Nome da Disciplina
FORMAÇÃO ECONÔMICA, SOCIAL E POLÍTICA DO BRASIL
CÓDIGO
10760022
Carga Horária
60 horas
Atividade Complementar
Não
Periodicidade
Semestral
Unidade responsável
CRÉDITOS
4
CARGA HORÁRIA TEÓRICA
4
CARGA HORÁRIA OBRIGATÓRIA
4
FREQUÊNCIA APROVAÇÃO
75%
NOTA MÉDIA APROVAÇÃO
7

Ementa

O império colonial português. A crise do sistema colonial e a formação do Estado nacional. A economia brasileira do século XIX. Os complexos agro-exportadores regionais. A economia cafeeira na República Velha. A crise de 29 e os mecanismos de superação.

Objetivos

Objetivo Geral:

Gerais: Propiciar ao aluno a oportunidade de fazer uma leitura crítica a partir dos conhecimentos de História, Teoria Econômica e da História Econômica Brasileira.

 

Objetivos Específicos:

Focalizar a formação econômica no período colonial;
Observar a característica da economia de agricultura tropical;
Estudar a característica da economia extrativista mineira;
Analisar a economia cafeeira e suas contribuições ao processo de industrialização.

Conteúdo Programático

Unidade I: Império colonial português (cap. 1 ao cap.6)
1.1. Expansão Comercial Portuguesa
1.2. Fatores do êxito da empresa agrícola
1.3. Razões de monopólio
1.4. Desarticulação do sistema
1.5. As colônias de povoamento do hemisfério norte
1.6. Consequências da penetração do açúcar nas Antilhas
Unidade II: A crise do sistema colonial e a formação do Estado Nacional (cap. 7 ao cap.12)
2.1. Encerramento da etapa colonial
2.2. Fluxo de renda e crescimento
2.2. Contração econômica e expansão territorial
Unidade III: Economia brasileira do século XIX (cap. 17 ao 22)
3.1. Passivo comercial, crise financeira e instabilidade política
3.2. Confronto com o desenvolvimento dos Estados Unidos
3.3. Declínio a longo prazo do nível de renda: primeira metade do século XX
Unidade IV: Complexos agro-exportadores regionais (cap. 8 ao 11)
4.1. Novo sistema político e administrativo na colônia
4.2. A mineração e a ocupação do centro-sul
4.3. A pecuária e o progresso do povoamento no nordeste
4.4. Incorporação do Rio Grande do Sul. Estabelecimento da Pecuária
Unidade V: Formação Política e social – Progresso Sociocultural (Parte III)
5.1. A urbanização caótica
5.2. Casse, cor e preconceito
5.3. Ordem versus progresso
Unidade VI: Economia Cafeeira na República Velha (cap.20 ao 27)
6.1. A gênese da economia cafeeira.
6.2. O problema da mão-de-obra
6.3. Fluxo de renda na economia do assalariado
6.4. A descentralização republicana e a formação de novos grupos
Unidade VII: A crise de 1929 e os mecanismos de superação (cap. 30 ao 36)
7.1. A crise da economia cafeeira
7.2. Os mecanismos de defesa e a crise de 1929
7.3. Deslocamento do centro dinâmico
7.4. O desequilíbrio externo e sua propagação
7.5. Reajustamento do coeficiente de importações

Bibliografia

Bibliografia Básica:

  • Furtado, C., Formação Econômica do Brasil. São Paulo, Ática, 1987. JÚNIOR, Caio Prado. História Econômica do Brasil. Brasiliense. 1976. MELLO, João Manuel C. O Capitalismo Tardio. Brasiliense. 1982. GIAMBIAGI, FABIO. BRASIL - RAIZES DO ATRASO Editora CAMPUS, 2007. GORENDER, Jacob. O escravismo colonial. Ática. 1978.

Turmas Ofertadas

Turma Período Vagas Matriculados Curso / Horários Professores
T1 2019 / 2 35 29 Ciências Econômicas (Bacharelado - Noturno)
Horários
ManhãTardeNoite
SEG19:00 - 19:50
19:50 - 20:40
20:40 - 21:30
21:30 - 22:20
WILLIAM SOUZA CANCADO
Professor responsável pela turma

Disciplinas Equivalentes

Disciplina Curso
FORMAÇÃO ECONÔMICA DO BRASIL Ciências Econômicas (Bacharelado - Noturno)

Página gerada em 14/11/2019 04:26:01 (consulta levou 0.606048s)