Nome do Projeto
Canalis sinuosus - Relevância clínica desta variação anatômica neurovascular
Ênfase
Pesquisa
Data inicial - Data final
28/02/2023 - 28/02/2025
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Ciências da Saúde
Resumo
O Canalis sinuosus (CS) foi descrito inicialmente como um feixe neurovascular que emerge pela porção posterior do forame infraorbitário e percorre um trajeto tortuoso em um canal ósseo de aproximadamente 2 mm de diâmetro, lateralmente à cavidade nasal. A importância clínica da presença anatômica do CS recai em estudos que demonstram que esta estrutura anatômica poderia simular uma lesão a nível radicular e induzir o profissional a um tratamento endodôntico inadequado, lesionar ramos nervosos durante a colocação de implantes dentários ou até mesmo gerar uma parestesia após procedimento cirúrgico. O presente estudo tem por objetivo investigar através de uma revisão narrativa de literatura a frequência de canalis sinuosus encontradas em exames radiográficos e/ou tomográficos e sua correspondência biomimética com lesões inflamatórias radiculares. Este estudo será baseado nas diretrizes para síntese sem meta-análise (Synthesis Without Meta-analysis - SwiM), desenvolvidas para orientar revisões de intervenções nas quais a meta-análise de estimativas de efeito não é possível ou não pode ser realizada. Cinco bancos de dados eletrônicos (Scopus, PubMed, EMBASE, Web of Science e Scielo) serão pesquisados por dois revisores independentes usando os descritores Mesh “canalis”, “sinuosus”, “cone beam computed tomography, “periapical radiography, e panoramic radiography. Critérios de inclusão e exclusão serão adotados e ao final da fase de seleção, será determinado o número de estudos incluídos nesta revisão através do fluxograma proposto pelo PRISMA Statement (PRISMA: Preferred Reporting Items for Systematic Reviews and Meta-Analyses) observando os dados relatados de identificação, seleção, elegibilidade e inclusão dos artigos usados nesta revisão. Após a conclusão do processo de seleção, será realizada uma leitura sistemática, seletiva e analítica dos estudos incluídos nos critérios de elegibilidade. Os dados qualitativos serão avaliados através da análise de seu conteúdo e os quantitativos através da análise descritiva usando o software SPSS (Statistical Package for the Social Sciences).

Objetivo Geral

O presente estudo tem por objetivo revisar narrativamente a literatura sobre a presença desta variação anatômica neurovascular (Canalis sinuosus) em adultos. Identificar a associação entre a presença desta condição anatômica e sua mimetização com lesões inflamatórias radiculares do tipo reabsorção em indivíduos adultos.

Justificativa

Conhecimento limitado de anatomia e suas variações, além de imprecisões inerentes ao exame radiográfico periapical/panorâmica em exibir adequadamente essas configurações anatômicas, podem fazer com que elas passem despercebidas ou mesmo induzam a um erro diagnóstico e influenciem diretamente no planejamento e sucesso de um tratamento proposto.
Assim, fica demonstrado que o conhecimento anatômico é uma necessidade peremptória durante a elaboração de um diagnóstico, para não consubstanciar erros de interpretação radiográfica. A identificação das mínimas variações anatômicas individuais, observadas e complementadas por meio da tomografia computadorizada, proporcionará maior segurança e prevenção contra tratamentos equivocados.

Metodologia

Este estudo será baseado nas diretrizes para síntese sem meta-análise (Synthesis Without Meta-analysis – SwiM), desenvolvidas para orientar revisões de intervenções nas quais a meta-análise de estimativas de efeito não é possível ou não pode ser realizada. Este estudo será uma revisão narrativa de literatura e abordará a seguinte pergunta focada: “Qual a frequência de canalis sinuosus encontradas em exames radiográficos e/ou tomográficos e sua correspondência biomimética com lesões inflamatórias radiculares?”
Estratégia de Busca: Cinco bancos de dados eletrônicos (Scopus, PubMed, EMBASE, Web of Science e Scielo) serão pesquisados por dois revisores independentes usando os descritores Mesh: canalis [All Fields] AND sinuosus [All Fields]; (canalis [All Fields] AND sinuosus [All Fields]) AND Cone Beam Computed Tomography [All Fields]; (canalis [All Fields] AND sinuosus [All Fields]) AND (Periapical Radiography [All Fields]); (canalis [All Fields] AND sinuosus [All Fields]) AND (Panoramic Radiography [All Fields]). Como critérios de inclusão, serão considerados estudos publicados em inglês ou espanhol, em periódicos nacionais e internacionais, sem restrição de ano de publicação e que apresentem a relação entre a presença desta condição anatômica e seu biomimetismo identificado em exames radiográficos convencionais ou tomográficos.
Critérios de Inclusão e Exclusão: Como critérios de inclusão serão avaliados estudos observacionais, revisões, relatos de caso e/ou qualquer outro onde haja relação profícua com a presença do canalis sinuosus encontradas em exames radiográficos e/ou tomográficos de rotina e sua correspondência biomimética com lesões inflamatórias radiculares. Serão excluídos estudos ou artigos com resumos escritos em idiomas diferentes dos citados e que não tenham conteúdo concreto com o objetivo da pesquisa para serem considerados válidos. Estudos em modelo animal, cartas ao editor e resumos de eventos científicos serão excluídos Estudos que realizaram comparação do exame clínico com outros métodos de imagem, como radiografias interproximais, oclusais ou exames de ressonância magnética.
Seleção dos estudos: Os títulos e resumos dos estudos identificados pelas estratégias de busca serão avaliados pelos revisores e selecionados de acordo com sua relevância segundo alguns critérios como tipo de estudo, estudo em humanos ou cadáveres, canalis sinuosus presente(s), qual a ferramenta diagnóstica empregada e se houve mimetização ou confundimento com lesões inflamatórias radiculares. Adicionalmente serão coletados dados referentes aos autores, ano e país de publicação assim como os principais resultados obtidos. A coleta e a extração de dados serão realizadas de forma independente por uma dupla de revisores e, quando houver divergências nos dados coletados, serão resolvidas por consenso entre a dupla ou arbitrado por consulta a um terceiro revisor radiologista. O Teste de Kappa será utilizado para verificar a concordância entre os avaliadores. Ao final desta fase, será determinado número de estudos incluídos nesta revisão e apresentado o fluxograma proposto pelo PRISMA Statement (PRISMA: Preferred Reporting Items for Systematic Reviews and Meta-Analyses) observando os dados relatados de identificação, seleção, elegibilidade e inclusão dos artigos usados nesta revisão.
Extração de dados: Após a conclusão do processo de seleção, será realizada uma leitura sistemática, seletiva e analítica dos estudos incluídos nos critérios de elegibilidade. Os dados qualitativos serão avaliados através da análise de seus conteúdos e os quantitativos através de uma análise descritiva por meio de uma distribuição absoluta e percentual, empregando o software Microsoft Excel 16.0 (Microsoft Corporation, Redmond, WA, EUA).

Indicadores, Metas e Resultados

Algumas estruturas anatômicas um tanto quanto raramente observadas localizadas na porção anterior da maxila, como o Canalis Sinuosos, por vezes são desconhecidas e negligenciadas em diagnósticos e procedimentos clínicos.
Notadamente observa-se que exames imaginológicos bidimensionais isolados, como os radiográficos periapicais e/ou panorâmicos, não são plenamente eficazes ou perfeitamente indicados para a identificação de algumas variações anatômicas na região anterior da maxila.
A perfeita visualização dessa região é prejudicada em exames de imagem bidimensionais, como as radiografias, devido à grande sobreposição de estruturas na formação da imagem, o que dificulta o diagnóstico nessa região. Não obstante, com o emprego das tomografias computadorizadas de feixe cônico (TCFC) houve a possibilidade de avaliar essas regiões anatômicas com maior definição e refinamento, identificando variações anatômicas e possíveis patologias para um diagnóstico clínico adequado.
Diagnósticos imprecisos de processos inflamatórios de reabsorção radicular provenientes da dificuldade na interpretação de radiografias convencionais, sejam elas periapicais ou panorâmicas, não são incomuns na rotina odontológica. A natureza bidimensional dessas radiografias resulta em um método não adequado para determinar a sua correta existência, localização, gravidade e o tipo de reabsorção radicular. Do exposto, como algumas variações anatômicas na região anterior da maxila como por exemplo, o Canalis Sinuosos podem simular um processo de reabsorção radicular, concretiza-se a necessidade da realização de exames radiográficos tridimensionais para a sua correta identificação e diagnóstico.
Os resultados esperados deste processo revisional é destacar uma entidade anatômica, por vezes negligenciada pelo seu caráter incomum, mas que pode trazer consequências nefastas, seja no campo da implantodontia, cirurgia oral menor ou mesmo na endodontia, por conta de diagnósticos imprecisos e tratamentos negligentes. Esperamos obter através dos resultados obtidos destes estudos clínicos com respeito a esta estrutura anatômica, uma conduta protocolar nos casos de processos radiculares de reabsorção inflamatória. Entender melhor estes pormenores anatômicos para servir melhor os nossos pacientes (público-alvo), assegurando-lhes um correto diagnóstico e tratamentos dignos e convergindo para a incolumidade e o seu bem-estar.
Adicionalmente espera-se qualificar melhor nossos acadêmicos de graduação, proporcionando-lhes uma adequada compreensão a respeito destas peculiaridades anatômicas e de diagnóstico.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
JOSUE MARTOS2
KELEM SOARES KONFLANZ
MELISSA FERES DAMIAN2

Página gerada em 19/06/2024 10:22:54 (consulta levou 0.547497s)