Nome do Projeto
Plantão Tira-Dúvidas
Ênfase
Extensão
Data inicial - Data final
14/10/2022 - 13/09/2026
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Engenharias
Eixo Temático (Principal - Afim)
Educação / Educação
Linha de Extensão
Metodologias e estratégias de ensino/aprendizagem
Resumo
O Curso de Engenharia de Petróleo optou pelo emprego de componentes curriculares de caráter extensionista como forma de atuação com a comunidade externa à UFPel. O presente projeto é parte ativa do processo de integralização da Extensão ao Curso. O projeto Plantão tira-dúvidas visa envolver acadêmicos do curso de Engenharia do Petróleo no esclarecimento de dúvidas e reforço escolar de estudantes do ensino médio de escolas públicas, com o objetivo de promover suporte educacional, inclusão social, convivência comunitária e formação cidadã. Por meio da participação ativa dos graduandos, a metodologia de trabalho proposta consiste no planejamento, execução e avaliação das atividades de reforço escolar e esclarecimento de dúvidas de conteúdos do ensino médio, especialmente de estudantes em risco de reprovação, abandono ou evasão. No que tange à avaliação continuada do projeto, destaca-se a observância ao número de escolas endereçadas, número de discentes participantes e auxiliados pelo plantão, como também, a taxa de aprovação dos auxiliados. Os resultados esperados incluem a inclusão por meio da educação, formação cidadã dos envolvidos e a contribuição na melhoria dos déficits escolares dos auxiliados.

Objetivo Geral

Envolver acadêmicos do curso de Engenharia do Petróleo no esclarecimento de dúvidas e reforço escolar de estudantes do ensino médio de escolas públicas, com o objetivo de promover suporte educacional, inclusão social, convivência comunitária e formação cidadã.

Justificativa

No Brasil, a exclusão escolar que vinha caindo entre 2016 e 2019 voltou a crescer (MEC, 2020). De acordo com o Censo Escolar coordenado pelo Ministério da Educação (MEC, 2021), a taxa de abandono dos estudantes do ensino médio mais que dobrou em 2021 em comparação com 2020. No primeiro ano da pandemia, causada pela COVID-19, 2,3% dos alunos matriculados deixaram as escolas antes de concluir o ano letivo. A taxa no ano passado subiu para 5%. O Estado com pior resultado foi o Pará, seguido do Rio Grande Norte, Bahia, Rio Grande do Sul e Alagoas. O número de estudantes do ensino médio aprovados também caiu de 95% em 2020, para pouco mais 90% em 2021. O MEC divulgou ainda resultados de testes de língua portuguesa e matemática aplicados em escolas do ensino médio públicas e privadas. Os mais 3,2 milhões de estudantes que fizeram os testes acertaram apenas 27% das questões de matemática e 57% das questões básicas de língua portuguesa. Esses resultados são preocupantes e mostram que ações urgentes são necessárias para tentar reduzir os déficits educacionais e as taxas de abandono mostrados pelo censo escolar. Nesse sentido, a presente proposta pretende que os discentes do curso de Engenharia de Petróleo sejam agentes capazes de auxiliar estudantes do ensino médio com defasagem na aprendizagem, risco de reprovação, abandono e evasão, por meio de estratégias coerentes com a realidade das escolas, auxiliados e graduandos. O presente projeto é parte ativa do processo de integralização da Extensão ao Curso de Engenharia de Petróleo. O curso optou pelo emprego de componentes curriculares de caráter extensionistas como forma de atuação com a comunidade externa à UFPel.

Metodologia

Por meio da participação ativa dos discentes do curso de Engenharia de Petróleo, a metodologia de trabalho proposta consiste no planejamento, execução e avaliação das atividades de reforço escolar e esclarecimento de dúvidas de conteúdos do ensino médio de escolas públicas. Os discentes participantes do curso farão contato com as escolas escolhidas para atender e verificar o interesse e a disponibilidade das mesmas para o atendimento pelo plantão. Após anuência das escolas, serão identificados disciplina, conteúdos e auxiliados. As atividades de reforço escolar focarão em conteúdos que não foram assimilados para nivelar o conhecimento dos estudantes e atender aqueles que mais precisarem de acompanhamento escolar. As atividades serão feitas fora do horário regular das aulas, de modo presencial e/ou remoto. Os discentes do curso apresentarão relatórios parcial e final para avaliação da evolução dos auxiliados e das atividades como também dos impactos gerados pela proposta.

Indicadores, Metas e Resultados

A meta do projeto é promover suporte educacional, inclusão social, convivência comunitária e formação cidadã pelo envolvimento de estudantes do curso de Engenharia do Petróleo no esclarecimentos de dúvidas e reforço escolar do ensino médio de escolas públicas. A proposta busca contribuir para o nivelamento escolar dos estudantes e em risco de reprovação, abando e evasão ecolar. Busca ainda garantir o percentual mínimo da carga horária prevista no projeto pedagógico do curso de Engenharia de Petróleo na forma de ações de extensão incorporadas a componentes curriculares.
A avaliação do projeto se dará de forma continuada, por meio de um conjunto de indicadores que possibilitem monitorar seu desenvolvimento, como a observância do número de escolas endereçadas, número de discentes participantes e auxiliados, como também da observância nas taxas de aprovação e abandono/evasão dos auxiliados. Os resultados esperados incluem a inclusão por meio da educação, formação cidadã dos envolvidos e contribuição na melhoria dos déficits de aprendizagem, dos rendimentos escolares e dos índices de abandono/evasão de estudantes de escolas públicas do ensino médio.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
ANA CAROLINA MENDONCA BARRETO
FORLAN LA ROSA ALMEIDA1
GILMAR ROSA DA SILVA
MARCELO NASCIMENTO BEZERRA
MARISTELA BAGATIN SILVA2
PALOMA FERREIRA CASTRO DE LIMA
RICARDO WASKOW SOARES

Página gerada em 23/07/2024 09:33:32 (consulta levou 0.090995s)