Nome do Projeto
Liga Acadêmica de Oncologia
Ênfase
Ensino
Data inicial - Data final
18/07/2022 - 18/07/2024
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Ciências da Saúde
Resumo
As Ligas Acadêmicas são entidades formadas por grupos de alunos de diferentes anos da graduação sob a supervisão de profissionais e professores vinculados a Instituição de Ensino Superior ou Hospitais de Ensino. Participam de forma efetiva na educação médica, promovendo conhecimento e atuação em áreas específicas não contempladas pelos currículos tradicionais, permitindo aproximação do estudante com as especialidades. Os princípios básicos que regem estas entidades são atividades de pesquisa, ensino e assistência. As atividades de pesquisa, ensino e extensão serão o eixo norteador das atividades propostas pelas Ligas, sendo que a pesquisa se dará conforme o andamento e a densidade das discussões e o volume de assistência realizada.

Objetivo Geral

Estimular os alunos do curso de graduação em Medicina a aprofundar os conhecimentos técnico-científicos relacionados à oncologia.
Discussão de casos clínicos e temas básicos relacionados à oncologia;
Realização de campanha para conscientização e prevenção primária, secundária ou terciária de determinados tipos de câncer;
Desenvolver cursos, jornadas e congressos para difundir o conhecimento sobre a oncologia;
Criação de artigos científicos e outros conteúdos de cunho técnico bem como a participação de eventos científicos para apresentações sobre o tema.

Justificativa

As atividades contribuirão para a sedimentação do conhecimento de Oncologia dos envolvidos e proporcionara maior engajamento discente, o que
enriquecera o currículo do graduando e sedimentará os aprendizados para a futura vida profissional dos estudantes.

Metodologia

A Liga Acadêmica de Oncologia (LAO) contará com 20 membros no total e com os seguintes cargos: presidente, vice-presidente, tesoureiro,
secretário, diretor de pesquisa, diretor de extensão, diretor de ensino e diretor de marketing. Quaisquer alunos, devidamente matriculados nas
universidades de Medicina da cidade de Pelotas, poderão participar do processo seletivo da LAO. O edital da seleção deverá ser divulgado com
uma antecedência de duas semanas ao processo seletivo, contendo as seguintes informações: tipo de seleção, conteúdo da prova escrita,local/data/hora de realização do processo, número de vagas disponíveis e resumo de atividades da Liga.
Estarão automaticamente desligados como membros efetivos da Liga os acadêmicos que concluírem o 12º semestre do curso de Medicina.
Serão excluídos como membros efetivos da Liga, sem direito a receber o certificado, os acadêmicos que não cumprirem os 75% de presença das
atividades programadas ou que não participarem pelo menos um ano das atividades prevista como membros efetivos. A LAO constitui seu papel educativo através de encontros semanais com abordagens sobre temas relevantes da oncologia. Nesses encontros ocorrerão aulas com
profissionais que tenham conhecimento da área dispostos a divulgar o seu conhecimento ou apresentação de seminários de temas pré determinados por membros da liga. Em relação à extensão será realizada anualmente uma campanha de conscientização e prevenção primária e
secundária do câncer de pele nos municípios de Arroio do Padre e Morro Redondo com a supervisão da Dra. Gertrudes Neugebauer. Além disso, será realizada, anualmente, em Pelotas, a Campanha de Prevenção Secundária ao Câncer de Mama no setor da saúde que mais for preciso.
Outras campanhas poderão ser propostas por qualquer membro da liga e executada desde que aprovada pela maioria simples dos membros efetivos. As atividades de pesquisa serão extensivamente estimuladas, sendo por meio de resumos, relatos de caso, artigos científicos, divulgando
sempre que possível em jornadas, semanas acadêmicas, congressos e semelhantes. Para tal, os ligantes lançarão mão de dados colhidos com consentimento dos voluntários que participarão das campanhas que a liga realiza.

Indicadores, Metas e Resultados

O indicador de sucesso do projeto é o número de alunos interessados em participar e artigos publicados pela liga.
Outra análise substancial será o número de acadêmicos que se interessarão nos cursos de especialização e de residência em oncologia.
A principal meta é manter os alunos motivados e participativos a fim de poder contribuir com o conhecimento deles e com a Saúde Pública Brasileira.
São competências a serem alcançadas a construção participativa do conhecimento técnico em oncologia e a habilidade de criar estratégias para desenvolver o processo de aprendizagem.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
ADAM ARAI MARTENS
ALANA CAROLINA ANDRADE DALLA COSTA
ALVARO BATISTA SILVA
AMANDA RODRIGUES CAMOLEZZI
ANDRE LUIS BARTZ VOIGT
ARTHUR CORDOVA LARROSSA
CASSIO MELLO TEIXEIRA
CECILIA FERNANDES LOREA
CINTIA RODRIGUEZ BARROS
DANIEL ANGELO BERNIN
EDUARDA NIKOLI MIRANDA CORTEZ
ELISAH REBECA MOURAO DA CRUZ
ESTER LARISSA TAMURA
FABRICIO RIBEIRO PEREIRA
GABRIEL MARCELO RIBEIRO ROCHA
GIOVANNA RIGHETE DE ALBUQUERQUE LIMA
GUSTAVO SANTANA DOS SANTOS
HIDYAN VICENZZO SILVA E LIMA
JOAO VITOR BICALHO MAGALHAES
JULIA ALMEIDA BRUM
LAURA BARREIRO DE ASSIS
LAURA BEATRIZ DE SOUZA CAMPOS
LOURIENY PINHEIRO DA SILVA
LUIZ GUSTAVO LEAL PEREIRA JUNIOR
LUIZE COSTA SONCINI
MARIA GERTRUDES FERNANDES PEREIRA NEUGEBAUER22
MARIANA REIS CARAM
MATHEUS RIBEIRO FINETTI
MIKAELLE TAINÁ BERTOLI
Maria Olivia Mueller
Nathalia Mahl Scherer
PETERSON ANICETO OSORIO
RAYANE GONCALVES DE OLIVEIRA
RUAN DILLI AFONSO
SABRINA OLIVEIRA DA COSTA5
SAMUEL BOSSLER CHAGAS
SILVIA SAUERESSIG2
THIAGO GONZALEZ BARBOSA E SILVA
VICTOR FAGUNDES SANTANA
VINICIUS MAIA SILVA
WEMILY KAREN MOREIRA PINAS

Página gerada em 23/02/2024 06:30:12 (consulta levou 0.172229s)