Nome da Atividade
CLÍNICA MÉDICA I
CÓDIGO
07420018
Carga Horária
2880 horas
Tipo de Atividade
DISCIPLINA
Periodicidade
Anual
Modalidade
PRESENCIAL
Unidade responsável
FREQUÊNCIA APROVAÇÃO
75%
CARGA HORÁRIA PRÁTICA
1296
CARGA HORÁRIA OBRIGATÓRIA
1440
CARGA HORÁRIA TEÓRICA
144

Ementa

Aprofundar progressivamente conhecimento, conceitos e técnicas na prevenção, manejo e reabilitação em saúde, desenvolvendo o raciocínio clínico com base nas melhores evidências científicas da literatura médica estimulando a autoaprendizagem.
Desenvolver e aprimorar capacidade didática junto aos alunos e aos demais residentes, por meio de orientação na elaboração de anamnese e exame clínico de pacientes internados, preparação e discussões de casos clínicos.
Criar a aprimorar habilidades no manejo de terapêuticas medicamentosas e não medicamentosas, aprimorando técnicas de procedimentos invasivos da competência do Clínico Generalista.
Ao final do programa o residente deverá estar capacitado ao diagnóstico e manejo das patologias mais prevalentes, estando apto para discutir opções terapêuticas, solicitação e interpretação de maneira adequada de exames laboratoriais e de apoio diagnóstico, além de ser capaz de compatibilizar ações médicas com as atividades de promoção, proteção, recuperação e reabilitação de saúde.

Objetivos

Objetivo Geral:

Aprimorar competências técnico-assistenciais-científicas no âmbito da Clínica Médica nos três níveis de atenção à saúde, nos setores de atendimento ambulatorial, enfermaria de internação clínica, unidades de emergência e de cuidados intensivos, por meio da assistência direta ao paciente, sob supervisão contínua de Médicos Preceptores e Professores, com responsabilidade crescente

Conteúdo Programático

Habilidades desenvolvidas ao término do R1
1. Formular hipóteses para o diagnóstico e diagnósticos diferenciais das principais patologias clínicas, indicando os exames complementares pertinentes e a terapêutica;
2. Interpretar exames laboratoriais e de imagem pertinentes às principais patologias clínicas;
3. Conhecer as potenciais complicações dos tratamentos instituídos;
4. Realizar a prescrição do plano terapêutico, informado e aceito pelo paciente e/ou seu responsável legal;
5. Acompanhar o paciente da internação até a alta hospitalar, produzir relatório específico para continuidade terapêutica e seguimento clínico;
6. Valorizar o Sistema Público de Saúde, suas propriedades e possibilidades, consciente dos mecanismos utilizados para concessão de medicamentos para os pacientes de acordo com as normas vigentes;
7. Demonstrar cuidado e respeito na interação com os pacientes e familiares, considerando valores e crenças;
8. Avaliar e praticar os conceitos fundamentais da ética médica, analisando os aspectos médico-legais envolvidos no exercício da prática médica;
9. Obter o consentimento livre e esclarecido do paciente ou familiar em caso de impossibilidade do paciente, após explicação simples, em linguagem apropriada para o entendimento sobre os procedimentos a serem realizados, suas indicações e complicações;
10. Estabelecer relação respeitosa com demais médicos e equipe multiprofissional, além dos demais funcionários da Instituição;
11. Elaborar prontuário médico legível para cada paciente, contendo os dados clínicos para a condução do caso, preenchido em cada avaliação em ordem cronológica, com data, hora, assinatura e número de registro no Conselho Regional de Medicina e mantê-lo atualizado;

Bibliografia

Bibliografia Básica:

  • 1. JAMESON,J. L. et al. Medicina interna de Harrison. 20. ed. Porto Alegre: AMGH, 2020. 2 v. 2. http://www.uptodate.com

Página gerada em 05/12/2022 00:44:11 (consulta levou 0.054339s)