Nome do Projeto
Conhecimento e ações preventivas do câncer de colo uterino
Ênfase
Extensão
Data inicial - Data final
01/10/2017 - 31/10/2017
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Ciências da Saúde
Eixo Temático (Principal - Afim)
Saúde / Educação
Linha de Extensão
Saúde humana
Resumo
Essa ação em saúde irá avaliar o conhecimento das mulheres a respeito do câncer de colo de útero, tanto sobre a possibilidade de prevenção quanto sobre o rastreamento desse câncer. Visa principalmente identificar o conhecimento das mulheres sobre a existência da vacina contra o HPV e avaliar a necessidade ou não de agendar uma consulta ginecológica. A Campanha Outubro Rosa acontecerá em local aberto (Largo do Mercado Público de Pelotas), onde será feita a abordagem das mulheres com aplicação de um questionário para avaliar o conhecimento da população e como momento motivador para que elas recebam maiores informações sobre o assunto. Os dados coletados serão analisados e divulgados em eventos acadêmicos.

Objetivo Geral

Gerais
1. Avaliar o conhecimento das mulheres sobre fatores de risco para câncer de colo uterino e formas de prevenção deste câncer nas mulheres com vida sexual ativa;
2. Identificar o conhecimento das mulheres sobre a existência da vacina contra o HPV e de sua disponibilidade para mulheres e homens entre 9 e 26 anos de idade no sistema público de saúde.
Específicos
1. Perguntar sobre conhecimento dos fatores de risco para o desenvolvimento do câncer de colo de útero;
2. Avaliar a necessidade ou não de uma nova (ou primeira) realização do exame citopatológico;
3. Programar consultas ginecológicas no Ambulatório de Ginecologia da FAMED para estas mulheres identificadas como fora do rastreamento recomendado;
4. Esclarecer sobre a disponibilidade da vacina do HPV na rede pública de saúde e a faixa etária para a qual a vacinação é recomendada.

Justificativa

A realização deste projeto é justificada pela relevância do tema, uma vez que se conhece que o câncer de colo de útero é uma das principais causas de morte por câncer em mulheres. Sendo assim, buscar o conhecimento destas mulheres a respeito do câncer de colo uterino e observar se a prevenção desse câncer está sendo feita de maneira satisfatória, uma vez que o exame é simples, barato e de fácil execução, além de sua grande importância para a saúde e bem-estar dessas mulheres.
Com este projeto será possível identificar as mulheres que não estão realizando um rastreamento efetivo do câncer de colo uterino e, com isso, agendar consultas ginecológicas para que elas consigam prevenir adequadamente esse câncer. Consequentemente, o projeto contribuirá efetivamente para divulgar informações sobre a prevenção e o rastreamento do câncer de colo de útero, com o intuito de tornar esse rastreamento mais amplo e efetivo entre as mulheres. Também será um momento importante para conscientizar a população sobre a disponibilidade da vacina para o HPV no sistema público de saúde.

Metodologia

-Delineamento

Trata-se de um estudo transversal realizado por meio da aplicação de um questionário com perguntas previamente selecionadas para obtenção de uma avaliação abrangente do conhecimento das mulheres a respeito do câncer de colo de útero e da vacina do HPV, bem como das ações preventivas realizadas por essas mulheres. Foram usados para a elaboração do projeto informações disponíveis na plataforma SciELO e no site do INCA.
O questionário conterá: perguntas a respeito da idade, etnia e telefone para contato das mulheres; perguntas a respeito do conhecimento do câncer de colo uterino e do vírus HPV; perguntas a respeito dos possíveis fatores de risco para o contato com o vírus HPV e para o desenvolvimento do câncer de colo de útero, tais como o número de parceiros sexuais, o uso de preservativos, a idade da iniciação sexual e a história pessoal de câncer de colo uterino e de uso de drogas, como o tabaco; sintomas de lesões pelo vírus HPV e realização da vacina do HPV; número de gestações prévias e realização do rastreamento do câncer de colo de útero (exame citopatológico (CP) do colo uterino), ano do último exame realizado e o conhecimento a respeito do resultado do exame.
A coleta de dados será feita por meio da abordagem das mulheres durante a Campanha Outubro Rosa, realizada das 9h às 17h do dia 06/10/2017, com imediata aplicação do questionário nas mulheres que aceitarem participar. Após a coleta de dados, será realizada a análise estatística, para quantificarmos a presença de possíveis riscos de desenvolvimento do câncer de colo de útero dessas mulheres. Por questões éticas, para as mulheres identificadas sem um rastreamento efetivo do câncer de colo uterino, será feito, por meio do telefone de contato, um convite para que as mulheres agendem uma consulta no Ambulatório de Ginecologia da FAMED para realizarem o exame citopatológico.

- Critérios de Inclusão

- Mulheres em idade de rastreio para o câncer de colo de útero (25-64 anos) ou a partir dos 18 anos, se vida sexual ativa;

- Critérios de Exclusão

- Mulheres fora da idade de rastreio do câncer de colo uterino, as menores de 18 anos não serão entrevistadas.

Indicadores, Metas e Resultados

- Conscientização da população

O projeto tem como objetivo principal a conscientização da população feminina acerca do câncer de colo do útero e de seus riscos, bem como de sua prevenção, incluindo esclarecimentos sobre a vacina contra o vírus HPV e o exame preventivo Papanicolau.
Além disso, com o questionamento a respeito do conhecimento sobre o tema e da disponibilização de informações sobre o rastreio da patologia, deseja-se ampliar a procura pelo exame citopatológico de colo de útero e, assim, a prevenção de novos casos da doença.

- Ampliar o rastreamento da população de risco

O projeto também tem a intenção de avaliar, por meio de questionários e da recomendação do Ministério da Saúde, a necessidade de realização do exame preventivo em todas as participantes e, para aquelas com atraso na realização do mesmo, proporcionar o agendamento do exame no Ambulatório de Ginecologia e Obstetrícia da UFPel. Com isso, entende-se que o projeto servirá de mais uma ferramenta para alcançar a população com maiores chances de desenvolver a doença.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
ANA CAROLINA BRENNER MÜLLER
CELENE MARIA LONGO DA SILVA10
DEBORA CASTRO EHLERT
GABRIELA DEZOTI MICHELETTI
KIMBERLY DUARTE GARCIA
LETICIA DAL RI
LILIANA MARTINS JORGE
MADELEINE ZAN
MATHEUS PRESTES BAPTISTA
MATHEUS ZENERE DEMENECH
ROSSANA PEREIRA DA CONCEICAO
VICTORIA MARTINS BISOL
VITORIA COSTA ATAIDES

Página gerada em 20/09/2019 16:05:29 (consulta levou 0.080043s)