Nome da Atividade
EDUCAÇÃO INCLUSIVA: PEDAGOGIA DA DIFERENÇA
CÓDIGO
10770024
Carga Horária
60 horas
Tipo de Atividade
DISCIPLINA
Periodicidade
Semestral
Modalidade
PRESENCIAL
Unidade responsável
CARGA HORÁRIA TEÓRICA
4
FREQUÊNCIA APROVAÇÃO
75%
CARGA HORÁRIA OBRIGATÓRIA
4
CRÉDITOS
4
NOTA MÉDIA APROVAÇÃO
7

Ementa

Aborda os fundamentos da Educação Especial, analisando sua constituição como campo de saber sobre as alteridades deficientes. Problematiza os significados da normalidade e os discursos que produzem o “outro” e o “mesmo” na Educação. Analisa as recomendações e proposições da Política de Educação Inclusiva e suas implicações nas práticas educacionais nos espaços escolares. Práticas Extensionistas estão vinculadas ao Programa História em Foco

Objetivos

Objetivo Geral:

Proporcionar a aproximação ao campo da chamada Educação Especial, problematizando os diferentes discursos que permeiam a Educação e as Ciências Humanas e Sociais e que fundamentam as atuais diretrizes educacionais na perspectiva da educação inclusiva.
Específicos:
Analisar os fundamentos da Educação Especial em suas implicações históricas, sociais, culturais e educacionais;
Problematiza a constituição da anormalidade no discurso científico e educacional e as formas de nomeação e classificação que inventam a alteridade deficiente;
Proporcionar aos alunos e às alunas uma aproximação às práticas educacionais pensadas e organizadas a partir da diferença, com ênfase nas necessidades educacionais especiais;
- Analisar o currículo e as possibilidades de uma pedagogia da diferença.

Conteúdo Programático

Bibliografia

Bibliografia Básica:

  • BRASIL (2008). Política Nacional de Educação Especial na Perspectiva da Educação Inclusiva. Inclusão, v.4, n.1, p. 7-17, 2008. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/arquivos/pdf/politicaeducespecial.pdf - CARVALHO, Rosita Edler. Removendo barreiras para a aprendizagem. 4.ed. Porto Alegre: Mediação, 2004. Disponível em: http://www.dominiopublico.gov.br/download/texto/me002692.pdf. - CUNHA, Maria Isabel da; SOARES, Sandra Regina. Formação do professor: a docência universitária em busca de legitimidade [livro eletrônico].Salvador: EDUFBA, 2010. Disponível em: https://lelivros.love/book/download-formacao-do-professor-a-doencia-universitaria-em-busca-de-legitimidade-maria-isabel-da-cunha-em-epub-mobi-e-pdf/

Bibliografia Complementar:

  • FERREIRA, Marco; PRADO, Susana Agudo; CADAVIECO, Javier Fombona. Educação inclusiva: o professor como epicentro do processo de inclusão. Revista nacional e internacional de educación inclusiva. v. 8, n. 1, p. 1889-4208, Marzo 2015. Disponível em: https://revistaeducacioninclusiva.es/index.php/REI/article/viewFile/117/113 - FIDALGO, Sueli Salles. A avaliação na escola: um histórico de exclusão social-escolar ou uma proposta sociocultural para a inclusão? Rev. Brasileira de Lingüística Aplicada, v. 6, n. 2, p. 15-31, 2006. Disponível em: https://www.scielo.br/j/rbla/a/gmjJ7ygNskbttSyTHXwVCBq/?format=pdf&lang=pt - MENDES, Enicéia Gonçalves. A radicalização do debate sobre inclusão escolar no Brasil. Revista Brasileira de Educação, v. 11 n. 33, p. 387- 559, set./dez. 2006. Disponível em: https://www.scielo.br/j/rbedu/a/KgF8xDrQfyy5GwyLzGhJ67m/?format=pdf&lang=pt - MIRANDA, Arlete Aparecida Bertoldo. Educação especial no Brasil: Desenvolvimento histórico. Cadernos de História da Educação, v. 7, 2008. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/che/article/view/1880. - TAVARES, Lídia Mara Fernandes Lopes; SANTOS, Larissa Medeiros Marinho dos; FREITAS, Maria Nivalda Carvalho. A Educação Inclusiva: um Estudo sobre a Formação Docente. Rev. Bras. Ed. Esp., Marília, v. 22, n. 4, p. 527-542, Out.-Dez., 2016. Disponível em: https://www.scielo.br/j/rbee/a/NPXMqY7W5L7jRr6DwDCLZBw/?format=pdf&lang=pt

Página gerada em 24/07/2024 22:46:46 (consulta levou 0.048957s)