Nome do Projeto
DETERMINANTES DA OBESIDADE EM PRÉ-ESCOLARES SUL-BRASILEIROS: estudo Sunrise
Ênfase
Pesquisa
Data inicial - Data final
05/02/2024 - 31/12/2026
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Ciências da Saúde
Resumo
INTRODUÇÃO: A presença de problemas de saúde na vida adulta, adquiridos na infância, destaca a situação nutricional atual e fortalece a importância de ações preventivas globais à ocorrência e incidência do sobrepeso e obesidade. É no ambiente familiar e escolar que as crianças desenvolvem seus hábitos e seu estilo de vida. Nesses ambientes, a criança estabelece suas preferências alimentares, tem os primeiros contatos com as telas, com brincadeiras e desenvolvem seus hábitos diário de sono, atividade física, comportamento sedentários. Tais condições e comportamentos tem sido sugeridos como fatores preditores e determinantes do sobrepeso e obesidade desde a infância até a vida adulta. Portanto, torna-se relevante compreendermos como se estabelecem esses comportamentos e essa condições em crianças pré-escolares e as possíveis relações com o desenvolvimento precoce do sobrepeso e da obesidade. OBJETIVO: Verificar se há associação entre as relações dos componentes do comportamento das 24 horas do movimento, hábitos alimentares, habilidades motoras, função executiva, nível socioeconômico, ambiente construído, nível de atividade física e status de peso dos pais com a prevalência e incidência de sobrepeso e obesidade em crianças pré-escolares do sul do Brasil ao longo de três anos de acompanhamento. MÉTODO: Para determinar esses fatores associados, nosso estudo realizar-se-á em um período de três anos, composto por três avaliações das mesmas crianças e seus familiares em uma amostra de quatro regiões do sul do Brasil. Em cada um dos períodos recorreremos a avaliação do índice de massa corporal, circunferência da cintura, comportamento do movimento 24 horas composto pelas horas de sono, atividade física e tempo comportamento sedentário (acelerômetros), habilidades motoras, hábitos alimentares, cognição, estilo de vida dos pais e familiares mais próximos, nível socioeconômico e características do ambiente que residem. RESULTADOS ESPERADOS: Nossa pretensão será produzir evidências sobre os principais determinantes da incidência da obesidade desde a infância por meio das análises de modelagem multinível que estabelecem uma relação hierárquica desses fatores. Isso significa afirmar que variáveis de nível diferenciado podem agir isoladamente ou em interação com outras variáveis de maneira a produzir efeitos específicos, individuais ou agregados no contexto analisado. Por fim, buscando evidências para a prevenção precoce da obesidade.

Objetivo Geral

Verificar se há associação entre as relações dos componentes do comportamento das 24 horas do movimento, hábitos alimentares, habilidades motoras, função executiva, nível socioeconômico, ambiente construído, nível de atividade física e status de peso dos pais com a prevalência e incidência de sobrepeso e obesidade em crianças pré-escolares do sul do Brasil ao longo de três anos de acompanhamento.

Justificativa

A presença de problemas de saúde na vida adulta, adquiridos na infância, destaca a situação nutricional atual e fortalece a importância de ações preventivas globais à ocorrência e incidência do sobrepeso e obesidade. É no ambiente familiar e escolar que as crianças desenvolvem seus hábitos e seu estilo de vida. Nesses ambientes, a criança estabelece suas preferências alimentares, tem os primeiros contatos com as telas, com brincadeiras e desenvolvem seus hábitos diário de sono, atividade física, comportamento sedentários. Tais condições e comportamentos tem sido sugeridos como fatores preditores e determinantes do sobrepeso e obesidade desde a infância até a vida adulta. Portanto, torna-se relevante compreendermos como se estabelecem esses comportamentos e essa condições em crianças pré-escolares e as possíveis relações com o desenvolvimento precoce do sobrepeso e da obesidade.

Metodologia

Para determinar esses fatores associados, nosso estudo realizar-se-á em um período de três anos, composto por três avaliações das mesmas crianças e seus familiares em uma amostra de quatro regiões do sul do Brasil. Em cada um dos períodos recorreremos a avaliação do índice de massa corporal, circunferência da cintura, comportamento do movimento 24 horas composto pelas horas de sono, atividade física e tempo comportamento sedentário (acelerômetros), habilidades motoras, hábitos alimentares, cognição, estilo de vida dos pais e familiares mais próximos, nível socioeconômico e características do ambiente que residem.

Indicadores, Metas e Resultados

Nossa pretensão será produzir evidências sobre os principais determinantes da incidência da obesidade desde a infância por meio das análises de modelagem multinível que estabelecem uma relação hierárquica desses fatores. Isso significa afirmar que variáveis de nível diferenciado podem agir isoladamente ou em interação com outras variáveis de maneira a produzir efeitos específicos, individuais ou agregados no contexto analisado. Por fim, buscando evidências para a prevenção precoce da obesidade.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
Anelise Reis Gaya
ERALDO DOS SANTOS PINHEIRO8
GABRIEL GUSTAVO BERGMANN10
GUSTAVO DIAS FERREIRA7
HENRIQUE DE OLIVEIRA ARRIEIRA
RODRIGO ZANETTI DA ROCHA
TALES CONCEIÇÃO DIAS
VITÓRIA CAMARGO SILVEIRA

Fontes Financiadoras

Sigla / NomeValorAdministrador
CNPq / Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e TecnológicoR$ 78.436,61Coordenador

Plano de Aplicação de Despesas

DescriçãoValor
339030 - Material de ConsumoR$ 39.761,29
339018 - Auxílio Financeiro a EstudantesR$ 14.400,00
449052 - Equipamentos e Material PermanenteR$ 24.275,32

Página gerada em 30/05/2024 10:44:54 (consulta levou 0.164153s)