Nome da Disciplina
ECOFISIOLOGIA DA PRODUÇÃO DE SEMENTES
CÓDIGO
01210035
Carga Horária
60 horas
Atividade Complementar
Não
Periodicidade
Semestral
Modalidade
PRESENCIAL
Unidade responsável
CARGA HORÁRIA OBRIGATÓRIA
4
CARGA HORÁRIA PRÁTICA
2
CARGA HORÁRIA TEÓRICA
2
CRÉDITOS
4
FREQUÊNCIA APROVAÇÃO
75%
NOTA MÉDIA APROVAÇÃO
7

Ementa

Energia, ambiente e desempenho de plantas produtoras de sementes; ambiente, desenvolvimento de plantas e de sementes; morfologia, mecanismos fotossintéticos, rotas de carbono; regulação de mecanismo fotossintético, princípios de análise de crescimento e partição de assimilados; assimilação de reservas e germinação; ambiente, qualidade de sementes e deterioração; respostas ecofisiológicas de plantas sob ambiente de cultivo ou sob condições adversas e sua relação com a pós colheita de sementes e desempenho de sementes e plantas. Semente, plantabilidade, ecofisiologia do estabelecimento e desenvolvimento, ecofisiologia de plantas e lavouras.

Objetivos

Objetivo Geral:

Desenvolver no aluno senso crítico e capacidade de correlacionar diferentes fatores ecofisiológicos com aspectos fitotécnicos da qualidade de um lote de sementes, pós-colheita e ao desempenho de cultivos agrícolas

Conteúdo Programático

ENERGIA, AMBIENTE E DESEMPENHO DE PLANTAS
Conceitos de ecologia. Conceitos de nutrição mineral, hormônios e reguladores de crescimento. Radiação: quantidade e qualidade do espectro luminoso. Energia e ambiente. Interceptação de energia radiante. Produtividade em agroecossistemas.
Produção potencial. Expressão do vigor a campo.
AMBIENTE, DESENVOLVIMENTO DE PLANTAS E SEMENTES
Conceitos básicos
Crescimento, desenvolvimento e comportamento hormonal.
Florescimento.
Desenvolvimento do embrião e endosperma.
Composição química de sementes e ambiente.
Processo de desenvolvimento de sementes.
Mecanismos de fixação de carbono e influencia ambiental.
Membranas e vigor de sementes.
Vigor e características de crescimento inicial.
Desempenho de crescimento, respostas no desenvolvimento e qualidade de sementes.
Mecanismos fotossintéticos e assimilação de carbono.
Regulação da fotossíntese e partição de assimilados.
Crescimento e partição de assimilados x nutrição mineral.
Crescimento e partição de assimilados x ambiente x déficit hídrico.
AMBIENTE: ASSIMILAÇÃO DE RESERVAS E GERMINAÇÃO
Fertilidade do solo.
Disponibilidade hídrica.
Temperatura.
Luminosidade.
Posição da semente na planta.
Processo de germinação.
AMBIENTE DE CULTIVO: QUALIDADE DE SEMENTES X DETERIORAÇÃO
Ambiente de cultivo, deterioração e vigor de sementes e plantas.
Causas da deterioração.
Manifestações fisiológicas da deterioração.
Condições climáticas na maturação.
Associação entre manifestações fisiológicas, pós-colheita de sementes e desempenho de plantas.
RESPOSTAS ECOFISIOLÓGICAS E PRODUTIVAS DE PLANTAS SOB AMBIENTE DE
CULTIVO OU SOB CONDIÇÕES ADVERSAS
Baixas temperaturas.
Déficit hídrico.
Alagamento do solo.
Altas temperaturas.
Vigor e desempenho de plantas.
Praticas culturais, crescimento e desenvolvimento de plantas.
Praticas culturais versus respostas ecofisiológicas e de produtividade.
Competição inter e intra-específica versus crescimento, desenvolvimento e produtividade de
plantas.
Posicionamento de cultivares.
Sementes/plantabilidade; ecofisiologia do estabelecimento/desenvolvimento; ecofisiologia de
plantas e lavouras( arquitetura de folhas e plantas).

Bibliografia

Bibliografia Básica:

  • TAIZ, L.; ZEIGER, E. Fisiologia Vegetal. Porto Alegre: Artmed. 5a ed. 2013. 820p.

Bibliografia Complementar:

  • BEWLEY, J.D.; BRADFORD, K.J.; HILHORST, H.W.M.; NONOGAKI, H. Seeds: Physiology of Development, Germination and Dormancy. 2012. 445p. CASTRO, P.R.C.; KLUGE, R.; SESTARI, I. Manual de fisiologia vegetal: fisiologia de cultivos. Piracicaba: Ceres, 2008. 864 p. CUTLER, D.F.; BOTHA, T.; TEVENSON, D.W. Anatomia Vegetal: uma abordagem aplicada. Porto Alegre: Artmed, 2011. 304p. FERNNER, N. (Ed.). Seeds – The ecology of regeneration in plant communities. CAB Internacional, 1992. 373 p. FERREIRA, A.G.; BORGHETTI, F. Germinação: do básico ao aplicado. Porto Alegre: Artmed, 2004, 321 p. LARCHER, W. Ecofisiologia vegetal. São Carlos: Rima Artes e Textos, 531p. 2000. LEVITT, J. Responses of plants to enviromental stresses. Orlando: Academic Press, 1980, 497 p. MARCOS FILHO, J. Fisiologia de sementes de plantas cultivadas. Piracicaba: Fealq, 2005. 495 p. MALAVOLTA, E. Manual de nutrição mineral de plantas. Piracicaba: Ceres, 2006. 631p.

Turmas Ofertadas

Turma Período Vagas Matriculados Curso / Horários Professores
M1 2019 / 2 20 15 Agronomia (Bacharelado)
Horários
ManhãTardeNoite
QUA08:00 - 08:50
08:50 - 09:40
10:00 - 10:50
10:50 - 11:40
TIAGO ZANATTA AUMONDE
Professor responsável pela turma

Disciplinas Equivalentes

Disciplina Curso
ECOFISIOLOGIA DA PRODUÇÃO DE SEMENTES Agronomia (Bacharelado)

Página gerada em 17/10/2019 07:42:40 (consulta levou 0.193385s)