Nome da Disciplina
HISTÓRIA DO JORNALISMO NO BRASIL
CÓDIGO
20000239
Carga Horária
60 horas
Atividade Complementar
Não
Periodicidade
Semestral
Unidade responsável
CRÉDITOS
4
CARGA HORÁRIA TEÓRICA
4
CARGA HORÁRIA OBRIGATÓRIA
4
FREQUÊNCIA APROVAÇÃO
75%

Ementa

História do Jornalismo no Brasil. A imprensa colonial e a imprensa da Independência. O jornalismo no Império. O jornalismo na República. O processo de consolidação da imprensa brasileira. O jornalismo no rádio e na TV. O controle da imprensa no Brasil: do período getulista à ditadura militar. Redemocratização e perspectivas do jornalismo brasileiro. Novos desafios ao jornalismo brasileiro. Controle social da mídia. Liberdade de imprensa.

Objetivos

Objetivo Geral:

- Proporcionar ao estudante uma visão do processo histórico que estruturou o jornalismo brasileiro desde o seu nascimento até os dias atuais.

 

Objetivos Específicos:

- Articular as transformações do jornalismo com processos econômicos e sociais.
- Observar diferentes propostas editoriais e jornalísticas, ao longo da história do jornalismo no Brasil.
- Estudar a história do jornalismo brasileiro, identificando suas diversas fases ao longo da história do Brasil;
- Identificar o reflexo das mudanças da história nacional no desenvolvimento do jornalismo;
- Identificar a evolução das propostas editoriais e jornalísticas no decorrer da história do jornalismo no Brasil.
- Promover a reflexão sobre a relação entre jornalismo e sociedade brasileira.

Conteúdo Programático

1. Relações entre imprensa e poder no Brasil.
2. Nascimento tardio da imprensa brasileira em relação à América Hispânica.
3. Proibição das prensas e folhas de notícias pré-1808.
4. O surgimento da imprensa no Brasil Colônia: Correio Brasiliense x Gazeta do Rio de Janeiro
5. Imprensa áulica, panfletária e artesanal.
6. Papel da imprensa na independência.
7. Desenvolvimento da imprensa durante o Primeiro Reinado.
1. D. Pedro I e a Censura.
2. Papel da imprensa na abdicação de D. Pedro I.
8. Imprensa brasileira durante a Regência e o Segundo Reinado
1. Papel da imprensa na Maioridade.
2. Suspensão da Censura sob D. Pedro II.
3. Imprensa dos coronéis, bacharéis e menestréis.
4. Dependência técnica e cultural da imprensa brasileira.
5. Jornalismo e desenvolvimento capitalista no Brasil
6. Papel da imprensa na proclamação da República.
9. Jornalismo brasileiro durante a República Velha, Tenentismo e Revolução de 30.
1. Imprensa das elites e imprensa dos trabalhadores.
2. Panorama da imprensa sob a censura do Estado Novo.
10. Imprensa brasileira na República Nova
1. Ascensão do império de Assis Chateaubriand (Associados).
2. Reformas do Diário Carioca e do Jornal do Brasil.
3. Transformações originadas pelo rádio e pela televisão.
4. Desenvolvimento da atividade profissional do jornalista no Brasil.
1. Constituição de um mercado de trabalho e ação política e social.
2. Das associações corporativas aos sindicatos profissionais.
11. Imprensa brasileira no Regime Militar e Redemocratização
1. Os jornalistas e o golpe de 1964: opções ideológicas e profissionais.
2. Jornalistas brasileiros exilados.
3. Panorama da imprensa sob a censura da Ditadura Militar.
4. Jornalistas brasileiros e resistência à (ou colaboração com a) Ditadura.
5. Criação dos cursos de Comunicação Social no Brasil.
6. Lei da Imprensa, regulamentação da profissão e exigência do diploma.
7. Ascensão do império de Roberto Marinho (Globo).
8. Movimentos sindicais e greves de jornalistas nos anos 1980.
9. A mídia e o processo de redemocratização: das Diretas às eleições de 1989.
10. Informatização das redações e mudança do perfil dos jornalistas brasileiros.
2. Evolução das propostas editoriais e jornalísticas no decorrer da história do jornalismo no Brasil.
2.1. Identificação das propostas editoriais e jornalísticas desde a chegada da família real ao país
2.2. Caracterização dessas propostas editoriais até a contemporaneidade
2.3. Estabelecimento da relação entre essas propostas e a realidade brasileira ao longo do período indicado

Bibliografia

Bibliografia Básica:

  • ABREU, Alzira Alves (org.). A imprensa em transição: o jornalismo brasileiro dos anos 50. Rio de Janeiro, FGV, 1996. ABREU, Alzira Alves (org.). Imprensa Brasileira – 1930/1990. Rio de Janeiro, FV/CPDPOC, 1991. BAHIA, Juarez. Jornal, História e Técnica: história da imprensa brasileira. São Paulo, Ática, 1990. BARBOSA, Marialva. Os Donos do Rio. Rio de Janeiro, Vício de Leitura, 2000. KOVACH, Bill; ROSENTIEL, Tom. Os Elementos do Jornalismo (o que os jornalistas devem saber e público exigir). São Paulo: Geração Editorial, 2003. MARQUES DE MELO, José. História Social da Imprensa - fatores sócio-culturais que retardaram a implantação da imprensa no Brasil. 2.ed. Porto Alegre: PUCRS, 2003. MARQUES DE MELO, José. Jornalismo Brasileiro. Rio Grande do Sul: sulina, 2003. LAGO, Claudia; ROMANCINI, Richard. História do jornalismo no Brasil. Florianópolis: Insular, 2007. SODRÉ, Nelson Werneck. História da Imprensa no Brasil. Rio de Janeiro: Mauad, 1999. TRAQUINA, Nelson. O estudo do Jornalismo no Século XX. São Leopoldo-RS: UNISINOS, 2003.

Bibliografia Complementar:

  • BRITTOS, Valério Cruz; BOLAÑO, César Ricardo Siqueira. Rede Globo, 40 anos de poder e hegemonia. São Paulo: Paulus, 2005. CARNEIRO, Glauco. Brasil, primeira: a história dos Diários Associados. Brasília, Fundação Assis Chateaubriand, 1999. CARTA, Mino. O Castelo de âmbar. Rio de Janeiro, Record, 2000. CASTRO, Moacir Werneck et al. A Última Hora de Samuel: nos tempos de Wainer. Rio de Janeiro, Edições ABI/COPIM. CONTI, Mário Sérgio. Notícias do Planalto. A Imprensa e Fernando Collor. São Paulo, Cia das Letras, 1999. COSTELA. Comunicação: do grito ao satélite. Ed. Mantiqueira: Campos do Jordão, 2002. DEFLEUR, Melvin L. Teorias da Comunicação de Massa. Trad. Octavio Alves Velho. RJ: Zahar, 2003. FERREIRA, Maria Nazareth. A imprensa operária no Brasil - 1880-1920. Petrópolis: Editora Vozes, 1978 FONSECA, Joaquim da. Caricatura, a imagem gráfica do humor. Porto Alegre, Artes e Ofícios, 1999. GOLDENSTEIN, Gisela. Do jornalismo político à indústria cultural. São Paulo, Summus, 1987. GOLDEFEDER, Miriam. Por trás das ondas da Rádio Nacional. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1980. GOULART, Silvana. Sob a verdade oficial: ideologia, propaganda e censura no Estado Novo. São Paulo: Marco Zero/CNPq, 1990. MELO, José Marques de (Org.). Imprensa Brasileira - Personagens que fizeram história. Vol. 1. São Paulo/Imprensa Oficial; São Bernardo do Campo/UMESP, 2005. MELO, José Marques de (Org.). Imprensa Brasileira - Personagens que fizeram história. Vol. 2. São Paulo/Imprensa Oficial; São Bernardo do Campo/UMESP, 2005. NETTO, Accioly. O Império de Papel. Os bastidores de O Cruzeiro. Porto Alegre: Editora Sulina, 1998. OLIVEIRA, Jayr Figueiredo. Tecnologias da Informação e da Comunicação. São Paulo: Erica, 2003. PEREGRINO, Nadja. O Cruzeiro: a revolução da fotorreportagem. Rio de Janeiro: Dazibao, 1991. REGO, Norma Pereira. Pasquim. Col. Arenas do Rio. Rio de Janeiro: Relume Dumará/Rioarte, 1996. RIZZINI, Carlos. O jornalismo antes da tipografia. São Paulo: Cia. Editora Na

Disciplinas Equivalentes

Disciplina Curso
HISTÓRIA DO JORNALISMO NO BRASIL Jornalismo (Bacharelado - Noturno)

Página gerada em 13/11/2019 08:02:45 (consulta levou 0.147519s)