Nome da Atividade
ORGANIZAÇÃO INDUSTRIAL
CÓDIGO
10760081
Carga Horária
68 horas
Tipo de Atividade
DISCIPLINA
Periodicidade
Semestral
Modalidade
PRESENCIAL
Unidade responsável
CARGA HORÁRIA TEÓRICA
4
FREQUÊNCIA APROVAÇÃO
75%
CARGA HORÁRIA OBRIGATÓRIA
4
CRÉDITOS
4

Ementa

Este curso busca apresentar os principais modelos em Organização Industrial. Desenvolve-se a teoria moderna do monopólio, abordando firma monproduto e multiproduto, apreçamento estático e discriminação de preço, escolha de qualidade, reputação e integração vertical. Em seguida, são apresentados os modelos com interação estratégica entre empresas, começando com os modelos clássicos de Bertrand e Cournot. Posteriormente, são apresentados os modelos clássicos com restrição de capacidade, modelos de competição dinâmica e repetida, diferenciação de produto, e conluio tácito.

Objetivos

Objetivo Geral:

Este curso busca apresentar os principais modelos em Organização Industrial. Desenvolve-se a teoria moderna do monopólio, abordando firma monproduto e multiproduto, apreçamento estático e discriminação de preço, escolha de qualidade, reputação e integração vertical. Em seguida, são apresentados os modelos com interação estratégica entre empresas, começando com os modelos clássicos de Bertrand e Cournot. Posteriormente, são apresentados os modelos clássicos com restrição de capacidade, modelos de competição dinâmica e repetida, diferenciação de produto, e conluio tácito.

Conteúdo Programático

Bibliografia

Bibliografia Básica:

  • BOLTON, P.; DEWATRIPONT, M. (2004). Contract Theory, MIT Press.
  • HART, O. (2003). Incomplete Contracts and Public Ownership Remarks and An Application to Public-Private Partnerships. Economic Journal, v. 119, p. 69-76, 2003.
  • IOSSA E.; MARTIMORT, D. (2009) The Simple Micro-Economics of Public-Private Partnerships, Department of Economics and Finance Working Paper n. 09-03, Brunel University, p. 1-56.
  • IOSSA, E.; MARTIMORT, D. (2012) Risk Allocation and the Costs and Benefits of Public-Private Partnerships. The Rand Journal of Economics, v. 43, n.3, p.442-474.
  • JHELE, G. A.; RENY, P. J. (2011), Advanced Microeconomic Theory, third edition, Pearson.
  • LAFFONT, J.; MARTIMORT, D. (2002). The Theory of Incentives: The Principal-Agent Model. Princeton, Princeton University Press.
  • GIBBONS, R. (1992). Game Theory for Applied Economists. Princeton University Press.
  • MACHO-STRADLER, I. PÉREZ-CASTRILLO, D. (1997). An Introduction to the Economics of Information: Incentives and Contracts. Oxford, Oxford University Press.
  • MAS-COLELL, A., WHINSTON, M. D. e GREEN, J. R., (1995). Microeconomic Theory, Oxford University Press.
  • MOLHO, I. (1997). Economics of Information. Oxford, Blackwell Publishers.
  • SALANIÉ, B. (2005). The Economics of Contracts. Cambridge, MIT Press.
  • SHY, O. (1995). Industrial Organization. Cambridge, MIT Press.
  • TIROLE, J. (1988). The Theory of Industrial Organization. Cambridge, MIT Press.
  • TIROLE, J. (2006). The Theory of Corporate Finance. Princeton, Princeton University
  • VARIAN, H. R., (1992), Microeconomic Analysis, 3.ed., Norton, New York.

Página gerada em 03/03/2024 03:51:25 (consulta levou 0.053639s)