadas caracterizações estruturais (DRX e FTIR) e morfológicas (MFA), bem como análises termogravimétricas (DSC e TGA). Resultados preliminares destes géis mostraram boa transparência e homogeneidade, além de valores de viscosidade coerentes as condições testadas.

Objetivo Geral

desenvolvimento de eletrólitos poliméricos géis para aplicação em dispositivos eletrocrômicos

Justificativa

Eletrólitos, que normalmente vistos em solução aquosa, também podem ser desenvolvidos em estado sólido através de biopolímeros, estes desempenham um papel importante no avanço dos dispositivos eletroquímicos de conversão e armazenamento de energia como células de combustível, células solares, capacitores, supercapacitores, sensores e baterias. Os eletrólitos no estado gel são uma alternativa viável para substituição, pois estes estão entre os eletrólitos em solução aquosa, que podem causar acidentes como vazamento em um dispositivo, e os eletrólitos sólidos, que podem causar através do estado físico menor transição de íons. Portanto os géis podem possibilitar melhor estabilidade e capacidade de vedação.

Metodologia

O procedimento de preparo do eletrólito de gel inicia-se através da inserção de carboximetilcelulose de sódio a de água destilada, este fica sob agitação magnética, até a total dissolução e homogeneização do polímero, formando assim uma solução viscosa. Após o término desta etapa o polímero é misturado em diferentes quantidades de carbonato de etileno e levado novamente a agitação, após a homogeneização à este serão adicionadas diferentes quantidades de sal, ainda sob agitação magnética para dissolução até a total formação do eletrólito polimérico em gel.

Indicadores, Metas e Resultados

Um eletrólito de CMC e iodeto de lítio é bastante eficaz para condução de carga. De modo geral, é esperado que ao final deste projeto se tenha a obtenção de um sistema fotoeletrocrômico otimizado, através do desenvolvimento de rotas alternativas e de baixo custo. Além disso, obtenção de boas respostas nas propriedades eletroquímicas, tais como: reversibilidade, estabilidade cíclica, alta densidade de carga, rápida resposta na inversão da coloração, acarretando em um impacto econômico na fabricação destes e assim, diminuindo os custos para comercialização, como exemplo.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
CAMILA MONTEIRO CHOLANT
CAMILA PRIETTO VILLANOVA
CESAR ANTONIO OROPESA AVELLANEDA3
Fernanda Langone
LUANA USZACKI KRÜGER
MARCO PAULSEN RODRIGUES
MICHELLY SILVEIRA DIAS
RAFAELA MOREIRA JAVIER LEMOS
RENATA MORENO BUENO

Página gerada em 03/03/2024 02:31:06 (consulta levou 6.520540s)