Nome da Atividade
HISTÓRIA DA AMÉRICA II
CÓDIGO
10770028
Carga Horária
60 horas
Tipo de Atividade
DISCIPLINA
Periodicidade
Semestral
Modalidade
A DISTÂNCIA
Unidade responsável
CARGA HORÁRIA TEÓRICA
4
FREQUÊNCIA APROVAÇÃO
75%
CARGA HORÁRIA OBRIGATÓRIA
4
CRÉDITOS
4
NOTA MÉDIA APROVAÇÃO
7

Ementa

A disciplina busca propor ao aluno um estudo bibliográfico sobre os seguintes pontos: Processo de Independência e organização dos estados nacionais na América Latina; a América Latina nos séculos XIX e XX e suas relações com os EUA e Europa; as sociedades; as economias; a política; a Questão indígena e o indigenismo.

Objetivos

Objetivo Geral:

Possibilitar a organização, pelo aluno, de repertórios histórico-culturais que sejam capazes de contribuir na compreensão do processo histórico de desenvolvimento da América Latina;
Levar o aluno a conhecer, analisar e discutir a realidade social na qual está inserido, atuando conscientemente nela;
Capacitar o aluno a caracterizar e distinguir as relações de trabalho próprias das sociedades latino-americanas pós-independência;
Permitir que o aluno seja capaz de reconhecer as diferentes formas de relações de poder inter e intragrupos sociais, bem como entre os Estados Nacionais na América independente;
Desenvolver no aluno competência didática para o ensino escolar da História da América.

Conteúdo Programático

Bibliografia

Bibliografia Básica:

  • - CAPELATO, Maria Helena Rolim. Ensaios latino-americanos: "caráter nacional" e construção de estereótipos. História. Dossiê: Deslocamentos Culturais, v. 32, n. 1, p. 162- 174, Jun 2013. Disponível em: https://www.scielo.br/j/his/a/qPLBJT3dNbsDBwFwtrb5XpG/?format=pdf&lang=pt- - RINKE, Stefan; SCHULZE, Frederik. As origens das revoluções de independência da América Latina na perspectiva atlântica. Estudos Ibero-Americanos, Dossiê - Bicentenário das Independências da América Latina, v. 36, n. 2, 2010, p. 153- 178. Disponível em: https://doi.org/10.15448/1980-864X.2010.2.8760. - TORRES, Pedro Henrique Campello. Populismos, relações de poder e cultura política na história do tempo presente: América Latina dos anos 30 aos dias de hoje. : Revista Veredas da História, v. 4 n. 2, 2011, p. 204- 215. Disponível em: https://periodicos.ufba.br/index.php/rvh/article/view/48786/26495

Bibliografia Complementar:

  • – MOREIRA, Luiz Felipe. Debates contemporâneos da historiografia latino-americana Viel Diálogos, v.21, n.1, p. 49-56, 2017. Disponível em: http://doi.org/10.4025/dialogos.v21i1.35581 - PRADO, Maria Lígia. Repensando a História Comparada da América Latina. Revista de História ( 153), 2005, p. 11-33. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/revhistoria/article/view/19004 - QUADRAT, Samantha Viz; SILVA, Izabel Pimentel da. Marcas territoriais do passado autoritário: lugares de memória e de consciência na América Latina. Tempo, Niterói, v. 27, n. 1, Jan./Abr. 2021, p. 117-123. Disponível em: https://www.scielo.br/j/tem/a/S9RNKyHGQzQ8byBM5RxBH7P/?format=pdf&lang=pt. - SANTOS, Maria Helena de Castro. A nova missão das forças armadas Latino-Americanas no mundo pós-Guerra Fria: o caso do Brasil. Revista Brasileira de Ciências Sociais, v. 19, n. 54, 2004, p. 115-129. Disponível em: https://www.scielo.br/j/rbcsoc/a/wJ4r8gcXG9tWZkh4wSy6ZVt/?lang=pt&format=pdf- - SOUZA, André Coelho Farias de. O papel da sociedade e das instituições na definição das crises políticas e quedas de Presidentes na América Latina. Monções. Dossiê - América Latina: Cenários e Perspectivas, v. 2, n. 3, 2013, p. 227-260. Disponível em: https://ojs.ufgd.edu.br/index.php/moncoes/article/view/2694.

Página gerada em 24/05/2024 03:45:39 (consulta levou 0.051059s)