Nome da Atividade
LABORATÓRIO DE DANÇA: DANÇAS NEGRAS I
CÓDIGO
05001656
Carga Horária
60 horas
Tipo de Atividade
DISCIPLINA
Periodicidade
Semestral
Modalidade
PRESENCIAL
Unidade responsável
CARGA HORÁRIA PRÁTICA
4
FREQUÊNCIA APROVAÇÃO
75%
CARGA HORÁRIA OBRIGATÓRIA
4
CRÉDITOS
4
NOTA MÉDIA APROVAÇÃO
7

Ementa

Introdução teórico-prática dos aspectos históricos, técnicos, poéticos, pedagógicos, éticos e estéticos Danças Negras, Afro-Brasileiras; Práticas artístico-pedagógicas em Danças Negras, patrimoniais e contemporâneas, voltadas para formação da/o licenciando/a em Dança; Educação para as Relações Étnico-Raciais (ERER): da sala de aula à cena artística; Sentidos e significados do Corpo Negro em movimento(s) identitários (imagéticos), ancestrais (espirituais), religiosos (rituais), de resistência e empoderamento (políticos); Danças Negras como ferramenta na práxis educativa popular marcadamente antirracista, feministas e inclusiva desenvolvida na Escola e na Extensão Universitária.

Objetivos

Objetivo Geral:

Promover estudos teórico-práticos acerca dos aspectos históricos, técnicos, poéticos, pedagógicos, éticos e estéticos das Danças Negras, Afro-Brasileiras; Fomentar a investigação, reflexão e elaboração de práticas artístico-pedagógicas antirracistas, feministas e inclusivas, alinhadas aos objetivos da Lei 11.645/2008; Identificar os sentidos e significados do Corpo Negro em movimento em contextos artísticos e educativos; Implementar debate sobre as crises e avanços da Educação para as Relações Étnico-Raciais (ERER) no contexto da Educação brasileira; Conhecer abordagens pedagógicas socioculturais, afrorreferenciadas, voltadas para o processo de
ensino e aprendizagem em Danças Negras na Escola; Realizar práticas extensionistas vinculadas ao Programa Dança-Comunidade (código 395). Relacionar as dimensões de pesquisa, artística e pedagógica, conforme o quadro Dimensões Formativas Transversais descrito no ítem 3.4.1 do Projeto Pedagógico de Curso.

Conteúdo Programático

Bibliografia

Bibliografia Básica:

  • BRASIL, Lei nº 11465/08. Altera a Lei no 9.394, de 20 de dezembro de 1996, modificada pela Lei no 10.639, de 9 de janeiro de 2003, que estabelece as diretrizes e bases da educação nacional, para incluir no currículo oficial da rede de ensino a obrigatoriedade da temática “História e Cultura Afro-Brasileira e Indígena”. 2008 Disponível em: Acesso em: 24 de julho de 2022. [Recurso eletrônico]
  • BRASIL. Ministério da Educação. Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação das Relações Étnico-Raciais e para o Ensino de História e Cultura Afro-brasileira e Africana. Brasília: MEC, 2004. Disponível em: . Acesso em: 24 de julho de 2022. [Recurso Eletrônico]
  • GOMES, Nilma Lino. Educação e raça perspectivas políticas, pedagógicas e estéticas. São Paulo: Autêntica, 2010. [Recurso eletrônico]
  • SANTOS, Inaicyra Falcão dos. Corpo e Ancestralidade: uma proposta pluricultural da dança-arte-educação. 3ª ed. Curitiba: CRV, 2021.
  • SOUZA, Edilson Fernandes de. Entre o fogo e o vento: as práticas de batuques e o controle das emoções. 3ª ed. Recife: Ed. Universitaria/UFPE, 2010. Disponível em: . Acessado em 24 de julho de 2022. [Recurso eletrônico]

Bibliografia Complementar:

  • ALVES Manoel Gildo e Silva, Suzane Weber da. Ìpàdé com Mestra Iara Deodoro: memórias do Grupo Afro-Sul, um pedaço da África no Sul do Brasil. Revista Brasileira de Estudos da Presença [online]. v. 12, n. 01, 2022. Disponível em: . Acessado em 24 Julho 2022. [Recurso eletrônico]
  • BRASIL. Ministério da Educação e Cultura (coord.). Orientações e ações para a educação das relações étnicos-raciais. Brasília: SECAD, 2010. Disponível em: . Acessado em 24 de julho de 2022. [Recurso eletrônico]
  • COELHO, Juliana de Moraes. Tornar-se negra: as danças afro no processo de autoidentificação e empoderamento étnico de uma professorartista. Pelotas, 2019. 143 f. Dissertação (Mestrado em Artes Visuais) - Programa de Pós-Graduação em Artes Visuais. Centro de Artes. Universidade Federal de Pelotas, Pelotas, 2019. Disponível em: . Acesso em: 24 julho de 2022. [Recurso eletrônico]
  • DEL PRIORE, Mary; VENÂNCIO, Renato Pinto. Ancestrais: uma introdução a História da África atlantica. 9. ed. Rio de Janeiro: Elsevier, 2004.
  • MUNANGA, Kabengele, organizador. Superando o Racismo na escola. 2ª edição revisada / Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização e Diversidade, 2005 [Brasília]: Ministério da Educação

Página gerada em 20/07/2024 09:30:28 (consulta levou 0.063600s)