Nome do Projeto
Banco de germoplasma para espécies silvestres topo de cadeia alimentar do Bioma Pampa
Ênfase
Pesquisa
Data inicial - Data final
18/05/2023 - 30/11/2026
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Ciências Agrárias
Resumo
A extinção de espécies animais de seu habitat natural é uma realidade. A perda da diversidade biológica do planeta está relacionada ao desmatamento, a redução e ao isolamento de áreas florestais (MICHELETTI et al, 2012). Além desses fatores, existem outras questões ambientais que contribuem para o agravamento dessas situações, segundo AGHAKOUCHAK (2018) longos períodos de estiagem em conjunto com altas temperaturas, propiciam a ocorrência de incêndios. O consumo das áreas florestais pelo fogo muitas vezes destrói a biodiversidade daquela região, pois consome desde plantas e animais invertebrados até grandes predadores. Os danos causado pelos incêndios podem ser caracterizados de duas formas, o dano direto que é a morte do animal pelo fogo e asfixia e os danos indiretos que também causam a morte do animal, porém através da destruição de seu habitat e da escasses de alimentos (SCHUMACHER e DICK, 2018). A perda de grandes predadores podem levar a um desequilíbrio da biodiversidade nas regiões em que ele deveria se encontrar. Uma das consequências é que a ausência desses animais possibilita que ocorra uma explosão populacional de predadores de médio porte, que vai causar um aumento na predação de presas desses animais, podendo acarretar na extinção de espécies mais raras (NOSS et al., 1996). E segundo os mesmos autores a população dessas espécies pode chegar a um aumento de quatro a dez vezes onde os predadores de grande porte são extintos. Por isso, a presença de animais de topo de cadeia são fundamentais para manter o equilíbrio, e a sua conservação implica na conservação de outras espécies animais que vem abaixo na cadeia alimentar (CASTILHO, 2010). Esse projeto conta com o apoio financeiro do Edital 15/2022 - Programa emergencial de prevenção e enfrentamento de desastres relacionados a emergências climáticas, eventos extremos e acidentes ambientais.

Objetivo Geral

O objetivo do trabalho será coletar material genético de felinos, canídeos e rapinantes silvestres recebidos pelo núcleo de reabilitação da fauna silvestre (NURFS) da Universidade Federal de Pelotas (UFPEL) e de animais encontrados nas estradas atropelados e sem vida, com intuito de analisar a viabilidade do mesmo e submeter o material a criopreservação.

Justificativa

Devido ao crescimento e expansão das cidades associados com eventos naturais como estiagem e queimadas, os animais vem perdendo seu habitat natural o que coloca diversas espécies sob ameaça de extinção. Diversas espécies topo de cadeia alimentar já se encontram vulneráveis, no entanto são espécies indicadoras de conservação ambiental e estão relacionadas com o equilíbrio do ecossistema em que ocorrem. Com isso, se torna fundamental a conservação de material genético dessas espécies para preservação das mesmas.

Metodologia

Após o recebimento dos animais pelo NURFS os mesmos passarão por exame clínico geral, no caso de animais saudáveis os mesmos serão encaminhados para uma coleta por meio de conteção química, já no caso de felinos, canídeos e aves rapinantes que forem à óbito ou encaminhados para a eutanásia, passarão posteriormente pela coleta de testículos e ovários (felinos e canídeos) para retirada de espermatozóides e ovócitos e cogelamento desse material. Além disso, serão coletados felinos e canídeos encontrados na estrada sem vida, os mesmos passarão por uma análise para estimativa do tempo de óbito e posteriormente terão seus ovários e testículos coletados, tendo os mesmos armazenados, um em formol e o outro em solução salina, e encaminhados ao laboratório para análise. Em casos de materiais viáveis será realizada análise do conteúdo através do CASA e Citometria de fluxo e posteriormente o material será incorporado a um criopreservador e realizado o congelamento da amostra para avaliar a eficácia do mesmo.

Indicadores, Metas e Resultados

Espera-se identificar um período de viabilidade dos espermatozóides para coleta post mortem. Fazer análise das amostras viáveis para determinação de seus parâmetros e posteriormente o congelamento para testar os criopreservadores e avaliar o que possui maior eficácia nessas espécies e desenvolvimento de banco de germoplasma, que é uma ferramenta fundamental para a conservação de espécies que estão ameaçadas de extinção.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
ANTONIO SERGIO VARELA JUNIOR
CARINE DAHL CORCINI1
EMANUELLE MACIEL PEDERZOLI
IZANI BONEL ACOSTA2
KAREN CRISTINE DE ALBUQUERQUE FERREIRA PEREIRA
RAQUELI TERESINHA FRANCA1

Fontes Financiadoras

Sigla / NomeValorAdministrador
CAPES / Coordenação de Aperfeiçoamento de Nível SuperiorR$ 3.000,00Coordenador

Página gerada em 19/05/2024 23:25:43 (consulta levou 0.159707s)