Nome do Projeto
Contribuições para a gestão e políticas públicas de saúde: ênfase em ações de comunicação direcionadas as doenças crônicas e multimorbidade
Ênfase
Extensão
Data inicial - Data final
01/12/2017 - 29/11/2019
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Ciências da Saúde
Eixo Temático (Principal - Afim)
Saúde / Tecnologia e Produção
Linha de Extensão
Divulgação científica e tecnológica
Resumo
As doenças crônicas não-transmissíveis (DCNT) são a principal causa de morte e incapacidades no mundo e no Brasil. Contudo, no Brasil, o impacto das DCNT é potencializado devido as rápidas transições demográfica e epidemiológica tornando o sistema de saúde menos preparado para atender a demanda crescente de pessoas com DCNT. Nesse contexto, a multimorbidade - caracterizada pela ocorrência de duas ou mais doenças crônicas em um mesmo indivíduo - apresenta-se como um problema de saúde dada sua alta ocorrência (mais de 60% em idosos), consequências negativas para a saúde e falta de informação para seu manejo adequado. Umas das respostas para essa situação é a realização de pesquisas para o melhor entendimento da ocorrência, causas e consequências das DNCT e multimorbidade com o intuito de identificar as melhores estratégias para o enfrentamento do problema por meio de práticas baseadas em evidências. Não obstante, esses resultados podem ser mais bem aproveitados com a utilização de diferentes formas de comunicação e divulgação do conhecimento científico. Essas ações incluem a sensibilização de gestores, profissionais de saúde e sociedade sobre as melhores evidências para o enfrentamento das DCNT, divulgação científica por meio de meios de comunicação como blogs e mídias sociais e elaboração de encontros para debate sobre a temática. Essas ações serão realizadas em parceria com as atividades de pesquisa e ensino do Grupo Brasileiro de Estudos sobre Multimorbidade (GBEM) com o objetivo de potencializar esforços de ensino, pesquisa e extensão. Este grupo possui mais de 40 pesquisadores nacionais, de diferentes regiões, e sete pesquisadores internacionais o que pode agregar significativamente o potencial de realização das atividades de disseminação do conhecimento.

Objetivo Geral

Realizar atividades de comunicação e divulgação do conhecimento cientifico sobre Doenças Crônicas Não-Transmissíveis e multimorbidade direcionado à gestão (local, regional e nacional) do Sistema Único de Saúde, tomadores de decisão e profissionais de saúde, a pesquisadores e a comunidade local de Pelotas-RS.

Justificativa

A comunicação do conhecimento cientifico para o público que não está diretamente envolvido em atividades de pesquisa é, ainda, uma atividade a ser desenvolvida para a efetiva utilidade do conhecimento cientifico produzido. Não obstante, a tradução do conhecimento exige uma série de conhecimentos específicos para sua realização, dos quais pontuamos: incluindo o entendimento e embasamento cientifico sobre as evidências produzidas, a síntese dos achados, as formas de divulgação apropriadas para atingir o público visado, o conhecimento do público-alvo e a aplicação ética do conhecimento. No contexto das Doenças Crônicas Não-transmissíveis e, em especial, da multimorbidade, a difusão do conhecimento é incipiente pois ainda é um campo com relativa baixa consolidação de conhecimentos quando comparado a outras áreas da saúde. Todavia, as informações existentes, se bem sintetizadas e traduzidas, podem contribuir para uma maior efetividade das ações, tanto de saúde como intersetoriais, relacionadas a temática. Somado a isso, capacitar recursos humanos na comunicação em saúde por meio de um grupo de trabalho interdisciplinar, interdepartamental e interinstitucional poderá contribuir para uma formação mais abrangente, ética e socialmente comprometida, que produza maior troca de conhecimento da academia com a sociedade.

Metodologia

A metodologia englobará diferentes ações de extensão para atingir os objetivos propostos. Serão utilizadas diferentes técnicas de comunicação científica, tradução do conhecimento e sensibilização de gestores, profissionais de saúde e sociedade em geral sobre o desafio para o enfrentamento das doenças crônicas e multimorbidade.

Indicadores, Metas e Resultados

- Número de atividades de divulgação cientifica realizadas (postagens em sites, blogs e mídias sociais)
Indicadores e metas:
- Número de palestras/capacitações realizadas
- Acompanhamento do site criado o qual será realizado por meio da definição de métricas inerentes ao WordPress Institucional UFPel e, também, através da vinculação do site/blog com o Jetpack.
Os seguintes indicadores serão mensurados, periodicamente, para avaliação do site:
• Número de visualizações de página
• Número de seguidores
• Origens de tráfego
• Número de comentários
• Impacto das mídias sociais no acesso ao site
• Mídias sociais visitadas através do site

Resultados esperados
1) Divulgação de achados científicos sobre doenças crônicas não-transmissíveis e multimorbidade a um público maior e mais diversificado
2) Sensibilização de profissionais de saúde da rede de Pelotas-RS para as doenças crônicas não-transmissíveis e multimorbidade
3) Informação sobre a temática e seus desafios para gestores e tomadores de decisão da cidade de Pelotas-RS e no Brasil
4) Formação de recursos humanos capacitados para divulgação cientifica relacionada às doenças crônicas não-transmissíveis e multimorbidade

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
ADRIAN GABRIEL VARELLA DOS REIS
ALAN GOULARTE KNUTH
ANA CLAUDIA GARCIA VIEIRA
BIANCA MACHADO DE ÁVILA
BRUNA BORGES COELHO
BRUNO PEREIRA NUNES5
CAUANE BLUMENBERG SILVA
CHRISTIAN LORET DE MOLA ZANATTI1
GABRIEL VITOLLA DOS SANTOS
INDIARA DA SILVA VIEGAS
JULIANA GONÇALVES REIS
KAREN GISELE MEDEIROS
LEIZE AVILA MOREIRA
MARIANA MORAIS DE OLIVEIRA
MICAEL MACHADO DA SILVA
NATALIA MARTINS FLORES
PIERRE FERNANDO TIMM
SABRINA RIBEIRO FARIAS
SANDRO ROGÉRIO RODRIGUES BATISTA
SUELE MANJOURANY SILVA DURO1
THAYNÃ RAMOS FLORES

Página gerada em 14/11/2019 12:07:50 (consulta levou 0.099957s)