Nome do Projeto
Verificação da expressão da proteína do choque térmico HSP90 em amostras de Mastocitomas cutâneos caninos
Ênfase
Pesquisa
Data inicial - Data final
01/11/2022 - 23/12/2024
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Ciências Agrárias
Resumo
Os mastocitomas estão dentre as neoplasias cutâneas malignas de maior ocorrência na espécie canina. Este tipo tumoral, se caracteriza pela proliferação neoplásica de mastócitos, que são células que se originam no tecido conjuntivo, e possui etiologia desconhecida. Embora a pele seja o local de maior acometimento, outros tecidos podem ser afetados, sendo que o comportamento dos mastocitomas é variável e imprevisível, podendo apresentar-se como nodulações com manifestação e localização diversas. O tratamento dos animais é indicado conforme a classificação tumoral, podendo contemplar desde a ressecção cirúrgica até tratamento adjuvante ou neoadjuvante, utilizando antineoplásicos e inibidores de tirosina quinase. Diferentes parâmetros têm sido avaliados na tentativa de prever o comportamento biológico dos mastocitomas canino, como idade, raça, sexo, estadiamento clínico, localização do tumor, intervalo entre diagnóstico e tratamento, tempo de evolução, ocorrência de sinais sistêmicos, presença de metástase no momento do diagnóstico, graduação histológica e marcadores de proliferação celular. Atualmente, os dados imuno-histoquímicos também são fatores importantes na avaliação de prognóstico dos mastocitomas cutâneos de cães. a proteína do choque térmico HSP90, tem sido avaliada por regular a maturação, ativação e estabilidade de uma ampla gama de proteínas, muitas das quais estão envolvidas na transdução e outras vias importantes de malignidade. Assim, tendo em vista os resultados conflitantes de outras formas de avaliação da graduação e prognóstico nos casos de mastocitomas, o objetivo deste estudo é definir a imunomarcação da proteína do choque térmico em amostras de mastocitomas cutâneos de cães. Bem como quantificar e correlacionar o grau de expressão da HSP90 e sua influência na sobrevida e tempo livre de doença dos pacientes, a fim de determinar se essa proteína pode ser marcadora importante de prognóstico clínico.

Objetivo Geral

Caracterizar a imunomarcação da proteína HSP90 em mastocitomas cutâneos de cães e, avaliação da correlação com a evolução clínica dos pacientes, como o tempo de sobrevida e livre de doença.

Justificativa

As neoplasias malignas são diagnosticadas com frequência na medicina Veterinária, dentre estas os mastocitomas ganham notariedade devido a agressividade e prognóstico desfavorável quando diagnosticados tardiamente. Os dados imuno-histoquímicos tem sido importantes na avaliação do prognóstico dos mastocitomas cutâneos de cães, neste sentido destaca-se a proteína do choque térmico HSP90, pois tem sido avaliada por regular a maturação, ativação e estabilidade de uma ampla gama de proteínas, muitas das quais estão envolvidas na transdução e outras vias importantes de malignidade. Assim, pretende-se quantificar e correlacionar o grau de expressão da HSP90 e sua influência na sobrevida e tempo livre de doença dos pacientes, a fim de determinar se essa proteína pode ser marcadora importante de prognóstico clínico dos pacientes com câncer.

Metodologia

3.1 Locais de estudos
A pesquisa será desenvolvida em conjunto na Faculdade de Veterinária da Universidade Federal de Pelotas (UFPEL), na Faculdade de Veterinária (FAVET) da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFGRS), no Laboratório de Patologia Veterinária da UFPEL, em parceria com o Programa de Pós-Graduação da UFPEL e no Centro de Anatomia Patológica de Pelotas/RS.

3.2 Coletas e análises das amostras
O estudo será retrospectivo, quantitativo e descritivo, envolvendo espécimes de tumores de pacientes caninos portadores de mastocitoma cutâneo, submetidos previamente a coleta de material para exames histopatológicos e diagnóstico prévios.

3.3 Origem
Para o estudo serão utilizadas amostras histológicas fixadas em formalina e embebidas em parafinada de mastocitomas cutâneos provenientes de cães atendidos no HCV/FAVET da UFRGS e UFPel, que não receberam nenhum tratamento prévio.
Serão incluídos na pesquisa, amostras de mastocitoma de cães, que foram coletadas, de pacientes de ambos os sexos, que possuíam idade entre 2 e 15 anos com neoplasias em diferentes localizações anatômicas.
As amostras dos cães serão agrupadas conforme parâmetros histológicos (classificação tumoral de Patnaik et al. (1984) e Kiupel et al. (2011) para mastocitoma cutâneo, além de índice mitótico e margens cirúrgicas) e parâmetros clínicos (tamanho tumoral, velocidade de crescimento, presença de ulceração, localização, presença de metástase).
Será realizada avaliação das fichas de atendimento dos pacientes e será realizado contato telefônico com os tutores dos pacientes, a fim de investigar a sobrevida dos animais após o diagnóstico e também sobre tratamento realizado.

3.4 Armazenamento das amostras
O estudo será realizado através de amostras coletadas previamente. Serão utilizadas amostras histológicas fixadas em formalina e embebidas em parafinada, sendo estas provenientes de mastocitomas cutâneos de cães que obtiveram diagnóstico anteriormente e foram armazenadas na Favet - UFRGS e FV - UFPel.

3.5 Processamento das amostras e expressão dos resultados
Todas as amostras selecionadas para marcação da proteína serão processadas no Laboratório de Patologia Veterinária da Universidade Federal de Pelotas, sendo realizada a técnica de imuno-histoquímica (IHQ) de material emblocado em parafina de mastocitomas cutâneos, provenientes de cães atendidos previamente.
A técnica de IHQ será realizada a partir dos cortes histológicos distendidos em lâminas silanizadas (Dako, Flex, IHC Microscopic Slides) e colocadas em estufa para aderência do corte. Posteriormente as lâminas serão desparafinizadas e recuperadas antigenicamente com o sistema PT LINK DAKO na solução Envision Flex DAKO. A incubação do anticorpo primário anti-HSP-90 (anticorpo monoclonal de rato, clone H9010, Invitrogen) na diluição de 1:200 será realizada no aparelho Autostainer Link 48 DAKO / Agilent. O sistema de detecção utilizado será o Envision DAKO, e como substrato revelador o DAB. Cada lâmina avaliada possuirá um corte do caso e um corte com um controle positivo anticorpo para garantir a qualidade da reação.
A marcação imuno-histoquímica de HSP do citoplasma, núcleo e/ou membrana será avaliada semi-quantitativamente, sendo classificada como 0 (sem marcação), 1 (>0 a <10% de células marcadas), 2 (10 a <50% células marcadas), 3 (células marcadas a 50%).

3.6 Obtenção do marcador da proteína HSP90
O marcador da HSP90 será adquirido de distribuidor comercial, sendo selecionado a partir da identificação realizada previamente e escolhidos conforme pesquisa realizada anteriormente acerca de outros estudos que utilizaram a marcação da proteína em outros tipos de tumores em cães.
3.7 Análises Estatísticas
A análise estatística será realizada no programa Statistical Package for Social Sciences (SPSS®) v.18.0. Para todos os testes será considerado o nível de significância de p<0,05. As variáveis categóricas serão apresentadas por frequência absoluta (n) e relativa (%). As variáveis contínuas serão testadas para a normalidade de distribuição através do teste Shapiro-Wilk, e apresentadas como média e desvio padrão, ou como mediana e intervalo interquartil (25-75). Os testes estatísticos serão escolhidos de acordo com as características dos desfechos e fatores analisados (contínuo vs. categórico, com ou sem distribuição normal). Para avaliar a associação entre idade, raça, características clínicas, histológicas, e de tratamento serão realizados os testes Qui-quadrado, Mann-Whitney ou test-t para amostras independentes, de acordo com a distribuição das variáveis testadas.
As relações entre a marcação da proteína HSP90 (classificação semiquantitativa) e os graus histológicos dos tumores (classificação de Patnaik e Kiupel) e a evolução clínica dos cães, relacionada ao aparecimento de outras formações neoplásicas, serão analisadas utilizando o teste Qui-quadrado. Resíduos ajustados padronizados serão utilizados para detectar categorias com frequências superiores às esperadas. Para estimar o tempo de sobrevida será utilizado o teste de Kaplan-Meyer. O teste de log-rank será usado para comparar as curvas de sobrevida de acordo com a marcação da proteína HSP90, outras características histológicas e de tratamento, e a raça dos cães.

Indicadores, Metas e Resultados

Caracterizar a imunomarcação da proteína HSP90 em mastocitomas cutâneos de cães que fizeram procedimento cirúrgico e que os tecidos foram encaminhados para avaliação histopatológica;
Quantificar a imunomarcação da proteína HSP90 em amostras de tecidos de mastocitomas cutâneos de cães;
Verificar se existem diferenças na expressão da HSP90 de acordo com os diferentes parâmetros clínicos e histológicos para mastocitoma cutâneo, índice mitótico e margens cirúrgicas;
Determinar se existe correlação entre a imunomarcação da HSP90 e a evolução clínica dos pacientes.
Resultados Esperados
Os mastocitomas cutâneos em cães são neoplasias malignas que possuem características histológicas e imunohistoquímicas variadas assim, espera-se que a imunomarcação de HSP90 possa ser utilizada para predizer a evolução clínica dos pacientes. Além disso a maior expressão da HSP90 em mastocitoma canino poderá ser utilizada para definir o prognóstico dos pacientes.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
DAIANE DA MOTTA XAVIER2
DANIELA LEHMEN
Daniel Guimarães Gerardi
ELIZA SIMONE VIEGAS SALLIS4
GABRIELA DE CARVALHO JARDIM
Gabriela Reis Ledur
HAIDE VALESKA SCHEID
JOSIANE BONEL1
JULIA SÃO JOÃO CHRYSOSTOMO
KEWELIN SCHIMMELPFENNIG BONATO
MARGARIDA BUSS RAFFI2
MARIANA CRISTINA HOEPPNER RONDELLI2
MARIANA REIS GOMES
MARIANA TIMM KROLOW
MARLETE BRUM CLEFF4
MARTA SANTOS DE MORAES
SIMONE SILVEIRA DA SILVA1

Fontes Financiadoras

Sigla / NomeValorAdministrador
PROAP/CAPES / Coordenação de Aperfeiçoamento de Nível SuperiorR$ 3.600,00UGR

Plano de Aplicação de Despesas

DescriçãoValor
339030 - Material de ConsumoR$ 3.600,00

Página gerada em 20/05/2024 06:11:36 (consulta levou 0.195427s)