Nome da Disciplina
EXTENSÃO RURAL
CÓDIGO
0180034
Carga Horária
51 horas
Atividade Complementar
Não
Periodicidade
Semestral
Unidade responsável
CRÉDITOS
3
CARGA HORÁRIA TEÓRICA
2
CARGA HORÁRIA PRÁTICA
1
CARGA HORÁRIA OBRIGATÓRIA
3
FREQUÊNCIA APROVAÇÃO
75%
NOTA MÉDIA APROVAÇÃO
7

Ementa

A Realidade da Agricultura Brasileira, a Questão Tecnológica na Agricultura, a Extensão Rural no Brasil, Comunicação Rural, Planejamento e Metodologia em Extensão Rural, Organização da População Rural, Novos Paradigmas para a Agricultura e para a Extensão Rural

Objetivos

Objetivo Geral:

Proporcionar condições para que os alunos possam atuar de forma consciente, crítica e criativa no desenvolvimento do meio rural e da sociedade como um todo, levando em consideração as dimensões culturais, sociais, ambientais, políticas e econômicas da realidade brasileira.

 

Objetivos Específicos:

- Analisar o papel da Extensão Rural no processo de desenvolvimento da agropecuária brasileira e suas relações com os demais instrumentos de Política Agrícola do Estado. Estudar os modelos teóricos de difusão e adoção de tecnologia. As questões relacionadas à comunicação; metodologia e planejamento em Extensão Rural.
- Estudar os desafios e os novos paradigmas para o desenvolvimento da agropecuária; desenvolvimento rural sustentável, agropecuária familiar; agroecologia. Enfoque sistêmico e construtivismo no processo de participação, produção e organização rural.
- Proporcionar: através de seminários, debates, programas de rádio, cartas circulares, etc.; condições para, que os alunos “exercitem as diversas formas de expressão”, fundamentais num trabalho de Extensão Rural. Através de excursões e dias de campo, estabelecer uma aproximação com o meio rural.

Conteúdo Programático

I A REALIDADE DA AGRICULTURA E DO RURAL NO BRASIL
1.1.O modelo de desenvolvimento brasileiro e suas implicações para a agricultura e o desenvolvimento rural
1.2. Concepções de desenvolvimento rural e da agricultura no Brasil
1.3. A questão agrária: formas clássicas e contemporâneas
1.4. A modernização da agropecuária brasileira enquanto projeto de desenvolvimento para o Brasil rural
1.5. Os impactos da modernização agropecuária brasileira: elementos para análise
1.6. As perspectivas da agropecuária brasileira: enfoques, dinâmicas e proposições

II A QUESTÃO TECNOLÓGICA NA AGRICULTURA
2.1. Considerações sobre a Pesquisa Agropecuária
2.2. A Tecnologia Agropecuária e os produtores rurais
2.3. As Biotecnologias agrícolas e os desafios da sustentabilidade

III A CONTEXTUALIZAÇÃO DA EXTENSÃO RURAL NO BRASIL
3.1. Origens e Histórico da Extensão Rural no Brasil
3.2.Modelos Orientadores da Ação Extensionista: modelo clássico e modelo difusionista-inovador
3.3. Modelos Contemporâneos Orientadores da Extensão Rural

IV COMUNICAÇÃO RURAL
4.1.O processo de comunicação e sua importância
4.2. O modelo clássico de comunicação rural
4.3. A nova concepção crítica do modelo de comunicação rural

V METODOLOGIA EM EXTENSÃO RURAL
5.1. O método e sua importância
5.2. Métodos de comunicação e métodos de Extensão Rural
5.3. Métodos em Extensão Rural: classificação, características, uso, limitações.

VI PLANEJAMENTO EM EXTENSÃO RURAL
6.1. Importância e princípios básicos do planejamento
6.2. Planejamento participativo

VII ENFOQUES CONTEMPORÂNEOS EM EXTENSÃO RURAL
7.1. Extensão Rural e Pobreza Rural
7.2. Extensão Rural e Segurança Alimentar
7.3 Extensão Rural e as novas formas de ocupação na agricultura: pluriatividade e multifuncionalidade
7.4 Extensão Rural e Desenvolvimento Rural Sustentável
7.5 Extensão Rural e a Nova Política Nacional de Assistência Técnica e Extensão Rural (PNATER).

Bibliografia

Bibliografia Básica:

  • AGUIAR, Ronaldo C. Abrindo o Pacote Tecnológico: Estado e Pesquisa Agropecuária no Brasil. Ed. Polis/CNPq, 1986.
  • ALTIERI, Miguel. Agroeologia: a dinâmica produtiva da agricultura sustentável. Porto Alegre – RS, Ed. Da UFRGS, 1998. 110p.
  • BENEYTO, Juan. Informação e Sociedade: os mecanismos sociais da atividade informativa. Tradução de Maria de Lurdes Allan), Petrópolis, Vozes, 1974. 208 p.
  • BERLO, David Kenneth. O processo da comunicação: Introdução à teoria e à prática. Tradução de Jorge Arnaldo Fortes). São Paulo, Martins Fontes, 1979. 295 p.
  • CARVALHO, Horácio Martins de. A tecnologia agrícola e o pequeno produtor rural. Paraná, 1986. 42 p.
  • CARVALHO, Horácio Martins de. Introdução à teoria do planejamento. São Paulo, Brasiliense, 1979. 176 p

Bibliografia Complementar:

  • BIASI, Antonio Carlos Ferrare. Métodos e meios de comunicação para Extensão Rural. 1º vol. Curitiba, ACARPA, 1978.
  • BORDANAVE, Juan E.D. O que é Comunicação Rural. Ed. Bras. SP, 1983.
  • BORDANAVE, Juan E.D. O que é participação. SP ed. Brasiliense, 1983.
  • BORDANAVE, Juan E.D. A Transferência de tecnologia e o pequeno agricultor. IICA/Brasil, Série Publicações Miscelâneas nº 213. 1980. 119 p.
  • BRUM, Argemiro Jacob. O desenvolvimento econômico brasileiro. 2 ed. Rio de Janeiro, Vozes, 1982. 220 p.
  • CASTRO, Josué de. Geografia da Fome. São Paulo, Brasiliense, 1957
  • CÉSAR, Paulo Bastos. A política agrícola e a produção de alimentos no Brasil. Boletim do Grupo de Conjuntura. Rio de Janeiro, CPDA/EIAP/FGV, 1980.
  • DIAS, Cleimon E. A. Espaço de conflito e permanência das agências de estado: O exemplo da Extensão Rural em Santa Catarina. Tese de Mestrado. 97 p.
  • UFRRJ/CPDA. Rio de Janeiro/RS, dezembro de 1990 EHLER, Eduardo. Agricultura sustentável: Origens e perspectivas de um novo paradigma. Guaíba/RS, Ed. Agropecuária Ltda., 1999. 157 p
  • EMATER, Seminário de Extensão Rural: Enfoque participativo. Porto Alegre. EMATER/RS. 1987. 52 p.
  • EMBRATER. A comunicação na Extensão Rural: Fundamentação e diretrizes operacionais. Brasília. 1987. 52 p.
  • FONSECA, Maria Tereza Lousa da. A Extensão Rural no Brasil, um projeto educativo para o capital. São Paulo, Ed. Loyola, Coleção popular nº 3, 1985. 192 p.
  • FREIRE, Paulo. Extensão ou Comunicação? 4 ed., Rio de Janeiro, Paz e Terra, 1979. 93 p.
  • FREIRE, Paulo. Educação como Prática da Liberdade. Rio de Janeiro, Paz e Terra, 1967. 150 p.

Turmas Ofertadas

Turma Período Vagas Matriculados Curso / Horários Professores
M2 2018 / 2 40 16 Medicina Veterinária (Bacharelado)
Horários
ManhãTardeNoite
SEX14:00 - 14:50
14:50 - 15:40
16:00 - 16:50
NADIA VELLEDA CALDAS
Professor responsável pela turma

FLAVIO SACCO DOS ANJOS
Professor Regente

DECIO SOUZA COTRIM
Professor Regente

FERNANDA NOVO DA SILVA
Professor Regente

M3 2018 / 2 46 46 Medicina Veterinária (Bacharelado)
Horários
ManhãTardeNoite
TER18:50 - 19:40
19:40 - 20:30
20:30 - 21:20
DECIO SOUZA COTRIM
Professor responsável pela turma

FLAVIO SACCO DOS ANJOS
Professor Regente

NADIA VELLEDA CALDAS
Professor Regente

M1 2018 / 2 40 13 Zootecnia (Bacharelado)
Horários
ManhãTardeNoite
TER14:00 - 14:50
14:50 - 15:40
16:00 - 16:50
NADIA VELLEDA CALDAS
Professor responsável pela turma

FLAVIO SACCO DOS ANJOS
Professor Regente

DECIO SOUZA COTRIM
Professor Regente

FERNANDA NOVO DA SILVA
Professor Regente

Página gerada em 12/12/2018 08:45:52 (consulta levou 0.101021s)