Nome do Projeto
Identificação de Plantas Vasculares
Ênfase
Extensão
Data inicial - Data final
15/05/2017 - 15/12/2020
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Ciências Biológicas
Eixo Temático (Principal - Afim)
Meio ambiente / Educação
Linha de Extensão
Divulgação científica e tecnológica
Resumo
A identificação correta de plantas é uma demanda crescente dentro e fora da academia. Neste sentido, o presente projeto tem uma necessidade de fluxo contínuo, e visa atender ao público em geral, tanto da comunidade científica e, especialmente, da comunidade “extramuro” a fim de sanar as necessidades relacionadas com a identificação de plantas vasculares, sejam elas ornamentais, medicinais, nativas, exóticas, ruderais, herbáceas ou arbóreas. Além disso, visa empregar os conhecimentos gerados na academia para complementar a formação dos estudantes envolvidos nas ações, fortalecendo a relação intrínseca do ensino e da extensão. O presente projeto está em execução desde maio de 2009, e até hoje, cerca de 708 espécies vegetais foram identificadas, justificando a necessidade de sua execução pela crescente demanda pela identificação correta e segura de espécies vegetais.

Objetivo Geral

Atender as necessidade da comunidade “extramuro” e da comunidade científica para que todos tenham acesso ao conhecimento correto das plantas que constituem a flora do Rio Grande do Sul. Além disso, as identificações visam contribuir com os trabalhos acadêmicos no que tange a identificação dos táxons, contribuindo, assim, com o conhecimento da flora regional e sua conservação.

Justificativa

Qualquer trabalho que trata de alguma espécie vegetal, precisa, primordialmente, que esta planta seja identificada corretamente, e é ai que entra o taxonomista dotado de seu conhecimento. Contudo, a necessidade da identificação de plantas não se restringe apenas ao meio acadêmico. A busca pelo auxílio de um botânico é crescente e é demandada também por pesquisadores de outras instituições de pesquisa, pequenos agricultores, escolas e pessoas da comunidade que tenham interesse e necessidade em conhecer determinada espécie vegetal. Todos devem ter acesso ao conhecimento científico adquirido na academia e, com este propósito desenvolveu-se este projeto de extensão de fluxo contínuo que tem o intuito de prestar um serviço ao público em geral, tanto da comunidade científica quanto da comunidade “extramuro”.

Metodologia

Sempre que solicitada, a identificação das plantas será realizada através da consulta de bibliografia botânica especializada e através da comparação direta com exemplares herborizados, depositados no acervo do Herbário PEL. Para cada solicitação de identificação será gerado um Recibo de Identificação, onde constam os dados do solicitante a fim de conhecer o público que vem demandando este serviço. Neste recibo consta também uma breve descrição do material identificado. O solicitante recebe a identificação com a classificação taxonômica e, quando necessário ou solicitado, algumas observações sobre a planta.

Indicadores, Metas e Resultados

Os indicadores serão avaliados através do número de pessoas que buscam o serviço, o qual é crescente a cada ano. Espera-se que essa demanda cresça, resultando em uma conscientização botânica e no reconhecimento da atuação do taxonomista, que por ser oriundo de uma pesquisa básica, muitas vezes é negligenciado. Espera-se atingir um maior número de pessoas da comunidade "extramuro" uma vez que hoje, o público principal que demanda as identificações são pertencentes à própria UFPEL.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
FRANCIELI PETER DA SILVEIRA
JESSICA DA CUNHA RAMOS
NATALIA CASTILHOS PIONER
RAQUEL LUDTKE4
VITOR MEDEIROS CRUZ

Página gerada em 22/08/2019 06:57:26 (consulta levou 0.064054s)