Nome do Projeto
Elaboração de material didático voltado à melhoria do processo ensino/aprendizagem nas aulas práticas e teóricas das disciplinas de Anatomia do Desenvolvimento (Embriologia) ministradas aos Cursos de Graduação da UFPEL
Ênfase
ENSINO
Data inicial - Data final
31/12/2013 - 31/12/2015
Unidade de Origem
Área CNPq
Ciências Biológicas - Morfologia - Embriologia
Resumo
O Departamento de Morfologia, do Instituto de Biologia tem entre suas finalidades ofertar disciplinas para os Cursos de Graduação de Odontologia, Medicina, Educação Física, Nutrição, Enfermagem, Ciências Biológicas – Bacharelado e Licenciatura, Zootecnia, Medicina Veterinária, Terapia Ocupacional e Farmácia e também para a Pós-Graduação em Cirurgia e Traumatologia Buco-Maxilo-Facial (FO), Endodontia (FO), Residências Médicas (FM), Medicina Veterinária (FMV), Biotecnologia (CBTec) e outros. Na graduação semestralmente são ofertadas cerca de 1700 vagas em 42 disciplinas, de Anatomia Humana, Anatomia dos Animais Domésticos de Produção e Silvestres, Biologia Celular, Histologia e Anatomia do Desenvolvimento. Nesse contexto o corpo docente do Departamento está subdividido em três grandes áreas, a saber: 1) Anatomia Humana; 2) Anatomia dos Animais Domésticos, de Produção e Silvestres e 3) Biologia Celular (Citologia), Histologia e Anatomia do Desenvolvimento (Embriologia). A disciplina de Anatomia do Desenvolvimento, exceto no Curso de Ciências Biológicas – Bacharelado e Licenciatura, até recentemente esteve integrada às disciplinas de Histologia Geral como um capítulo extra de seus conteúdos. No caso do Curso de Ciências Biológicas, devida sua reformulação curricular decorrente da divisão em Bacharelado e Licenciatura, essa disciplina passou a ser ofertada separada da de Histologia com três créditos teóricos (3-0-0). Recentemente com a implantação REUNI na UFPEL e com a reformulação dos Currículos da maioria dos Cursos de Graduação, a disciplina passou a ser integrante da grade curricular dos Cursos de Zootecnia (REUNI) e de Medicina (Revisão Curricular) sendo ofertada através de dois créditos teóricos e um prático (2-0-1). Nessa mesma direção o novo Projeto Pedagógico do Curso de Ciências Biológicas também realizou essa alteração da oferta de créditos (2-0-1) e colocou a disciplina sozinha no último semestre do Curso para realizar o fechamento da Grade Curricular. Essa mudança na oferta da disciplina, não só expandiu o número de horas ofertadas e a demanda docente como passou a exigir a necessidade de laboratório prático e novos materiais didáticos. Nas aulas práticas são necessários de dois a três docentes, de acordo com a quantidade de alunos em sala de aula, sendo utilizados os Laboratórios Didáticos de Microscopia e também o Laboratório Anatômico do Departamento de Morfologia. Outro fator que também foi alterado é o modo de apresentação da disciplina, enfocado em cada Curso de Graduação, ou seja: 1) Anatomia do Desenvolvimento Comparada aos Animais de Produção para o Curso de Zootecnia; 2) Anatomia do Desenvolvimento Humana para o Curso de Medicina; e Farmácia 3) Anatomia do Desenvolvimento Comparada de vertebrados e invertebrados para os Cursos de Ciências Biológicas Bacharelado e Licenciatura. A demanda atual criou necessidades de infra-estruturas para que as disciplinas possam ser ministradas e está abrindo campos para que sejam ofertadas novas disciplinas com diferentes enfoques, já que no momento não são abordados campos dessa área do conhecimento, como Genético/Molecular, Evolutivo e de Modelos matemáticos e computacionais. Dentre esses ramos a expansão dos estudos de modelos biológicos experimentais, de animais transgênicos, da utilização de células tronco adultas e embrionárias, entre outros aspectos, exige a implementação de práticas nas disciplinas atuais e da expansão para a Anatomia do Desenvolvimento Molecular em todos os campos de sua utilização.

Objetivo Geral

1- Preparar recursos didáticos para utilização em aulas práticas e teóricas das disciplinas de Anatomia do Desenvolvimento (Embriologia) ministradas pelo Departamento de Morfologia qualificando o ensino ministrado.

Justificativa

Atendimento às demandas decorrentes da implantação da expansão de vagas e Cursos de Graduação no Ensino Superior através de ações oriundas do Programa REUNI na UFPEL.
1) A oferta da disciplina de Anatomia do Desenvolvimento aos Cursos de Graduação de Medicina e Ciências Biológicas – Bacharelado e Licenciatura decorrente de sua reformulação dos seus Projetos Pedagógicos e a oferta ao novo Curso de Graduação em Zootecnia, determinaram a criação de quatro (04) novas disciplinas com cerca de duzentas vagas (200) discentes.
2) O caráter teórico-prático das disciplinas e sua diversidade voltada a humanos e animais de produção, domésticos e silvestres exigem uma infraestrutura laboratorial adequada a essa demanda, incluindo a readaptação e a expansão das infraestruturas existentes.
3) O aumento do número de alunos em sala de aula prática torna necessárias a expansão dos recursos humanos e mesmo sua readequação a essa nova realidade;
4) Por fim a revitalização de recursos didáticos para aulas teóricas e práticas e a expansão dos mesmos requer uma ação direcionada para o atendimento dessa nova demanda, justificando a proposição desse projeto dentro do quadro circunstancial apresentado nas considerações iniciais.

Reestruturação curricular e abertura de novas atividades complementares e curriculares obrigatórias para a integralização curricular nos Cursos de Graduação da UFPEL, em especial, Medicina, Zootecnia, Farmácia e Ciências Biológicas.

Neste momento os Cursos de Graduação citados atendendo suas metas, suas ações Pedagógicas e a oferta expandida de vagas decorrente do REUNI, estão estruturando distintas linhas de formação específicas (itinerários alternativos e obrigatórios) seja na área humana ou na de animais de produção, domésticos e silvestres. A disciplina de Anatomia do Desenvolvimento nesse contexto serve não só como uma oferta de itinerário diferenciado, mas, como um elo para o ensino e a pesquisa, uma vez que, na UFPEL existem grupos estruturados que atuam em pesquisa e extensão nessa área específica e necessitam do suporte dos conhecimentos ministrados no Ensino de Graduação e Pós-Graduação nessa área. Desse modo a disciplina moderniza e dinamiza a grade curricular e seus itinerários nos Cursos citados e, através das vagas excedentes ofertadas como disciplinas optativas, oportuniza o acesso a outros discentes de distintas áreas para construção desse saber.

Ampliação da área de ensino, pesquisa, extensão e de estágios curriculares obrigatórios ou facultativos para os Cursos de Graduação e Pós-Graduação da UFPEL –
Para a elaboração de materiais didáticos deverá haver uma integração da equipe de trabalho do projeto lotada no Departamento de Morfologia com outros profissionais de outros Órgãos e Unidades da UFPEL e mesmo fora dela, uma vez que, devido a Legislação vigente e a natureza dos materiais didáticos para as práticas em questão que exigem a coleta de fetos e embriões ou mesmo gametas humanos e de animais domésticos, de produção e silvestres. Nesse sentido não haverá nenhum tipo de experimentação, mas, sim, a requisição de produtos de abortamentos, resíduos de pesquisas científicas com gametas e embriões, entre outros, determinando a integração com as equipes que atuam na área, entre elas, a título de exemplo, o NURFS-CETAS/UFPEL, Abatedouros de Animais de Produção, Estação de Piscicultura, Departamento de Zoologia, HCV/FV, CRAM, entre outros;

Formação de recursos humanos na área de Anatomia do Desenvolvimento voltada à demanda de mercado futuro -

As grades curriculares dos Cursos de Ciências Biológicas – Bacharelado e Licenciatura, Medicina, Farmácia e Zootecnia no seu componente obrigatório, dentro das respectivas competências profissionais no presente momento, passaram a apresentar espaços específicos para a formação de recursos humanos para atuar na área de Anatomia do Desenvolvimento e a preparação de materiais didáticos servirá para qualificar essa oferta. .A própria realização desse projeto também oportunizará ao discente sua qualificação profissional e abrirá espaços para a proposição de projetos de pesquisa, de extensão e prestação de serviços pela área de Anatomia do Desenvolvimento do Departamento de Morfologia. Esse quadro não só qualificará a oferta dos serviços prestados (Ensino, Pesquisa, Extensão e Prestação de Serviços), como oportunizará sua expansão qualitativa e quantitativa.

Preparação de infraestruturas, recursos humanos e demais aspectos concernentes a oferta de curso, disciplinas, estágios que visem a formação, reciclagem e aperfeiçoamento de recursos humanos para atuar na área de Anatomia do Desenvolvimento.

As experiências vividas no processo de ensino-aprendizagem durante a preparação dos recursos didáticos permitirão a qualificação dos recursos humanos e de infraestrutruras em geral para a oferta sistemática de novas oportunidades de formação regular e continuada não só para os acadêmicos dos cursos implicados, mas também para a comunidade em geral sob a forma de práticas de ensino e extensão universitária.

Relevância do assunto e disponibilidade dos benefícios técnicos de todas as Unidades de apoio ao NURFS-CETAS/UFPEL.
Faz-se impar ressaltar que os recursos técnicos existentes no Departamento de Morfologia e seus parceiros nesse projeto permitirão sua execução e concretização. O custeio dessas ações não exigirá recursos adicionais aos disponíveis no Departamento de Morfologia, permitindo, desse modo, a execução dessa atividade de forma racionalizada, com bônus na formação discente da UFPEL e atendimento às necessidades atuais e futuras na área de Anatomia do Desenvolvimento.

O contexto apresentado acima e as metas propostas pela equipe nesse cenário, justificam e contextualizam a proposição do presente projeto para o Ensino.

Metodologia

Inicialmente após a elaboração e aprovação do projeto de acordo com as normas vigentes na UFPEL (Resolução 01/08-COCEPE), será realizado o levantamento e o inventário dos atuais recursos disponibilizados ao ensino teórico e prático de Anatomia do Desenvolvimento. Esse inventário será registrado, catalogado, fotografado e descrito de forma pormenorizada a fim de identificar elementos a serem reforçados e deficientes. De posse desse inventário inicial, será realizado o planejamento das atividades incluindo:
1) Recuperação de material em estágio precário ou em situação de deterioração, com possibilidade de reprodução para gerar novos materiais ou descarte definitivo;
2) Revisão de literatura e busca de novos recursos para elaboração de Termo de Referência e pedido de aquisição través do REUNI de materiais deficitários ou inovadores (vídeos, modelos, DVDs, etc.).
3) Elaboração de memorial descritivo do material existente e de sua aplicação didática nas aulas de AD.
4) Elaboração de roteiro de aulas práticas similar ao existente nas disciplinas de Biologia Celular e Histologia ofertadas pelo Departamento de Morfologia.
5) Estudo de possibilidade de integração com docentes e discentes das áreas de Cinema e Design Gráfico para elaboração de vídeos didáticos com os materiais disponíveis e adquiridos pelo Departamento de Morfologia para o ensino de AD. Nessa perspectiva a elaboração de produtos em “CAD” e “FASH” para modernizar e dinamizar o Ensino de AD.
6) Estudo e projeção de uma página para as disciplinas a ser elaborada através de projeto de extensão após a conclusão das etapas anteriores.
7) Busca e coleta de novos materiais através de solicitações aos Hospitais (material humano), HCV (maternal animal doméstico), Frigoríficos (animais de produção), Zootecnia e Piscicultura (animais de produção – peixes em especial), NURFS-CETAS e CRAM (animais silvestres) que contemplem os conteúdos ministrados em AD e que possam servir para aulas práticas permanentes após fixação e/ou laminação histológica.
8) Coleta de informações disponibilizadas na rede de informações mundiais eletrônica e de contatos para o estabelecimento de parcerias para discussões técnicas sobre AD, intercâmbio de informações e materiais e mesmo de recursos humanos, estabelecendo uma rede dinâmica de comunicação e facilitando o acesso a tecnologias e informações que melhorem a qualidade do ensino ministrado na AD da UFPEL.
9) Levantamento geral de bibliografias existentes sobre AD básica, aplicada e avançada atual e contemporizada no idioma português e em outros idiomas de fácil acesso e difusão. O levantamento também será realizado nas bibliotecas da UFPEL para verificação da situação de atualização, disponibilização e acesso as bibliografias disponíveis e registro de possíveis deficiências de títulos e de número de volumes por títulos.
10) Encaminhamento de pedido de aquisição de títulos fundamentais a Divisão de Bibliotecas e mesmo de acesso a periódicos para atender as demandas decorrentes do ensino de AD pelo Departamento de Morfologia.
Essas ações serão desenvolvidas pela equipe de trabalho sob orientação da coordenação sendo que o discente além de receber instruções e formação para as atividades inerentes ao projeto, poderá elaborar documentos técnicos e publicações para divulgar as atividades realizadas com a finalidade de construir seu currículo pessoal. Em tal situação, ou similares, o produto gerado deverá ser identificado como realizado nas dependências do Departamento de Morfologia e referido ao presente projeto sendo dada autoria a equipe que atuou na sua elaboração..

Ao final das atividades será realizado o balanço geral das atividades desenvolvidas e os produtos obtidos além dos objetivos alcançados e elaborado um relatório que será emitido para a Pró-Reitoria de Graduação não só para atender as exigências legais mas para apresentar o retorno das ações do projeto na qualificação do ensino de AD ministrado na UFPEL. Esse relatório será elaborado de acordo com o modelo padrão existente na Instituição e conterá as devidas informações sobre as atividades desenvolvidas, os produtos gerados, as horas dedicadas às atividades pelo estagiário em formação e outros dados que subsidiem a avaliação das ações do presente projeto. Casos seja necessário, paralelamente a remessa do Relatório será encaminhado o pedido de prorrogação do projeto de ensino e a respectiva solicitação de certificados com a devida aprovação do Departamento e Conselho Departamental.

Resultados Esperados

Dentre os resultados e impactos esperados encontram-se:

1) Organização e disponibilidade dos recursos existentes e acréscimo de novas alternativas que determinem a melhoria do ensino ministrado e facilitem o processo ensino aprendizagem;
2) A elaboração de um roteiro e outros recursos incluindo animações em “flash” e vídeos que possam ser disseminados na rede e acessados tanto por estudantes da UFPEL como de outras IES, em especial IFES.
3) A qualificação do discente para o futuro exercício profissional na área de AR e ainda sua formação como recurso multiplicador.
4) A melhoria dos recursos didáticos favorecendo a disseminação do saber em questão e sua acessibilidade na UFPEL (bibliotecas e DM/IB) e fora dela (net).

O impacto pode ser resumido na qualificação dos recursos didáticos para a melhoria e facilitação do processo de Ensino/Aprendizagem, o que decorrerá do cumprimento das metas determinando o alcance dos objetivos propostos.
A sua vez, a qualificação desses recursos resultará na melhoria da qualidade do ensino ministrado facilitando o processo ensino-aprendizagem. Paralelamente haverá a capacitação dos recursos humanos para a multiplicação desse saber.

Indicadores, Metas e Resultados

O projeto vem sendo executado desde 2011 e os resultados obtidos podem ser observados nos trabalhos desenvolvidos pelos alunos, na maior compreensão dos conteúdos ministrados e na procura do assunto por um número maior de alunos.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
ALDRIO ALVES DA SILVA801/10/201431/10/2014
BRUNO ROBERTO PADILHA MACHADO2031/12/201331/12/2015
CLAUDINEY SANTOS RUFINO2007/04/201431/12/2015
EDUARDO PEREIRA ALVES231/12/201331/12/2015
ELIANE FREIRE ANTHONISEN202/03/201530/12/2015
JONAS BELTRÃO DE VARGAS ANTOLINI831/12/201331/07/2014
LAÍS YURIE FACIMOTO607/07/201431/12/2015
LUIS AUGUSTO XAVIER CRUZ231/12/201331/12/2015
LUIS OTAVIO LOBO CENTENO202/03/201531/12/2015
LUIZ FERNANDO MINELLO231/12/201331/12/2015
LUÍS HENRIQUE DA SILVA ROCKENBACH831/12/201331/12/2015
MATHEUS BERNARDON MORILLOS831/12/201331/12/2015
OTÁVIO GARCIA MARTINS801/10/201431/12/2015
STEVAN MENDES PINHEIRO231/12/201331/12/2015
VITOR BONETTI HAUSER431/12/201310/03/2014
WILLIAN DOS SANTOS NASCIMENTO431/12/201310/03/2014

Página gerada em 14/10/2019 20:12:42 (consulta levou 0.058098s)