Nome da Atividade
SOCIOLOGIA INDUSTRIAL E DO TRABALHO
CÓDIGO
06560147
Carga Horária
30 horas
Tipo de Atividade
DISCIPLINA
Periodicidade
Semestral
Modalidade
PRESENCIAL
Unidade responsável
CARGA HORÁRIA TEÓRICA
2
FREQUÊNCIA APROVAÇÃO
75%
CARGA HORÁRIA OBRIGATÓRIA
2
CRÉDITOS
2
NOTA MÉDIA APROVAÇÃO
7

Ementa

O CONTEXTO HISTÓRICO DO APARECIMENTO DA SOCIOLOGIA; RUMO À CENTRALIDADE DO TRABALHO NAS SOCIEDADES MODERNAS; TRABALHO E RACIONALIZAÇÃO DO TRABALHO; DO FORDISMO À ACUMULAÇÃO FLEXÍVEL; QUESTÕES E DEBATES ATUAIS NA SOCIOLOGIA DO TRABALHO.

Objetivos

Objetivo Geral:

Discutir o papel do trabalho nas sociedades capitalistas e suas transformações, procurando analisar as mudanças tecnológicas e organizacionais ocorridas no mundo do trabalho e suas implicações socioeconômicas na constituição de identidades sociais, atores coletivos e direitos sociais.

Conteúdo Programático

UNIDADE 1. O CONTEXTO HISTÓRICO DO APARECIMENTO DA SOCIOLOGIA

1.1 A revolução industrial e o nascimento da sociologia;
1.2 Como surgiram as preocupações com o trabalho na sociedade industrial

UNIDADE 2. RUMO À CENTRALIDADE DO TRABALHO NAS SOCIEDADES MODERNAS

2.1 Do homem religioso ao homem econômico
2.2 O trabalho nas doutrinas patronais
2.3 O sujeito do trabalho em Karl Marx
2.4 A moral do trabalho em Émile Durkheim
2.5 A ética protestante e o espírito do capitalismo em Max Weber

UNIDADE 3. TRABALHO E RACIONALIZAÇÃO DO TRABALHO

3.1 Trabalho e força de trabalho
3.2 As origens da gerência
3.3 A divisão do trabalho
3.4 Taylorismo e gerência científica

UNIDADE 4. DO FORDISMO À ACUMULAÇÃO FLEXÍVEL

4.1 O fordismo
4.2 O toyotismo
4.3 Acumulação flexível

UNIDADE 5. QUESTÕES E DEBATES ATUAIS NA SOCIOLOGIA DO TRABALHO

5.1 O mundo do trabalho em uma sociedade estruturalmente desigual
5.2 Novas configurações no mundo do trabalho no Brasil

Bibliografia

Bibliografia Básica:

  • BENDASSOLI, Pedro Fernando. Trabalho e identidade em tempos sombrios. Aparecida: Ideias & Letras, 2007. BRAVERMAN, Harry. Trabalho e capital monopolista. A degradação do trabalho no século XX. Rio de Janeiro, Zahar Editores, 1981. CARDOSO, Adalberto. (2010). Uma utopia brasileira: Vargas e a construção do estado de bem-estar numa sociedade estruturalmente desigual. Dados, 53(4), 775-819. CASTRO, Ana Maria de & DIAS, Edmundo Fernandes. Introdução ao pensamento sociológico. São Paulo: Moraes. 18 ed. 2005. HARVEY, David. Condição pós-moderna. 13ª ed. São Paulo: Loyola, 2004.

Bibliografia Complementar:

  • BAUMAN, Zygmunt. Modernidade líquida. Rio de Janeiro: Korze Zahar. 2001. GOUNET. Fordismo e toyotismo na civilização do automóvel. São Paulo: Boitempo. 1999. QUINTEIRO, Tânia, BARBOSA, Maria Lígia de Oliveira, OLIVEIRA, Márcia Gardênia Monteiro de. Um toque de clássicos. Belo Horizonte: UFMG, 2009.

Disciplinas Equivalentes

Disciplina Curso
SOCIOLOGIA Engenharia Industrial Madeireira (Bacharelado)

Página gerada em 14/07/2024 07:12:17 (consulta levou 0.113171s)