Nome do Curso / Conceitos (*)
Jornalismo
Enade (2015)3CPC (2015)4CC (2015)4
Nível / Grau
GRADUAÇÃO / Bacharelado
Modalidade
Presencial
Turno
NOTURNO
Código UFPel
3690
Código e-MEC
1102184
Unidade
Coordenador
A0L1L2L5L6L9L10L13L14Total
PAVE 2019/121111111110
SISU 2019/122555511145
Criação e Reconhecimento
Curso criado pela portaria 1573 de 06 de outubro de 2010.
Curso reconhecido pela Portaria nº 428 de 30/08/2013. Publicada no D.O.U. de 03/09/2013.
Renovação do reconhecimento pela Portaria nº 629 de 23/06/2017. Publicada no D.O.U. de 26/06/2017.

Contextualização

O Curso de Jornalismo da UFPel caracteriza-se por promover uma formação capaz de dotar o profissional jornalista de competências teórica, técnica, tecnológica, ética e estética para atuar criticamente e criativamente na profissão, de modo responsável, contribuindo para o seu aprimoramento em consonância com as exigências contemporâneas e na perspectiva de ampliar a atuação profissional a novos campos, reconhecendo as especificidades do contexto regional de integração dos países do Mercosul. Para isso, busca desenvolver a autonomia, a criatividade e o espírito de iniciativa, articulando teoria e prática por meio de atividades de ensino, pesquisa e extensão. Com base numa formação elementar em jornalismo e comunicação, o curso oferece ao estudante condições de estabelecer seu próprio percurso formativo em quatro áreas de atuação no jornalismo: impresso, rádio, televisão e web. Caracteriza-se, ainda, pela exigência de domínio da língua portuguesa e pelo desenvolvimento da capacidade de leitura e interpretação dos fatos presentes, reconhecendo a hierarquia dos acontecimentos e suas relações com o passado e o futuro.

Objetivos

Formar profissionais habilitados para o exercício do jornalismo em diferentes contextos, atuando com ética, criatividade e iniciativa, sabendo refletir criticamente sobre os processos de comunicação mais amplos da sociedade bem como sobre seu próprio fazer jornalístico, sendo capazes de compreender e interpretar os processos sociais da atualidade e suas relações com o passado e o futuro.
São objetivos específicos, com base na proposta de Diretrizes Curriculares:
a) formar profissionais dotados de competência teórica, técnica, tecnológica, ética, estética para atuar criticamente na profissão, de modo responsável, contribuindo para o seu aprimoramento;
b) dar ênfase ao espírito empreendedor e ao domínio científico que gerem pesquisas ao conceber, executar e avaliar projetos inovadores capazes de dar conta das exigências contemporâneas e de ampliar a atuação profissional a novos campos, projetando a função social da profissão em contextos ainda não delineados no presente;
c) focar teórica e tecnicamente na especificidade do jornalismo, com grande atenção à prática profissional, dentro de padrões internacionalmente reconhecidos, comprometidos com a liberdade de expressão, o direito à informação, a dignidade do seu exercício e o interesse público;
d) proporcionar a integração dos estudantes de jornalismo com a comunidade, através de atividades de extensão, aproximando o ambiente universitário da sociedade e dando visibilidade às produções acadêmicas;
e) promover a articulação e o intercâmbio com práticas jornalísticas com os países do Mercosul;
f) pensar a graduação como uma etapa de formação profissional continuada e permanente;
g) proporcionar uma formação focada na reflexão acerca do papel das tecnologias nos processos de transformação da sociedade e do próprio jornalismo.

Perfil do Egresso

O egresso do Curso de Jornalismo é o jornalista profissional diplomado, com formação universitária ao mesmo tempo generalista, humanista, crítica e reflexiva. Como produtor intelectual e agente da cidadania, o jornalista formado pela UFPel terá desenvolvido competências para atuar em quaisquer áreas do jornalismo, ciente de que sua formação é um processo contínuo e constante. Terá aprendido a articular as técnicas do ofício com a reflexão crítica sobre sua prática, dando conta da complexidade e do pluralismo característicos da sociedade e da cultura contemporâneas, sendo também capaz de contribuir para o aprimoramento e desenvolvimento da sua profissão. É elementar que tenha domínio do uso da língua portuguesa em suas diferentes modalidades, na expressão tanto oral como escrita em diversos contextos sociais.

Competências e habilidades

O jornalista (Bacharel em Jornalismo) deverá desenvolver múltiplas competências e habilidades durante sua formação acadêmica. Segundo a proposta de Diretrizes, “o egresso do Curso de Jornalismo é o jornalista profissional diplomado, com formação universitária ao mesmo tempo generalista, humanista, crítica e reflexiva” (DIRETRIZES, p. 16). Com esta formação, ele se credencia a “atuar como produtor intelectual e agente da cidadania, dando conta, por um lado, da complexidade e do pluralismo característicos da sociedade e da cultura contemporâneas e, por outro, dos fundamentos teóricos e técnicos especializados. Dessa forma terá clareza e segurança para o exercício de sua função social específica no contexto de sua identidade profissional singular e diferenciada dentro do campo maior da Comunicação” (DIRETRIZES, p. 16).
Ao lado disso, o Jornalista deverá dominar o uso da língua portuguesa em suas diferentes modalidades, na expressão tanto oral como escrita em diversos contextos sociais. O jornalista é, antes de tudo, um profissional que deve ter espírito de pesquisador, o que fará dele um leitor e um escritor diferenciado – com olhos tanto para a superfície linguística do texto quanto para as suas várias camadas de significação, devendo então ser conhecedor do contexto da área de conhecimento na qual o texto se insere. Isso porque do jornalista espera-se o domínio dos aspectos lexicais, gramaticais e discursivos de um texto, com adequação terminológica e atenção à coerência e à coesão textual.
É necessário, também, e de acordo com princípios éticos, que o jornalista domine procedimentos e técnicas elementares para atuar na imprensa, em radiojornalismo, telejornalismo e webjornalismo, seja em empresas de comunicação como jornais, revistas, emissoras de rádio e de TV, portais de notícias ou em assessorias de imprensa. O Bacharel em Jornalismo também precisa ser um profissional ciente de que sua formação é e será um processo contínuo e autônomo, que não acaba ao fim do curso de graduação, mas receberá continuidade e aprimoramento constantes a partir de sua inserção no mercado de trabalho.
O jornalista formado pela UFPel caracteriza-se pela capacidade de investigação, de análise da realidade e de leitura e escrita diferenciadas. Além de dominar as técnicas jornalísticas, deve atuar com ética e consciência da função social da profissão. É um profissional constantemente aberto a aprender. 
 

Organização Curricular

http://wp.ufpel.edu.br/jornalismo/grade-curricular/

Procedimentos e metodologias de ensino

 
Sendo o jornalismo uma atividade profissional que envolve as dimensões sócioantropológicas, tecnológicas e semio-discursivas, o processo de ensinar e aprender jornalismo implica mobilizar metodologias que contemplem a reflexão sobre as mútuas implicações dessas três dimensões na profissão. Nesse sentido, ensinar e aprender jornalismo implica reconhecer que as questões que envolvem a sociedade, os fatos – matéria-prima do jornalismo – são apropriadas discursivamente pelo jornalista, produzindo sentidos que, por sua vez, não estão descolados dos meios tecnológicos utilizados no processo de comunicação.
Essa perspectiva está presente nas salas de aula e integra as atividades dos docentes, promovendo o aprendizado das técnicas e do manuseio das tecnologias contemporâneas utilizadas no campo jornalístico. Ao mesmo tempo, mobiliza-se a reflexão sobre as implicações éticas e estéticas desse uso, destacando o papel social do jornalista na qualificação da cidadania, no respeito às diferenças, na preservação do meio ambiente e na defesa da liberdade e em favor da justiça social.
Os atores do processo de ensino e aprendizagem devem integrar em suas atividades as práticas de jornalismo, da pauta à redação e edição, passando pela apuração e checagem das informações. As metodologias devem valorizar a iniciativa individual e, ao mesmo tempo, promover a produção coletiva do conhecimento, relacionando prática acadêmica e prática jornalística com a capacidade de pensar e refletir ambas em suas relações. 
Ensinar e aprender jornalismo é um processo coletivo, que implica numa troca de saberes que se atualizam constantemente, ora pela dinâmica da sociedade, ora pela introdução de novas tecnologias, ora pela necessidade de novas formas de dizer e fazer sentido.
A dinâmica que envolve não só a profissão de jornalista, mas a própria concepção de formação profissional, tem reflexos sobre a concepção do curso, atualizando-o sempre que necessário para melhor atender aos interesses e expectativas da sociedade em relação aos seus profissionais de imprensa.
 

Avaliação do ensino e da aprendizagem

Para cumprir com os propósitos de uma avaliação ampla, abrangente e, ao mesmo tempo, objetiva, embora complexa, o Bacharelado em Jornalismo opta por instrumentos que subsidiam uma avaliação a partir dos seguintes princípios norteadores:
Permanente: a avaliação não pode transformar-se em instrumento de preocupação para o aluno, levando-o, muitas vezes, a diminuir seu rendimento devido a fatores psicológicos. Quando a avaliação é permanente, em vez de criar um constante medo, o ambiente escolar passa a ser todo valorizado. Desta forma, não há supervalorização de conteúdos ou momentos, nem umas ações ou palavras valem mais que outras. O aluno passa a ter mais oportunidade de mostrar seu potencial e habilidades em diferentes momentos; nessa perspectiva, todo o trabalho realizado ao longo do processo de aprendizagem é igualmente importante.
Continuada: a avaliação deve ser capaz de verificar o desenvolvimento do processo de aprendizagem. Como tal, também só pode acontecer em forma de processo. Assim, não pode haver lacunas avaliativas, e toda a ação e manifestação do aprendiz devem fazer parte dos critérios a subsidiar uma avaliação continuada.
Abrangente: o professor deve levar em conta os mais diversos aspectos que compõem a formação do professor e explicitá-los em seus instrumentos de avaliação. Não pode pontuar, em nenhuma hipótese, aspectos que o aluno não saiba de antemão que estarão sendo levados em conta em seu desempenho acadêmico. A avaliação abrangente pode ser complexa, porém não pode ser subjetiva, pois deste aspecto à arbitrariedade o caminho é curto.
Dinâmica: o aluno não pode ser visto fora de seu contexto de vida, seja ele social e particular, ou escolar e intelectual. Uma avaliação dinâmica evita que se reduza a momentos específicos, muitas vezes isolados assepticamente, a análise do domínio que o aluno tem dos conhecimentos e habilidades trabalhadas ao longo de períodos escolares.
Pedagógica: o mais importante de todo o processo avaliativo assumido é sair de mero dever burocrático e servir de instrumento de apoio para o próprio estudante para melhorar seu desempenho. Desta forma, os resultados devem retornar sempre ao aluno, não se reduzindo meramente a notas ou conceitos, mas especialmente em forma de pareceres e sugestões para que possa melhorar seu desempenho.
A orientação geral para o processo de avaliação das disciplinas do Curso de Bacharelado em Jornalismo é de que tal processo deva ocorrer durante o desenvolvimento das disciplinas (avaliação formativa) para que ajustes possam ser feitos visando ao desenvolvimento das competências profissionais do futuro jornalista.
O objetivo da avaliação, neste contexto, não é apenas a verificação da quantidade de conhecimentos adquiridos pelo estudante, mas da sua capacidade de fazer uso desses conhecimentos, das competências, habilidades, técnicas e recursos para enfrentar situações relacionadas ao exercício da profissão, de acordo com o estágio em que se encontra no curso.
A avaliação também deve ser mediadora do processo de ensino e de aprendizagem. Os resultados da avaliação processual devem servir para os docentes validarem ou reverem suas estratégias de formação e, para os futuros profissionais, devem servir para que tomem consciência de seu processo de aprendizagem, de seus talentos e de suas limitações.
A aprendizagem dos discentes será avaliada considerando quatro tipos de avaliação: a) diagnóstica, b) formativa, c) somativa e d) de recuperação. A avaliação diagnóstica envolve a  verificação do conhecimento prévio do estudante quanto aos conteúdos da disciplina. Cabe ao docente determinar os instrumentos mais adequados para realizar esse diagnóstico. O resultado dessa avaliação não será contabilizado para fins de aprovação na disciplina. A avaliação formativa considera o empenho e o comprometimento dos acadêmicos com as atividades da disciplina e poderá ser considerada como um dois critérios para aprovação. O docente deverá estabelecer os instrumentos e os critérios para essa avaliação. A avaliação somativa corresponde à verificação da aprendizagem realizada pelo acadêmico no curso da disciplina de acordo com os objetivos propostos. O docente atribuirá ao discente, a cada bimestre, uma nota de 0 a 10 (zero a dez), correspondendo a primeira ao Grau A e a segunda ao Grau B, sendo considerado aprovado o estudante que, ao final do semestre, obtiver média igual ou superior a 7 (sete) e tiver frequência mínima de 75%. A forma, os instrumentos e os critérios de avaliação para atribuição dos graus A e B ficam a critério do docente. 
O estudante que tiver obtido média final inferior a 7 (sete) e superior a 3 (três) será permito a realização de exame. A nota do exame é somada à média das notas anteriores e o resultado é dividido por dois. Serão aprovados os acadêmicos que, após a realização do exame, obtiverem essa média final maior que ou igual a 5 (cinco).
Os critérios de avaliação utilizados pelo docente devem estar expressos nos respectivos planos de ensino das disciplinas, respeitando os artigos 65, 66, 67, 68 e 69 do Regulamento do Ensino da Graduação da UFPel.

Integração com a Pesquisa e a Pós-Graduação

Ainda que não tenhamos um curso de Pós-graduação na área constituído, o currículo que aqui se apresenta tem como um de seus objetivos qualificar o graduando para o dar seguimento ao seu processo formativo em alguma Pós-Graduação. Nesse sentido, cabe ressaltar aqui a criação da Linha de Pesquisa Estudos em Comunicação, no Centro de Letras e Comunicação, que visa articular as pesquisas dos docentes em torno de um eixo comum, abrindo, assim, possibilidade para a participação discente em grupos de pesquisas dentro do curso e orientados pelos professores. Além disso, ao estabelecer uma proposta formativa que culmina com disciplinas como pesquisa em jornalismo e TCC, o curso busca encaminhar o estudante para a pequisa. Além disso, há a preocupação que, nas disciplinas os alunos sejam desafiados a produzirem artigos e resenhas e que os submetam a eventos científicos e revistas, a fim de divulgar a produção científica do curso.  

Acompanhamento de Egressos

O Núcleo Docente Estruturante (NDE) e o Colegiado do Curso desenvolvem um projeto  para o acompanhamento de egressos, buscando  instrumentos próprios para obtenção dos dados que revelem o impacto da formação recebida na UFPel sobre as suas atividades. A implantação desse projeto visa também subsidiar o curso para o aperfeiçoamento do seu currículo. Além de obter dados e manter contato com os ex-alunos, o curso também pretende obter informações dos empregadores sobre esses alunos. No ano de 2014, o  NDE promoveu um colóquio de jornalismo, em que empregadores e ex-alunos puderam expor as suas impressões e experiências sobre a formação oferecida pelo Curso de Jornalismo da UFPel. Essa modalidade poderá vir a ser consolidada no curso, como uma forma de manter os vínculos com seus alunos e, até mesmo, para verificar as carências e oferecer programas específicos de formação na forma de projetos de extensão. 

Matriz Curricular

1º Semestre

CódigoDisciplina / Pré-requisitosCaráterCr.Horas
20000255FUNDAMENTOS DA COMUNICAÇÃO DIGITALObrigatória460
20000007INTRODUÇÃO AO JORNALISMOObrigatória460
20000258LÍNGUA PORTUGUESA PARA O JORNALISMOObrigatória460
20000309PRODUÇÃO DA NOTÍCIAObrigatória460
20000257TEMAS LATINO AMERICANOSObrigatória460

2º Semestre

CódigoDisciplina / Pré-requisitosCaráterCr.Horas
20000207FOTOJORNALISMOObrigatória460
20000368INTRODUÇÃO À COMUNICAÇÃOObrigatória460
20000321JORNALISMO IMPRESSOObrigatória460
20000304PRODUÇÃO E REVISÃO DO TEXTO ACADÊMICOObrigatória460
20000313WEBJORNALISMOObrigatória460

3º Semestre

CódigoDisciplina / Pré-requisitosCaráterCr.Horas
20000326ASSESSORIA DE IMPRENSAObrigatória460
20000325JORNALISMO ESPECIALIZADOObrigatória460
20000256RÁDIOObrigatória460
20000254TELEVISÃOObrigatória460
20000260TEORIAS DA COMUNICAÇÃOObrigatória460

4º Semestre

CódigoDisciplina / Pré-requisitosCaráterCr.Horas
20000411COMUNICAÇÃO E SOCIEDADEObrigatória460
20000415PRÁTICAS LABORATORIAIS IObrigatória460
20000176RADIOJORNALISMOObrigatória460
20000209TELEJORNALISMOObrigatória460

5º Semestre

CódigoDisciplina / Pré-requisitosCaráterCr.Horas
20000178ESTÉTICA E TEORIA DA IMAGEMObrigatória460
20000416PRÁTICAS LABORATORIAIS 2Obrigatória460
20000013PROCESSOS EDITORIAISObrigatória460
20000308TEORIAS DO JORNALISMOObrigatória460

6º Semestre

CódigoDisciplina / Pré-requisitosCaráterCr.Horas
20000241COMUNICAÇÃO E CIDADANIAObrigatória460
20000352PESQUISA EM JORNALISMOObrigatória460
20000418PRÁTICAS LABORATORIAIS 3Obrigatória460

7º Semestre

CódigoDisciplina / Pré-requisitosCaráterCr.Horas
20000417PRÁTICAS LABORATORIAIS 4Obrigatória460
20000179SEMIÓTICAObrigatória460
20000224TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO IObrigatória460

8º Semestre

CódigoDisciplina / Pré-requisitosCaráterCr.Horas
20000181ESTÁGIOObrigatória240
20000180ESTUDOS AVANÇADOS EM JORNALISMOObrigatória460
20000351JORNALISMO MERC TRABALHO EMPREENDEDORISMOObrigatória460
20000182TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO II20000224 - TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO IObrigatória460

Complementares

CódigoDisciplina / Pré-requisitosCaráterCr.Horas
20000187ATIVIDADES COMPLEMENTARESAtividade complementar220

Optativas

CódigoDisciplina / Pré-requisitosCaráterCr.Horas
20000311ANÁLISE DO DISCURSO EM TEXTOS JORNALÍSTICOSOptativa460
20000193ANÁLISE FÍLMICAOptativa460
20000235CIBERCULTURAOptativa460
20000226COMUNICAÇÃO E CULTURAOptativa460
20000242COMUNICAÇÃO E POLÍTICAOptativa460
20000236COMUNICAÇÃO NA WEBOptativa460
20000008COMUNICAÇÃO PÚBLICAOptativa460
20000011EDUCOMUNICAÇÃOOptativa460
20000006ESTUDOS CULTURAISOptativa460
20000296ESTUDOS LITERÁRIOS IOptativa460
20000298ESTUDOS LITERÁRIOS IIOptativa460
20000183ÉTICA E LEGISLAÇÃOOptativa460
20000244FILOSOFIA DA COMUNICAÇÃOOptativa460
20000238FOTOJORNALISMO IIOptativa460
20000227HISTÓRIA DO CINEMAOptativa460
20000239HISTÓRIA DO JORNALISMO NO BRASILOptativa460
20000186HISTÓRIA GERAL DA IMPRENSAOptativa460
20000190HISTÓRIA SOCIAL DO ROCKOptativa460
20000198HISTÓRIA SOCIAL DO ROCK IOptativa460
20000199HISTÓRIA SOCIAL DO ROCK IIOptativa460
20000185JORNALISMO AMBIENTALOptativa460
20000310JORNALISMO COMUNITÁRIOOptativa460
20000184JORNALISMO CULTURALOptativa460
20000196JORNALISMO DE DADOSOptativa460
20000412JORNALISMO E MÍDIAS SOCIAISOptativa460
20000414JORNALISMO ESPORTIVOOptativa460
20000214JORNALISMO IMPRESSO - REVISTAOptativa460
20000240JORNALISMO INVESTIGATIVOOptativa460
20000084LÍNGUA BRASILEIRA DE SINAIS I ( LIBRAS I )Optativa460
20000009MARKETING DIGITALOptativa460
20000413METODOLOGIAS DE PESQUISA PARA O JORNALISMO NA INTERNET20000352 - PESQUISA EM JORNALISMO20000304 - PRODUÇÃO E REVISÃO DO TEXTO ACADÊMICOOptativa460
20000369MÍDIA E RECEPÇÃOOptativa460
20000259PESQUISA E OPINIÃO PÚBLICAOptativa460
20000211RADIOJORNALISMO IIOptativa460
20000350RADIOJORNALISMO IIIOptativa460
20000010RELAÇÕES DE GÊNERO E COMUNICAÇÃOOptativa460
20000243SOCIOLOGIA E COMUNICAÇÃOOptativa460
20000349TELEJORNALISMO IIOptativa460
20000012TELEJORNALISMO IIIOptativa460

Turmas ofertadas em 2019 / 1

1º Semestre

Disciplina / Professores / HoráriosTurmaVagasMatric.
20000255 - FUNDAMENTOS DA COMUNICAÇÃO DIGITAL
Horários
ManhãTardeNoite
SEG18:50 - 19:40
19:40 - 20:30
20:30 - 21:20
21:20 - 22:10
T13030
20000255 - FUNDAMENTOS DA COMUNICAÇÃO DIGITAL
Horários
ManhãTardeNoite
TER18:50 - 19:40
19:40 - 20:30
20:30 - 21:20
21:20 - 22:10
T23021
20000007 - INTRODUÇÃO AO JORNALISMO
Horários
ManhãTardeNoite
QUA18:50 - 19:40
19:40 - 20:30
20:30 - 21:20
21:20 - 22:10
T16051
20000258 - LÍNGUA PORTUGUESA PARA O JORNALISMO
Horários
ManhãTardeNoite
SEG18:50 - 19:40
19:40 - 20:30
20:30 - 21:20
21:20 - 22:10
T13021
20000258 - LÍNGUA PORTUGUESA PARA O JORNALISMO
Horários
ManhãTardeNoite
TER18:50 - 19:40
19:40 - 20:30
20:30 - 21:20
21:20 - 22:10
T23030
20000309 - PRODUÇÃO DA NOTÍCIA
Horários
ManhãTardeNoite
QUI18:50 - 19:40
19:40 - 20:30
20:30 - 21:20
21:20 - 22:10
T16051
20000257 - TEMAS LATINO AMERICANOS
Horários
ManhãTardeNoite
SEX18:50 - 19:40
19:40 - 20:30
20:30 - 21:20
21:20 - 22:10
T16051

3º Semestre

Disciplina / Professores / HoráriosTurmaVagasMatric.
20000326 - ASSESSORIA DE IMPRENSA
Horários
ManhãTardeNoite
SEG18:50 - 19:40
19:40 - 20:30
20:30 - 21:20
21:20 - 22:10
T1600
20000325 - JORNALISMO ESPECIALIZADO
Horários
ManhãTardeNoite
TER18:50 - 19:40
19:40 - 20:30
20:30 - 21:20
21:20 - 22:10
T1600
20000256 - RÁDIO
Horários
ManhãTardeNoite
QUI18:50 - 19:40
19:40 - 20:30
20:30 - 21:20
21:20 - 22:10
T1600
20000254 - TELEVISÃO
Horários
ManhãTardeNoite
SEX18:50 - 19:40
19:40 - 20:30
20:30 - 21:20
21:20 - 22:10
T1600
20000260 - TEORIAS DA COMUNICAÇÃO
Horários
ManhãTardeNoite
QUA18:50 - 19:40
19:40 - 20:30
20:30 - 21:20
21:20 - 22:10
T1600

5º Semestre

Disciplina / Professores / HoráriosTurmaVagasMatric.
20000178 - ESTÉTICA E TEORIA DA IMAGEM
Horários
ManhãTardeNoite
SEX18:50 - 19:40
19:40 - 20:30
20:30 - 21:20
21:20 - 22:10
T1600
20000416 - PRÁTICAS LABORATORIAIS 2
Horários
ManhãTardeNoite
SEX08:00 - 08:50
08:50 - 09:40
10:00 - 10:50
10:50 - 11:40
P180
20000416 - PRÁTICAS LABORATORIAIS 2
Horários
ManhãTardeNoite
SEX08:00 - 08:50
08:50 - 09:40
10:00 - 10:50
10:50 - 11:40
P280
20000416 - PRÁTICAS LABORATORIAIS 2
Horários
ManhãTardeNoite
SEX08:00 - 08:50
08:50 - 09:40
10:00 - 10:50
10:50 - 11:40
P380
20000416 - PRÁTICAS LABORATORIAIS 2
Horários
ManhãTardeNoite
SEX08:00 - 08:50
08:50 - 09:40
10:00 - 10:50
10:50 - 11:40
P480
20000416 - PRÁTICAS LABORATORIAIS 2
Horários
ManhãTardeNoite
SEX08:00 - 08:50
08:50 - 09:40
10:00 - 10:50
10:50 - 11:40
P580
20000416 - PRÁTICAS LABORATORIAIS 2
Horários
ManhãTardeNoite
SEX08:00 - 08:50
08:50 - 09:40
10:00 - 10:50
10:50 - 11:40
P680
20000416 - PRÁTICAS LABORATORIAIS 2
Horários
ManhãTardeNoite
SEX08:00 - 08:50
08:50 - 09:40
10:00 - 10:50
10:50 - 11:40
P780
20000013 - PROCESSOS EDITORIAIS
Horários
ManhãTardeNoite
QUA18:50 - 19:40
19:40 - 20:30
20:30 - 21:20
21:20 - 22:10
T1600
20000308 - TEORIAS DO JORNALISMO
Horários
ManhãTardeNoite
TER18:50 - 19:40
19:40 - 20:30
20:30 - 21:20
21:20 - 22:10
T1600

7º Semestre

Disciplina / Professores / HoráriosTurmaVagasMatric.
20000417 - PRÁTICAS LABORATORIAIS 4
Horários
ManhãTardeNoite
SEX08:00 - 08:50
08:50 - 09:40
10:00 - 10:50
10:50 - 11:40
P180
20000417 - PRÁTICAS LABORATORIAIS 4
Horários
ManhãTardeNoite
SEX08:00 - 08:50
08:50 - 09:40
10:00 - 10:50
10:50 - 11:40
P280
20000417 - PRÁTICAS LABORATORIAIS 4
Horários
ManhãTardeNoite
SEX08:00 - 08:50
08:50 - 09:40
10:00 - 10:50
10:50 - 11:40
P380
20000417 - PRÁTICAS LABORATORIAIS 4
Horários
ManhãTardeNoite
SEX08:00 - 08:50
08:50 - 09:40
10:00 - 10:50
10:50 - 11:40
P480
20000417 - PRÁTICAS LABORATORIAIS 4
Horários
ManhãTardeNoite
SEX08:00 - 08:50
08:50 - 09:40
10:00 - 10:50
10:50 - 11:40
P580
20000417 - PRÁTICAS LABORATORIAIS 4
Horários
ManhãTardeNoite
SEX08:00 - 08:50
08:50 - 09:40
10:00 - 10:50
10:50 - 11:40
P680
20000417 - PRÁTICAS LABORATORIAIS 4
Horários
ManhãTardeNoite
SEX08:00 - 08:50
08:50 - 09:40
10:00 - 10:50
10:50 - 11:40
P780
20000179 - SEMIÓTICA
Horários
ManhãTardeNoite
QUA18:50 - 19:40
19:40 - 20:30
20:30 - 21:20
21:20 - 22:10
T1600
20000224 - TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO I
Horários
ManhãTardeNoite
TER18:50 - 19:40
19:40 - 20:30
20:30 - 21:20
21:20 - 22:10
T1600

8º Semestre

Disciplina / Professores / HoráriosTurmaVagasMatric.
20000181 - ESTÁGIO
Horários
ManhãTardeNoite
SEG08:00 - 08:50
08:50 - 09:40
10:00 - 10:50
10:50 - 11:40
P1600
20000182 - TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO IIT1600

Optativas

Disciplina / Professores / HoráriosTurmaVagasMatric.
20000311 - ANÁLISE DO DISCURSO EM TEXTOS JORNALÍSTICOS
Horários
ManhãTardeNoite
SEG18:50 - 19:40
19:40 - 20:30
20:30 - 21:20
21:20 - 22:10
T1600
20000298 - ESTUDOS LITERÁRIOS II
Horários
ManhãTardeNoite
SEX18:50 - 19:40
19:40 - 20:30
20:30 - 21:20
21:20 - 22:10
T1150
20000238 - FOTOJORNALISMO II
Horários
ManhãTardeNoite
QUI13:30 - 14:20
14:20 - 15:10
15:10 - 16:00
16:00 - 16:50
T1600
20000199 - HISTÓRIA SOCIAL DO ROCK II
Horários
ManhãTardeNoite
QUI18:50 - 19:40
19:40 - 20:30
20:30 - 21:20
21:20 - 22:10
T1300
20000412 - JORNALISMO E MÍDIAS SOCIAIS
Horários
ManhãTardeNoite
SEG18:50 - 19:40
19:40 - 20:30
20:30 - 21:20
21:20 - 22:10
T1600
20000214 - JORNALISMO IMPRESSO - REVISTA
Horários
ManhãTardeNoite
TER18:50 - 19:40
19:40 - 20:30
20:30 - 21:20
21:20 - 22:10
T2300
20000009 - MARKETING DIGITAL
Horários
ManhãTardeNoite
QUI18:50 - 19:40
19:40 - 20:30
20:30 - 21:20
21:20 - 22:10
T1600
20000259 - PESQUISA E OPINIÃO PÚBLICA
Horários
ManhãTardeNoite
SEX18:50 - 19:40
19:40 - 20:30
20:30 - 21:20
21:20 - 22:10
T1400
20000010 - RELAÇÕES DE GÊNERO E COMUNICAÇÃO
Horários
ManhãTardeNoite
QUI18:50 - 19:40
19:40 - 20:30
20:30 - 21:20
21:20 - 22:10
T1300
20000349 - TELEJORNALISMO II
Horários
ManhãTardeNoite
QUI18:50 - 19:40
19:40 - 20:30
20:30 - 21:20
21:20 - 22:10
T1300

Alunos Matriculados

Nome Ano de ingresso Semestre de ingresso
ALEXSANDRO DA SILVA DOS SANTOS20191
ANA BEATRIZ ASSUNCAO GARRAFIEL20191
ANA JULIA FERREIRA NACHTIGAL20191
ANDRESSA SIEMIONKO LACERDA20191
BEATRIZ CORVELLO VITOLA PIZANI20191
BEATRIZ REGINA GOMES PEREIRA20191
BRUNO BITTENCOURT DOS PASSOS CORREA20191
CARLOS EDUARDO SENA20191
CAROLINA DE PINHO FERREIRA20191
DEBORA CAMACHO LUZ20191
DIULIA PELUFFE DA ROCHA20191
DIULIA PELUFFE DA ROCHA20191
ERICK BARRETO DIAS20191
FERNANDA DOS REIS DE MORAES20191
GABHRIEL GIORDANI FAGUNDES20191
GABRIEL ANTUNES GONCALVES20191
GABRIELA SANTOS PEREIRA20191
GIELE SODRE LEMOS20191
GIORDANA ANTONIA SFREDO20191
HELENA DA ROCHA SCHUSTER20191
HELENA ISQUIERDO ROCHA20191
ISABELLA CARDOSO BARCELLOS20191
ISABELLI DA SILVA VIEIRA MARQUES20191
ISADORA MARIKO OGAWA20191
JOANNA MANHAGO ANDRADE20191
JOAO PEDRO RIBEIRO LEANDRO20191
JOSIMARA MEGIATO RODRIGUES20191
LARISSA RODRIGUES BRUNO20191
MAIRA DAS NEVES BORGES20191
MARIAH COELHO COI20191
MARINA BITENCOURT DUARTE20191
MATHEUS CASSOL CASTRO20191
NATHANI MOURA NUNES20191
PAULO PEREIRA DA SILVA20191
PEDRO DE ALMEIDA FIGUEIREDO20191
POELMISE CARDOSO SENA20191
PRISCILA DE ARAUJO FAGUNDES20191
RAYLA RIBEIRO VELHO20191
SABRINA SANABRIA SIMOES20191
SUZANA DO CARMO BRETANHA20191
TAIS CAROLINA AMARAL PEREIRA20191
THIAGO MORALES LEHN20191
THIERRI CUNHA SILVEIRA20191
VICTORIA FONSECA DUTRA20191
VICTORIA MEDEIROS MEGGIATO20191
VINICIUS HENRIQUE DOS SANTOS20191
VINICIUS RUY OLIVEIRA20191
VITORIA GABRIELE ALVES DOS SANTOS20191
VITORIA PINHEIRO DE SOUZA20191
VITOR JARDIM PORTO20191
VITOR VALENTE DA ROSA20191
MARIANA DOS SANTOS HALLAL DA SILVA20161

Alunos Egressos

Nome Ano de ingresso Ano de conclusão
ALEX SAMPAIO PIRES20102013
ANDERSON DE MOREIRA LARGUE20102013
ANDRIA VOLZ ANDREIA20102013
ANTONIELA RODRIGUEZ MARTINS20102013
CAMILA HORNE MATTOS20102013
CAMILA REQUIÃO FARACO20102013
DOUGLAS MELO DE LIMA20102013
Eduardo Rohden Reis20102013
ELANA JACUNIAK MAZON20102013
ESTHER DA ROSA LOURO20102013
JONATHAN COSTA DA SILVA20102013
LUIS ALEXANDRE DA SILVA ALVES20102013
MARCELA LOREA GOMES20102013
MÁRCIO DOMINGUES FURTADO20102013
MARIA DA GRACA VIGNOLO DE SIQUEIRA20102013
MÔNICA OLIVEIRA RAMOS BANDEIRA20102013
PAOLA DOMINGUES FERNANDES20102013
RITA DE CÁSSIA BRAGA PEREIRA20102013
VANESSA LILJA DAS NEVES20102013
VINICIUS WALTZER ROCHA20102013
ARIADNE SIQUEIRA DE MEDEIROS20112014
BÁRBARA HELLER20112014
CAMILA COSTA FEIJÓ20112014
CARLOS GUILHERME GUIMARAES FETTER20102014
CASSIO LILGE20112014
CRISTINA TRAPAGA FARIAS20112014
EDUARDA SCHNEIDER LEMES20112014
EZEKIEL DALL'BELLO DOS SANTOS 20102014
FLÁVIA GONÇALVES DE GARCIA20122014
FRANCINE NEUSCHRANK20112014
FRANCINE SOARES DIAS20112014
GABRIEL ALVES BRESQUE20112014
GABRIELE ORESTES GAYGUER20112014
GIORGIO ROSSO GUEDIN20102014
IGOR MORAES DE CAMPOS20102014
JÉSSICA HAMMES BARZ20112014
JOÃO INÁCIO PRIOR PRIETSCH20112014
JULIANA MOURA DA SILVA20102014
KARINE GOBBI20112014
LAIS SOARES CAMARGO20112014
LUÍZA SPERRHAKE20112014
LUIZ RICARDO GOULART HUTTNER20112014
MARINA BENJAMIN CORRÊA20112014
MATEUS GUIMARÃES BUNDE20112014
PÂMELA DROSE MENDES LAUTENSCHLAGER20102014
PAULA ADAMOLI MARQUES DA SILVA20122014
PEDRO HENRIQUE COSTA KRÜGER20112014
PEDRO HENRIQUE OTTEN DIEMER20102014
RAIZA SILVEIRA MEDINA20112014
RAPHAELA ORLANDI SUZIN20112014
VICENTE CENTENO PARDO20112014
ALEXANDRE QUEVÊDO DA CUNHA20112015
ANDERSON DIAS SILVEIRA20122015
ANDRESSA GALVÃO MACHADO20122015
BIBIANA DA SILVA DE PAULA20132015
CAROLINA BORGES GONÇALVES20122015
DAIANE BALÃO BRITES20122015
DÉBORA JESKE MARTINS20122015
DIEGO RAFAEL KRÜGER MACHT20122015
EDUARDO LUZARDO DA COSTA20122015
ELISE AZAMBUJA SOUZA20122015
ELISON ANDRÉ SÁ BRITTO BITENCOURT20122015
EMELLEM VELEDA DA ROSA20122015
EMMANUELLE SCHIAVON MELGAREJO20122015
FERNANDA FLORES20122015
HENRIQUE TAVARES BARUM20122015
ISABELA ALMEIDA NOGUEIRA20122015
JEAN CARLO SILVA DOS SANTOS20122015
JÉSSICA BEATRIZ BACKER GEBHARDT20112015
JULIANA DOS SANTOS DA ROSA20122015
JULIANA LUZ DE CAMARGO20132015
KARINA GONÇALVES VAZ20122015
KATIELEN SIEFERT HARTWIG20122015
LAÉRCIO DINIZ GUIMARÃES MARQUES20122015
LIZANDRA OLIVEIRA VILELA20122015
LUIS GUSTAVO DE PINHO AMARAL20122015
LUIZA VAZ MEIRELLES20122015
LUIZA VICTORIA TRÁPAGA20122015
MANOELA MARTINS NOGUEIRA20122015
MANUELLE MOTTA MARQUES DE LIMA20102015
MARIA ROSÂNGELA OLIVEIRA DA SILVA20122015
MAURÍCIO MADRUGA DE MESQUITA20122015
MAYARA RIBEIRO FERNANDES20112015
NATÁLIA SHEIKHA REDÜ20122015
NICOLE SOARES VAZ20122015
PATRÍCIA SILVA DOS SANTOS20122015
RAFAELLE MOLINA ROSS20122015
RAQUEL MÜLLER THORMANN20122015
ROBERTO TRESOLDI GIOVANAZ20112015
TALLIS PEREIRA MACHADO20122015
THAIGOR JANKE BOEIRA20122015
THUANNY PRADO CAPPELLARI20122015
VALQUÍRIA LOPES STEPHAN20122015
VANESSA LÜDTKE COLOMBY20132015
VICTÓRIA DE SOUZA RENNER20122015
VINICIUS PEREIRA COLARES20122015
YASMIN HARDTKE YUNES20122015
YASMIN VIERHELLER BENEDETTI20132015
ALÉXIA ALESSANDRA TAVARES DA COSTA20132016
ANAHÍ FAGUNDES SILVEIRA20132016
ANTONIÉLA THEIL FONSECA20132016
ARIEL JOSUÉ PEDONE DE SOUZA20132016
CAMILA DUARTE PORTO20132016
CARLOS EDUARDO HOLZ20132016
CAROLINE CASTANHA DE AVILA DE LEMOS20132016
CAROLINE TORTELLI ALBAINI20122016
DANIEL GONZALEZ CORRÊA20132016
DÉBORA VASCONCELLOS KLEIN20132016
EDNA SOUZA MACHADO20132016
EMANUELLE ARAUJO DA SILVEIRA20122016
ENDRIO PEREIRA CHAVES20132016
ESTEVAN DE FREITAS GARCIA20132016
HELENA MENDONÇA COSTA20132016
HENRIQUE FENZKE KONIG20132016
INGRID MACHADO D'AVILA20132016
JANAÍNA DA SILVA PEREIRA20132016
JOÃO PEDRO RODRIGUES ALVES20122016
JULIANA ESCOUTO DOS SANTOS20132016
LAUREN GUEDES LENCINA TRINDADE20132016
LETÍCIA ELOI PINTO20132016
MAIARA DOS SANTOS MARINHO20132016
MAIARA PEIXOTO SILVA20122016
MATHEUS NUNES MUNIZ20132016
MONIQUE HEEMANN20132016
PAULO GEOVANE DE CASTRO MATIAS20132016
RAYSSA DANTAS LIMA NATALE20132016
TANARA SANTOS HORMAIN20132016
VANESSA OLIVEIRA KLEBER20132016
VITORIA TRESCASTRO PACHECO20132016
WAGNER FILIPE LEITZKE20132016
WILLIAM MACHADO DA SILVA20132016
ALEXIA FERREIRA RIBEIRO20132017
ALINE VOHLBRECHT SOUZA20112017
AMANDA DE MATTOS GONÇALVES20142017
Ana Maria de Oliveira Fernandes20142017
ANDRÉ LUIZ PEREIRA MACHADO DA SILVA20142017
CALVIN DA SILVA COUSIN20142017
CARINA DOS REIS20142017
CAROLINA ÁVILA GOTTHILF20142017
CLARA CELINA RIBEIRO DA ROSA20142017
DIOGO FUNARI DI LUCIA20142017
EDUARDO UHLMANN20142017
ELIANE DE OLIVEIRA RUBIM20132017
FERNANDA PATZDORF CADAVAL DE MACEDO20142017
FERNANDA WINCK MORAES20132017
GABRIELA SCHANDER BRAGA20142017
GABRIELA SCHMALFUSS BORGES20152017
GIOVANNI BRANCO MACHADO DA SILVA20122017
GISLENE SANTOS FARION20142017
IGOR PORTO VIANNA20142017
ISABELLE DOMINGUES DOS SANTOS20132017
JÚLIA MORAES DE ANDRADE20132017
JULIANA RÖSSLER RAMIRES20132017
LARISSA PATINES DE MEDEIROS20132017
LUCAS DA SILVA PEREIRA20142017
LUÍS OTÁVIO LANGUER SCHEBEK20142017
LUIZ OLI EBERSOL JÚNIOR20142017
MANOELA BOHLMANN DUARTE20132017
MANUELA SERRA SOARES20142017
MARIANA ANDRADE FLORENCIO20142017
MARIANA ARGOUD DIAS20142017
MARIANA LEITE PASINATO20122017
MATHEUS CRUZ PEREIRA20142017
MATHEUS FONTOURA GARCIA20142017
MICHEL FARIAS DOS SANTOS20122017
NAIARA DA SILVA KHASTASMOKIA20142017
RAFAEL MIRAPALHETA GOULART20142017
RAFAEL OLIVEIRA VIANA20142017
RAYANE LACERDA VIEIRA DA SILVA20142017
RICARDO BORGES LEITE20142017
ROBERTA KEGLES CHIESA20132017
ROBERTA MATIAS PEREIRA20142017
SÍLVIA DE OLIVEIRA CAMARGO20132017
YAGO BORGES MOREIRA20142017
JÉSSICA CORRÊA PEREIRA20152018
JÚLIA DA SILVA WASIELESKI20152018
KÍMBERLLY MIKAELA KAPPENBERG20152018
LUCIANO ENGELKES COELHO20142018
MARIANA DE MORAES LEALDINO20152018
MARINA PEREIRA FAGUNDES20152018
NICOLE MENDIZABAL COLLARES20152018
RENATA MACHADO BORGES20152018
WILMA DE ARAÚJO SILVA20152018

(*) Conceitos de curso:

(**) Vagas e formas de ingresso:

  • A0 - Ampla concorrência;
  • L1 - Candidatos com renda familiar bruta per capita igual ou inferior a 1,5 salário mínimo que tenham cursado integralmente o ensino médio em escolas públicas (Lei nº 12.711/2012)
  • L2 - Candidatos autodeclarados pretos, pardos ou indígenas, com renda familiar bruta per capita igual ou inferior a 1,5 salário mínimo e que tenham cursado integralmente o ensino médio em escolas públicas (Lei nº 12.711/2012)
  • L5 - Candidatos que, independentemente da renda (art. 14, II, Portaria Normativa nº 18/2012), tenham cursado integralmente o ensino médio em escolas públicas (Lei nº 12.711/2012)
  • L6 - Candidatos autodeclarados pretos, pardos ou indígenas que, independentemente da renda (art. 14, II, Portaria Normativa nº 18/2012), tenham cursado integralmente o ensino médio em escolas públicas (Lei nº 12.711/2012)
  • L9 - Candidatos com deficiência que tenham renda familiar bruta per capita igual ou inferior a 1,5 salário mínimo e que tenham cursado integralmente o ensino médio em escolas públicas (Lei nº 12.711/2012)
  • L10 - Candidatos com deficiência autodeclarados pretos, pardos ou indígenas, que tenham renda familiar bruta per capita igual ou inferior a 1,5 salário mínimo e que tenham cursado integralmente o ensino médio em escolas públicas (Lei nº 12.711/2012
  • L13 - Candidatos com deficiência que, independentemente da renda (art. 14, II, Portaria Normativa nº 18/2012), tenham cursado integralmente o ensino médio em escolas públicas (Lei nº 12.711/2012)
  • L14 - Candidatos com deficiência autodeclarados pretos, pardos ou indígenas que, independentemente da renda (art. 14, II, Portaria Normativa nº 18/2012), tenham cursado integralmente o ensino médio em escolas públicas (Lei nº 12.711/2012)

Localização e contatos

Página gerada em 24/02/2019 00:19:22 (consulta levou 0.773601s)