Nome da Atividade
METODOLOGIA COMPUTACIONAL NO ENSINO DE FÍSICA A
CÓDIGO
11090086
Carga Horária
60 horas
Tipo de Atividade
DISCIPLINA
Periodicidade
Semestral
Modalidade
POR CONTEÚDO
Unidade responsável
CARGA HORÁRIA PRÁTICA
3
CARGA HORÁRIA OBRIGATÓRIA
4
CARGA HORÁRIA TEÓRICA
1
CRÉDITOS
4
FREQUÊNCIA APROVAÇÃO
75%
Aprovado, Reprovado, Infrequente, Dispensado,
Trancamento

Ementa

Modelagem de sistemas físicos no computador: potencialidades, uso e
produção. Disponibilização de recursos computacionais didático-pedagógicos no ensino
de Física através da internet, associados ao tema estruturador do estudo dos
movimentos.

Objetivos

Objetivo Geral:

A disciplina visa apresentar ao aluno as potencialidades do uso
de recursos computacionais didáticos no Ensino de Física, dentro do tema estruturador do
estudo dos movimentos, não só do ponto de vista do uso desses recursos, mas também
da sua produção e divulgação através da cultura de colaboração da internet

Conteúdo Programático

1. Modelagem de sistemas físicos no computador: potencialidades e uso
 Solução de um problema físico no computador: formulação do modelo teórico e
computacional, identificação de limitações e potencialidades de uso.
 Análise de softwares livres para modelagem: Modellus, Physlets e Easy Java
Simulations.
2. Modelagem de sistemas físicos no computador: produção
 Introdução à lógica de programação: o algoritmo computacional.
 Noções de linguagem de programação: Python, Java e JavaScript.
 A interface gráfica numa modelagem computacional: características, elaboração e
uso.
3. Disponibilização de recursos computacionais didáticos no Ensino de Física
através da internet
 Recursos educacionais abertos: filosofia da cultura de colaboração.
 Características da publicação online: ética, qualidade gráfica e técnica.
 Divulgação na internet: elementos de HTML, produção de hipertextos de conteúdo
didático-pedagógicos de Física para o Ensino Básico.

Bibliografia

Bibliografia Básica:

  • MENEZES, N. N. C. Introdução à programação com Python: algoritmos e lógica de programação para iniciantes. 2. ed. São Paulo: Novatec, 2010. 328 p.
  • TERUEL, E. C. HTML 5: guia prático. São Paulo: Editora Érica. 2014. 336 p. recurso online.
  • CARVALHO, P. S.; BRIOSA, E. P.; CHRISTIAN, W. BELLONI, M.; COSTA, M. F.; DUARTE, A. Física em Physlets: Ilustrações, Explorações e Problemas para um Ensino Interativo em Física Introdutória. EbookKindle. 2014. 1113 p
  • ANDRADE, M. E. Simulação e modelagem computacional com o software Modellus: aplicações práticas para o ensino de física. São Paulo: Editora Livraria da Física. 2016. 130 p.
  • ESQUEMBRE, F. EJS Home Page. Disponível em: https://www.um.es/fem/EjsWiki/. Acesso em: 23 ago. 2019

Bibliografia Complementar:

  • CORMEN, T. H.; LEISERSON, C. R.; RIVEST, R. L. e STEIN, C. Algoritmos: teoria e prática. 3rd. ed. Rio de Janeiro: Elsevier. 2012. 926 p.
  • FLANAGAN, D. JavaScript: o guia definitivo. Porto Alegre: Bookman. 2014. recurso online
  • PERKOVIC, Ljubomir. Introdução à computação usando Python: um foco no desenvolvimento de aplicações. Rio de Janeiro: LTC. 2016. recurso online.
  • ESQUEMBRE, F. Creación de simulacionesinteractivasen Java: aplicación a laensenanza de la Física. Madrid: Pearson Educación. 2005. 330 p.
  • MEDEIROS, A.; MEDEIROS, C. F. Possibilidades e limitações das simulações computacionais no Ensino de Física. Revista Brasileira de Ensino de Física. Vol. 24, n. 2, Junho, 2002

Página gerada em 27/01/2021 04:59:32 (consulta levou 0.097104s)