Nome da Atividade
SILVICULTURA
CÓDIGO
01210026
Carga Horária
60 horas
Tipo de Atividade
DISCIPLINA
Periodicidade
Semestral
Modalidade
PRESENCIAL
Unidade responsável
CARGA HORÁRIA OBRIGATÓRIA
4
CARGA HORÁRIA PRÁTICA
2
CARGA HORÁRIA TEÓRICA
2
CRÉDITOS
4
FREQUÊNCIA APROVAÇÃO
75%
NOTA MÉDIA APROVAÇÃO
7

Ementa

Situação Florestal do Brasil e do RS. Conceitos, classificação e importância ambiental e
econômica das florestas. Noções de sementes e viveiros florestais. Princípios gerais da produção florestal. Sistemas de Produção Florestal. Regeneração Florestal. Noções de dendrologia, dendrometria.

Objetivos

Objetivo Geral:

- Estimular a formação de consciência crítica e profissional, voltada ao uso racional dos recursos naturais renováveis, à preservação/produção e à melhoria da qualidade ambiental.
- Ampliar o conhecimento das técnicas e dos fatores ambientais que influenciam a produção e o rendimento da atividade florestal.

 

Objetivos Específicos:

- Analisar a situação atual e perspectivas do setor florestal;
- Evidenciar a importância econômica, social e ecológica da silvicultura, fundamentados no uso
racional dos recursos naturais e na qualidade do meio ambiente;
- Desenvolver conhecimentos das técnicas e dos fatores ambientais que influenciam a produção, o
rendimento e a qualidade de florestas.

Conteúdo Programático

1) Introdução à ciência florestal
Histórico Floresta/Homem.
A devastação florestal no Mundo, no Brasil e no Rio Grande do Sul
Utilidades das florestas; ecossistemas florestais; classificação das florestas
Noções Gerais sobre política e Legislação Florestal
2) Noções de Sementes e Viveiros florestais
Importância da qualidade de sementes e mudas.
3) Princípios gerais da produção florestal – implantação florestal
Planejamento geral da área (tomada de decisão)
Planejamento ambiental
Seleção do local e espécies;
Preparo, plantio e manejo.
4) Sistemas de produção Florestal
Povoamentos homogêneos;
Povoamentos heterogêneos;
Sistemas Agroflorestais - SAFs.
5) Regeneração Florestal
Regeneração Natural;
Regeneração Artificial;
(Recuperação ambiental).
6) Noções de dendrologia
Morfologia da árvore;
Anatomia dos troncos;
Fisiologia do crescimento das árvores e tratos silviculturais
7) Dendrometria e ordenamento florestal
DAP e área basal;
Volume comercial de toras para serraria;
Volume de madeira de árvores e florestas;
Volume de madeira empilhada.

Bibliografia

Bibliografia Básica:

  • ARAUJO, Iraciara Santos de. Silvicultura - conceitos, regeneração da mata ciliar, produção de mudas florestais e unidades de conservação ambiental. São Paulo Erica 2015. BACKES, P.; IRGANG, B. Árvores do Sul: guia de identificação & interesse ecológico: as principais espécies nativas sul-brasileiras. [Rio de Janeiro]: Instituto Souza Cruz, 2002. 325 p. CARVALHO, Mauro dos Santos. Manual de reflorestamento. Belém: Sagrada Familia, 2006. 119 p. LORENZI, Harri. Árvores brasileiras: manual de identificação e cultivo de plantas arbóreas nativas do Brasil. 4. ed. Nova Odessa, SP: Ed. Plantarum, 2002. 368 p. MARCHIORI, José Newton Cardoso. Elementos de dendrologia. Santa Maria: Ed. UFSM, 2004. 176 p. ISBN 8573910526. SIMÕES, Joao Walter. Formação, manejo e exploração de florestas com espécies de rápido crescimento. Brasília: Instituto Brasileiro de Desenvolvimento Florestal, 1981. 131 p.

Bibliografia Complementar:

  • CARNEIRO, J.G.A. Princípios de desrama e desbastes florestais. Campos de Goytacazes, RJ, 2012. 96p. FERNANDES, E. N. et al. Sistemas agrossilvipastoris na América do Sul: desafios e potencialidades. Embrapa Gado de Leite, Juiz de Fora, 2007. 362p. FERREIRA, C. A. Formação de povoamentos florestais I organizadores Carlos Alberto Ferreira, Helton Damin da Silva. - Colombo: Embrapa Florestas, 2008. p. 109. GALVÃO, A. P. M. Reflorestamento de propriedades rurais para fins produtivos e ambientais: um guia para ações municipais e regionais. Brasília, EMBRAPA Comunicação para transferência de tecnologia. Colombo-PR: EMBRAPA Florestas, 2000. 351p. HIGA, A. R.; SILVA, L.D. Pomar de sementes de Espécies Florestais Nativas. FUPEF, 2006. 266p. MARTINS, S. V. Restauração Ecológica de Ecossistemas Degradados. Ed. UFV, Viçosa, MG, 2012. 293p. PAIVA, H.N.; GOMES, J.M. Propagação vegetativa de Espécies Florestais. Ed. UFV, Viçosa, MG, 2011. 52p. PAIVA, H.N.; GOMES, J.M. Viveiros Florestais: (propagação sexuada). Ed. UFV, Viçosa, MG, 2011. 116p. WENDLING, I.; DUTRA, L.F. Produção de mudas de Eucalipto. Colombo: Embrapa Florestas, 2010. 184p

Turmas Ofertadas

Turma Período Vagas Matriculados Curso / Horários Professores
M51 2020 / 1 40 25 Agronomia (Bacharelado)
Horários
ManhãTardeNoite
QUA14:00 - 14:50
14:50 - 15:40
16:00 - 16:50
16:50 - 17:40
ALINE RITTER CURTI
Professor responsável pela turma

M52 2020 / 1 40 31 Agronomia (Bacharelado)
Horários
ManhãTardeNoite
SEX08:00 - 08:50
08:50 - 09:40
10:00 - 10:50
10:50 - 11:40
ALINE RITTER CURTI
Professor responsável pela turma

Disciplinas Equivalentes

Disciplina Curso
SISTEMAS DE PRODUÇÃO FLORESTAL Agronomia (Bacharelado)

Página gerada em 28/11/2020 23:59:56 (consulta levou 0.186041s)