Nome do Projeto
Controle de Qualidade de Sementes
Ênfase
Pesquisa
Data inicial - Data final
31/10/2022 - 30/09/2025
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Ciências Agrárias
Resumo
Para um planejamento racional do uso de lotes de sementes e para definições de técnicas à sua conservação, numa visão de agricultura moderna e ao mesmo tempo sustentável, torna-se imprescindível o conhecimento dos atributos genéticos, fisiológicos, físicos e sanitários das sementes. Os Laboratórios de Análise e controle de qualidade, Sanidade e Fisiologia de Sementes da FAEM /UFPel atendem esses objetivos, oportunizando à comunidade da Região Sul do Estado e do Brasil (agricultores, produtores de sementes, técnicos agrícolas, empresas agrícolas, extensionistas, professores da UFPel e de outras universidades, alunos de graduação e pós graduação, pesquisadores, cooperativas, agroindústrias, prefeituras, etc...) realizarem um diagnóstico preciso das principais características da qualidade dos lotes de sementes de inúmeras espécies agrícolas cultivadas. A partir dos resultados das análises é possível planejar um uso agrícola mais racional e posicionamento das sementes e as práticas de manejo e de adubação adequadas, de modo a preservar e manter a qualidade das sementes. O principal objetivo do projeto é prestar a comunidade serviços de análises (sementes e material vegetal) que permitam diagnosticar os principais atributos da qualidade de sementes (genéticos, fisiológicos, físicos e sanitários) da região Sul do RS e do Brasil. O projeto se baseia na prestação de serviço de análises de sementes e material vegetal para fins de recomendação de manejo e de posicionamento das cultivares, auxiliar em manter a qualidade física, fisiológica e sanitária. Ao final de cada ano, será contabilizada a demanda do serviço através do número de pessoas atendidas e de análises executadas, além da qualidade das análises. Os resultados das análises objetivam fornecer informações e subsídios aos produtores rurais e técnicos que os assistem para tomada de decisão sobre uso e manejo adequado de lotes de sementes de modo a realizarem uma agricultura que preserve o recurso solo e o meio ambiente. Os resultados das análises também atendem demandas de projetos de ensino e de extensão tanto de professores como de alunos de pós-graduação.

Objetivo Geral

- Prestar a comunidade serviços de análises (sementes e material vegetal) que permitam diagnosticar os principais atributos fisiológicos, físicos e sanitários das sementes da região Sul do RS e do Brasil;
- monitorar a qualidade e auxiliar na preservação da qualidade dos lotes de sementes da região Sul do Estado do RS e do Brasil, sob diferentes períodos de armazenamento e técnicas complementares/adaptadas aos para avaliar a qualidade.
- avaliar a qualidade física e fisiológica de lotes de sementes tradas com produtos biológicos e/ou químicos, bem como avaliar a potencialidade de uso com testes alternativos para quantificar a qualidade dos lotes de sementes.

Justificativa

Determinar a qualidade das sementes é de suma importância para o consumidor/produtor, pois a única forma de conhecer a qualidade real de um lote de sementes de forma segura é através da análise física e fisiológica e sanitária e é esse resultado que determinará o sucesso de sua lavoura.
A determinação da qualidade de sementes é realizada dentro de um Laboratório de Análise de Sementes LAS) credenciado, para emitir Boletim de Análise de Sementes para comercialização de sementes e/ ou LAS não credenciado, para emitir laudos ou formulários das análises com intuito apenas de verificação da qualidade das amostras e/ou lotes das diferentes espécies agrícolas cultivadas. Controle externo de qualidade (CEQ): é o atendimento as leis, instruções normativas e procedimentos definidos “externamente” pelo Estado. Controle interno de qualidade (CIQ): é executado pela produtora de sementes obedecendo as normas e procedimentos internos com o objetivo de alcançar padrões mínimos estabelecidos pelo governo e cumprir padrões mais estritos da própria empresa em função do mercado para satisfação do cliente.
Toda a comercialização dentro do país, bem como importações e exportações e a fiscalização e legislação de sementes se norteiam com base nos resultados dos testes e análises regulamentadas, além de estarem baseadas nas Instruções Normativas cabíveis. As análises feitas nos laboratórios objetivam determinar a qualidade física, fisiológica e sanitária das sementes e são a única forma de conhecer a qualidade real de um lote de sementes de forma segura.
As análises realizadas no laboratório são necessárias tanto para fins de comercialização de sementes, alimentação humana ou animal, quanto para o plantio e a produção de sementes. O lote de sementes deve passar por análises, cujos resultados são registrados em um “Boletim de Análise de Sementes”, quando definitivo (que será o documento de comprovação da qualidade) ou “Resultado de Análise de Sementes”, quando para acompanhamento da qualidade, mas sem valor para comercialização.
Diante dessas informações, as análises precisam ser executadas em locais apropriados, capacitados e com metodologias padrão para comparações de resultados e daí a importância dos Laboratórios Análise de Sementes. Os Laudos de Análises (Checagem de Qualidade), constam características do lote analisado tais como: categoria da semente, porcentagem de germinação, pureza física e outras determinações; visto que são de grande valor para o produtor por objetivar o êxito da lavoura, bem como assegurar garantias de qualidade e segurança das sementes para o comprador.
Os principais objetivos do LAS são de determinar a qualidade e a identidade de uma amostra de sementes por meio de procedimentos, padrões e métodos estabelecidos em legislação, com o propósito de garantir a qualidade e a identidade do material de multiplicação e reprodução vegetal utilizados; promover os serviços de análise de sementes de acordo com métodos e padrões estabelecidos e suportados por um Sistema de Gestão, assegurar resultados criteriosos, seguros, precisos, uniformes e confiáveis, executados por equipe técnica capacitada e treinada; obter o controle de qualidade nas etapas do processo e manter e melhorar, continuamente a qualidade de nossas sementes.

Metodologia

O projeto se baseia na prestação de serviço de análises de sementes e material vegetal para fins de recomendação do melhor manejo e direcionamento dos lotes de sementes utilizados na produção de alimentos. Todo o processo seguirá algumas etapas metodológicas as quais são descritas a seguir:
Metodologia
a) Orientação dos usuários para procedimento correto de amostragem das sementes;
b) Recebimento, registro (protocolo) e preparo de amostras de arquivo, para realização das análises;
c) Execução das seguintes análises: i) Análise de germinação; primeira contagem do teste de germinação, pureza, determinação de outras semenets po número ii) verificação de espécies e cultivares; iii) determinação do teor de água das sementes por método direto e indireto
d) Análises de viabilidade: testes de tetrazolio, pH do exsudato
Análise de vigor: tetrazólio, condutividade elétrica massal e individual, deterioração controlada, teste de frio, protrusão radicular, comprimento de plântulas, massa seca e fresca de plântulas, emergência e índice de velocidade de emergência, emergência e índice de velocidade de germinação, teste de envelhecimento acelerado, condutividade elétrica.
Análise de testes rápidos: hipoclorito, verde rápido, teste de iodo, tríplice teste, peso hectolítrico, massa de mil sementes, teste de sementes infestadas, valor cultural, e análise e identificação visual com aparelho de imagem Tbit.
Análise sanitária: teste com identificação de fungos de campo e de armazenamento.
d) Atendimento e orientação aos usuários por professores do PPGCTS/FAEM, para interpretação dos resultados das análises e para um eficiente direcionamento da qualidade das sementes
e) Análises enzimáticas e fisiológicas das sementes para fins de avaliação
f) Possibilidade de contratação de estagiários remunerados com bolsa para atender possíveis demandas de laboratórios de análises diversas.

Indicadores, Metas e Resultados

Ao final de cada ano, será contabilizada a demanda do serviço através do número de pessoas atendidas e de análises executadas, além da qualidade das análises. Estima-se uma média anual de 10.000 amostras para análises físicas, fisiológicas e sanitárias.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
ANDRÉIA DA SILVA ALMEIDA2
CAREM ROSANE COUTINHO SARAIVA
CRISTINA ROSSETTI
GERI EDUARDO MENEGHELLO2
GIZELE INGRID GADOTTI2
IRENI LEITZKE CARVALHO4
LILIAN VANUSSA MADRUGA DE TUNES2
MARIA ALICE DA SILVA DE CASTRO4
MATEUS DA SILVEIRA PASA2
Marta Gubert Tremea
NATALIA PEDRA MADRUGA
TIAGO PEDO2
TIAGO ZANATTA AUMONDE2

Recursos Arrecadados

FonteValorAdministrador
Prestação de Serviço de Análise de SementesR$ 705.000,00Fundação Delfim Mendes da Silveira

Plano de Aplicação de Despesas

DescriçãoValor
339014 - Diária Pessoa CivilR$ 20.000,00
339018 - Auxílio Financeiro a EstudantesR$ 20.000,00
339020 - Auxílio Financeiro a PesquisadorR$ 300.000,00
339030 - Material de ConsumoR$ 100.000,00
339033 - Passagens de Despesas de LocomoçãoR$ 15.000,00
339039 - Outros Serviços de Terceiro - Pessoa JurídicaR$ 150.000,00
449052 - Equipamentos e Material PermanenteR$ 100.000,00

Página gerada em 20/02/2024 23:26:43 (consulta levou 0.188935s)