Nome do Projeto
Projeto de Ensino em Educação Matemática
Ênfase
ENSINO
Data inicial - Data final
11/04/2016 - 16/12/2016
Unidade de Origem
Área CNPq
Multidisciplinar - Ensino de Ciências e Matemática
Resumo
O recém criado Departamento de Educação Matemática (DeMat) do IFM/UFPel, constituído pelas professoras Daniela Stevanin Hoffmann (1433621), Denise Nascimento Silveira (274530), Márcia Souza da Fonseca (1227490), Rita de Cássia de Souza Soares Ramos (1544742), Rozane da Silveira Alves (8419745), Silvia Prietsch Wendt Pinto (3350042), Thais Philipsen (2530321) e pelos professores Antônio Maurício Medeiros Alves (2220730), André Luis Ferreira (1638578) e Diogo Franco Rios (1717399), territorializa e, ao mesmo tempo, institucionaliza uma das áreas que já compunha o Departamento de Matemática e Estatística (DME/IFM/UFPel). Ao afirmar-se enquanto parte administrativa da Universidade, o DeMat propõe-se a continuar contribuindo, como o faz de costume, pedagogicamente. Assim, ao agregar as disciplinas atribuídas à área da Educação Matemática neste novo espaço institucional, este Departamento vem propor o Projeto: "Projeto de Ensino em Educação Matemática".

Objetivo Geral

Contribuir para a formação do licenciado em matemática da UFPel.

Justificativa

Neste projeto, por ocasião da criação do DeMat, solicitamos um olhar mais atento para dois cursos: Licenciatura em Matemática Integral e Noturno.
As disciplinas regulares ofertadas pelo DeMat, e adequadas aos critérios deste Edital, são de atendimento exclusivo às licenciaturas em Matemática.
A grande maioria delas, 408 horas, inclusive, é de atividades disciplinares de prática como componente curricular. São elas:
Laboratório de Ensino de Matemática I (1º semestre);
Laboratório de Ensino de Matemática II (3º sem.);
Laboratório de Ensino de Matemática III (5º sem.);
Instrumentação para o Ensino de Matemática I (4º sem.);
Instrumentação para o Ensino de Matemática II (6º sem.);
Tecnologias Avançadas no Ensino de Matemática (7º sem.).
As outras, que também se enquadram a este edital, fazem parte do conjunto de disciplinas pedagógicas das atividades científicas acadêmicas e somam 136 horas. São as seguintes:
História da Matemática (7º sem.);
Iniciação à Pesquisa no Ensino de Matemática (8º sem.).
O primeiro grupo de disciplinas tem como objetivo proporcionar a integração entre as atividades científicas acadêmicas e o estágio obrigatório na perspectiva da formação de professores. O segundo grupo é formado daquelas destinadas à formação do profissional. Essas estão divididas em dois Conjuntos: de disciplinas formadoras e das disciplinas pedagógicas. O conjunto de pedagógicas refere-se às questões relacionadas ao processo de ensino-aprendizagem.
Pela compreensão da importância da qualidade da formação do futuro professor e da necessidade em fazer uso de todos os recursos disponíveis, encaminhamos a solicitação de bolsistas de ensino.
Entendemos que os projetos de ensino, pesquisa e extensão têm contribuído para a permanência dos nossos estudantes, pois tanto os alunos bolsistas quanto os que são atendidos pelos colegas sentem os efeitos positivos desse trabalho que extrapola as dimensões da sala de aula.

Metodologia

Solicita-se bolsas para todas disciplinas regulares ofertadas neste ano que se adequam às exigências do Edital PRG 02/2015 por entender que as atividades resultantes fazem parte da essência da formação do professor de matemática, seja pelo apoio direto ao desenvolvimento de disciplina, seja em atividades não disciplinares.
A seguir, a disciplina, o tipo/possibilidade (classificação do Edital 02/15 (a, b, c, d, e)) e a quantidade de bolsas solicitada para cada uma.
LEMA I: 4 bolsas, 2 (a); 2 (b)
LEMA II: 3 bolsas, 2 (a); 1 (b)
LEMA III: 2 bolsas, 1 (a); 1 (b)
IEM I: 2 bolsas, 1 (b); 1 (c)
IEM I: 2 bolsas, 1 (b); 1 (c)
TAEM: 3 bolsas, 2 (a); 1 (b)
HM: 2 bolsas, 1 (a); 1 (e)
IPEM I: 1 bolsa, 1 (e).
Os tipos e quantidades se justificam pelo número de alunos atendidos, quantidade de turmas, número de docentes envolvidos, pelas disciplinas ocorrerem em turnos e em campi distintos, ausência de material bibliográfico (produção recente da área), e outras razões que não cabem (em caracteres) neste campo. As bolsas do tipo (a) são de apoio aos discentes em prol do seu aproveitamento nas disciplinas e, ainda, contribuem para o processo de formação docente do bolsista. As do tipo (b) são uma importante fonte de atividades didático-pedagógicas a serem exploradas nas disciplinas da área de ensino, contribuindo para a formação de todos os estudantes. Bolsas do tipo (c) proporcionam inserção do monitor nas atividades da disciplina, contemplando também os demais estudantes que farão parte das suas vivências. As bolsas do tipo (e), que busca resultados externos, visa também contribuir para o desempenho dos licenciandos atendidos por determinada disciplina, cujos conteúdos dão o mote do estudo do bolsista e de suas produções.
A disciplina de LEMA I, é um bom exemplo para justificar a estrutura da solicitação feita: são quatro turmas, duas diurnas, no campus Capão do Leão, e duas noturnas, no Anglo, ministradas por três professores, que atendem um total de 97 alunos.

Resultados Esperados

Os resultados e impactos esperados podem ser descritos de acordo com as possibilidades de bolsa descritas no Edital PRG 02/2015 (a, b, c, d, e).
Para as bolsas do tipo (a), para os discentes bolsistas, espera-se que a inserção à docência, a partir da prática de monitoria, contribua com a formação docente completa, fundamentada na indissociabilidade da tríade ensino-pesquisa-extensão, tanto pela atuação prática da monitoria, quanto na possibilidade de participação em eventos através de relatos de experiências; para os estudantes da disciplina, espera-se que a atuação da monitoria possa contribuir para seu desenvolvimento acadêmico (permanência no curso e processos de ensino-aprendizagem que resultam em novos conhecimentos). Para as bolsas de tipo (b), a intenção é que os produtos desenvolvidos sejam capazes de impactar positivamente o desempenho acadêmico, tanto dos discentes bolsistas, que estudam os conteúdos conceituais e metodológicos e elaboram as abordagens didático-pedagógicas, quanto dos discentes que cursam a disciplina e podem fazer uso dos recursos e práticas elaboradas. Para as bolsas do tipo (c), pretende-se que a inserção do discente monitor nas atividades de ensino da disciplina contribua com a sua formação em função das vivências docentes proporcionadas pelo desenvolvimento do trabalho com o professor junto ao grupo da disciplina. Para as tipo (e), a proposta é que, ao contar com a atuação do bolsista, os demais estudantes tenham oportunidade e condições para participar de eventos de Educação Matemática com a apresentação de trabalhos e para concorrer à publicação de trabalhos em periódicos qualificados. O desempenho acadêmico do bolsista em atividades não disciplinares, certamente, será enriquecido pelo estudo de conhecimentos em Educação Matemática; o que poderá ser comprovado a partir da realização das atividades complementares integrantes do Projeto Pedagógico do Curso participação em eventos e publicação de trabalhos).

Indicadores, Metas e Resultados

As disciplinas de LEMA foram atendidas, ano passado, pelo Edital de bolsas de ensino e contaram com o trabalho de monitoria das alunas envolvidas na parte inicial deste projeto. Pretende-se dar continuidade ao que vinha sendo desenvolvido, com adaptações.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
DANIELA STEVANIN HOFFMANN811/04/201616/12/2016
MARCIA SOUZA DA FONSECA411/04/201616/12/2016
Michel Soares Ziebell2002/05/201616/12/2016
OTTO WEREMCHUK2002/05/201616/12/2016

Página gerada em 03/12/2020 22:52:47 (consulta levou 0.053930s)