Nome da Disciplina
RÁDIO
CÓDIGO
20000256
Carga Horária
60 horas
Atividade Complementar
Não
Periodicidade
Semestral
Unidade responsável
CRÉDITOS
4
CARGA HORÁRIA TEÓRICA
4
CARGA HORÁRIA OBRIGATÓRIA
4
FREQUÊNCIA APROVAÇÃO
75%

Ementa

O rádio como dispositivo midiático. A dimensão tecnológica. A dimensão socioantropológica. A dimensão semio-discursiva. História da radiodifusão e do rádio. Sistemas de transmissão do analógico ao digital. Webrádio. Tipos de emissoras. Ética e legislação. Os profissionais que atuam no rádio. Produção e recepção radiofônica. Linguagem do rádio. Efeitos de sentido. Entretenimento e informação; efeitos sonoros; técnicas de locução, pauta, redação, reportagem, entrevista, produção, gravação e edição. Os diferentes formatos jornalísticos no rádio: noticiário, flash, boletim, reportagem ao vivo, radiojornal, reportagem especial, entrevista - mesa redonda (painel e debate), opinião: comentário e editorial. Cobertura especial e transmissão de eventos.

Objetivos

Objetivo Geral:

Possibilitar que os alunos conheçam as especificidades do jornalismo no rádio e sejam capazes de produzir o discurso jornalístico para esse veículo.

 

Objetivos Específicos:

1) Fazer com que os alunos conheçam e reconheçam as diferenças entre a estrutura de uma redação de rádio dos demais veículos de comunicação.
2) Fazer com que os alunos sejam capazes de redigir e editar uma matéria para o rádio, respeitando as especificidades do veículo.
3) Que ao final do curso os alunos tenham noção de edição e produção de um programa de notícias para o rádio.
4) Permitir que os alunos conheçam as tendências do jornalismo radiofônico, percebendo as diferenças de formato dos principais programas de rádio produzidos na atualidade.
5) Conhecer e ter capacidade de elaborar programação de rádio para emissoras públicas, comerciais e comunitárias.
6. Compreender as mútuas implicações entre tecnologia, linguagem e sociedade no radiojornalismo.

Conteúdo Programático

Introdução
O rádio como dispositivo midiático – características
a) dimensões sócio-antropológica, técnico-tecnológica e semiodiscursivas

Unidade 1: A dimensão tecnológica
a) Conceitos básicos e tecnologia
b) Relação com outros dispositivos midiáticos
c) O estúdio de rádio
d) os tipos de rádio

Unidade 2: A dimensão socioantropológica
a) Os profissionais do rádio
a1) O papel do produtor ou diretor de produção
b) O ouvinte
c) Aspectos éticos e estéticos
d) Legislação e política pública da radiodifusão

Unidade 3: A dimensão semiodiscursiva
a) Programação radiofônica:
b) O texto no rádio – características gerais
b1) Pauta de rádio; espelho, lauda, roteiro;
c) A notícia no rádio – tipos de noticiários
c1) Sínteses noticiosas
c2) Radiojornal
c3) A reportagem e o boletim
d) A entrevista
e) A opinião (editorial, comentário, crítica)
f) Produção e edição em rádio
f1) Produção:
Produção de programa montado com roteiro e programa ao vivo;
Sonoplastia: inserções sonoras musicais, utilização de background, trilhas e vinhetas.
f2) Edição:
Processo de edição;
Principais formatos utilizados;
Convenções de texto.
g) Programas de rádio: painel; debate (mesa redonda); participação do público; enquete; programa musical; variedades; radio documentário; Dramatização: a radionovela.
h) Transmissões externas
i) Apresentação e locução radiofônica
i1) Produção e usos da voz no rádio;
12) O locutor; o âncora; o apresentador

Bibliografia

Bibliografia Básica:

  • FERRARETTO, Luiz Artur. Rádio: o veículo, a história e a técnica. Porto Alegre: Dora Luzzatto, 2007. FIEGENBAUM, Ricardo Zimmermann . Da centralidade dos dispositivos midiáticos na operação de estratégias de valor, de visibilidade e de vínculo. In: XIV Intercom Sul, 2013, Santa Cruz do Sul. Anais do XIV Congresso de Comunicação da Região Sul. São Paulos: Intercom, 2013. p. 1-15. Disponível em: . Acesso em: <30 mar 2105>. FIEGENBAUM, Ricardo Zimmermann . Esquema para análise da midiatização: aporte teórico-metodológico. Lumina (Juiz de Fora) (Cessou em 2006. Cont. ISSN 1981-4070 Lumina (Juiz de Fora. Online)) , v. 6, p. 1/254-22, 2012. Disponível em: . Acesso em:30 mar 2015>. MCLEISH, Robert. Produção de rádio. Um guia abrangente de produção radiofônica. São Paulo: Summus, 2001. CÉSAR, Cyro. Rádio. A mídia da emoção. São Paulo: Summus Editorial, 2005.

Bibliografia Complementar:

  • BARBOSA FILHO, André. Gêneros Radiofônicos: os formatos e os programas em áudio. São Paulo: Paulinas, 2003. CARVALHO, A. (coord.) Manual de jornalismo em rádio. Radio Itatiaia, Belo Horizonte: Armazém das Letras, 1998. CÉSAR, Cyro. Como falar no rádio – prática de locução AM/FM. São Paulo: Ibrasa, 1990. CHANTLER, Paul; HARRIS, Sim. Radiojornalismo. São Paulo: Summus, 1998. ERBOLATO, M. L. Técnicas de codificação em jornalismo. São Paulo: Ática, 1991. MEDITSCH, Eduardo Barreto Vianna. Teorias do rádio. Textos e Contextos. Florianópolis: Insular, 2005. MEDITSCH, Eduardo. A rádio na era da informação. Coimbra: Livraria Minerva Editora, 1999. MOREIRA, S. V.; BIANCO, N. R. D. (Org.). Desafios do rádio no século XXI. São Paulo: Intercom, 2001. MOREIRA, Sonia Virginia. O rádio no Brasil. Rio de Janeiro: Fio Fundo, 1991. ORTRIWANO, Gisela Swetlana. A informação no rádio: os grupos de poder e a determinação dos conteúdos. São Paulo: Summus, 1985. PARADA, Marcelo. Rádio : 24 horas de jornalismo. São Paulo : Panda, 2004. PORCHAT, M. E. Manual de radiojornalismo da Jovem Pan. São Paulo: Ática, 1993. PRADO, Emílio. Estrutura da informação radiofônica. São Paulo: Summus, 1989. PRADO, M. Produção de rádio: um manual prático. Rio de Janeiro: Elsevier, 2006.

Disciplinas Equivalentes

Disciplina Curso
RÁDIO Jornalismo (Bacharelado - Noturno)

Página gerada em 19/11/2019 00:56:27 (consulta levou 0.154976s)