Nome do Projeto
Liga Acadêmica de Medicina de Família e Comunidade - LAMCEP
Ênfase
ENSINO
Data inicial - Data final
02/05/2016 - 16/12/2016
Unidade de Origem
Área CNPq
Ciências da Saúde - Saúde Coletiva
Resumo
A Liga Acadêmica de Medicina da Comunidade e Epidemiologia (LAMCEP) da Faculdade de Medicina de Pelotas (UFPEL), fundada por 9 acadêmicos do 4º e 5º semestre, na cidade de Pelotas, Rio Grande do Sul, Brasil, no ano de 2013, manteve suas atividades nos anos de 2014 e 2015, contando atualmente com cerca de 20 alunos . A sede está situada na FAMED, Departamento de Medicina Social e é uma entidade civil constituída por tempo indeterminado, apartidária, não religiosa, sem fins lucrativos, mas que se encontra aberta a doações em bens materiais ou moeda corrente, que serão utilizados integralmente com o objetivo de se alcançar um melhor funcionamento da mesma. Configura-se como uma entidade formada por acadêmicos de Medicina, possui parceria com a FAMED, contando com autonomia administrativa, financeira e científica. Em 2015, a LAMCEP efetuou cadastro junto à Associação Brasileira de Ligas Acadêmicas de Medicina (ABLAM), comprometendo-se a manter este estatuto de acordo com as normas emitidas pela referida organização. Assume ainda a responsabilidade de manter seus dados atualizados junto ao Colegiado do Curso de Medicina, apresentando a documentação necessária para aferição das atividades realizadas, mediante entrega de cópia do estatuto da Liga, relatórios semestrais, cópia do livro de atas, relatório de atividade de ensino, comprovação da seleção de novos membros mediante edital e demais documentos pertinentes acerca do funcionamento e organização administrativa da LAMCEP. A LAMCEP também manterá informações atualizadas junto ao Diretório Acadêmico da Faculdade de Medicina (DANK), fazendo-se presente através dos membros da Diretoria nas reuniões convocadas. Poderá efetuar parcerias e convênios de cooperação com outras Ligas Acadêmicas que tenham objetivos afins.

Objetivo Geral

Fazer com que o estudante de Medicina tenha uma formação teórica adicional na área de Medicina da Comunidade e Epidemiologia, conectada com a prática vivenciada nos diferentes cenários da graduação, com a observação e relato das situações verificadas, nas ações de promoção da saúde, prevenção, diagnóstico, tratamento e a reabilitação das doenças dos usuários da rede de atenção à saúde pública do município de Pelotas - preferencialmente os que são atendidos na Rede de Saúde da UFPel. Serão priorizadas as ações desenvolvidas ao nível da Atenção Básica, com ênfase à atuação de acordo com as diretrizes da Estratégia de Saúde da Família.

Justificativa

A readequação da formação às novas Diretrizes Curriculares do Curso de Medicina de 2014 demandam que os cursos se reestruturem para contemplar conhecimentos, habilidades e atitudes para a Atenção à Saúde, Gestão em Saúde e Educação em Saúde, direcionadas às reais necessidades da população brasileira.
Assim é primordial que a educação na área de Medicina de Família e Comunidade exponha o aprendiz a conteúdos e cenários o mais precocemente possível, vivenciando situações reais e refletindo sobre os saberes necessários para dar conta dessa realidade no âmbito da Atenção Primária à Saúde.
Em sua proposta, a LAMCEP se constitui em um espaço adicional para o debate sobre essa temática, onde o aluno possa se compreender como agente de promoção de saúde e transformação social, ampliando o objeto da prática médica, reconhecendo as pessoas como atores do processo saúde-doença, o qual envolve
aspectos psicossociais, culturais e ambientais, e não apenas biológicos. Os encontros também visam utilizar de conceitos aprendidos pelos estudantes na disciplina de Epidemiologia, para discutir a lacunas do conhecimento quanto as necessidades de saúde da população vinculada aos serviços da rede SUS e a qualidade dos serviços prestados na rede de saúde pública do município.

Metodologia

Encontros presencias da LAMCEP realizados tanto na sede do Departamento de Medicina Social quanto nos serviços da Rede de Saúde UFPel e atividades à distância via Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA), norteadas por dois Eixos: a) Medicina de Família e Comunidade e, b) Epidemiologia. Estes Eixos serão desenvolvidos integrados e em duas grandes áreas: a)Promoção da saúde, prevenção, diagnóstico precoce, tratamento/reabilitação; b) Condutas baseadas em evidências.
Serão utilizadas diferentes estratégias pedagógicas: dinâmicas de interação e trabalho com grandes grupos; construção, avaliação e sistematização coletiva das experiências de ensino e aprendizagem; feedback; integração do grupo via Facebook e AVA; e, seminários, cursos, palestras e aulas expositivas organizadas pelos alunos.
Para a execução do Projeto serão necessários 4 alunos bolsistas com 20 h semanais, desenvolvendo atividades nas funções de: a) Presidente (representará oficialmente a LAMCEP, supervisionará todas as atividades, presidirá as reuniões da Diretoria e Assembleia Geral, será o veículo de comunicação com o Colegiado e outras Ligas Acadêmicas); b) Secretário para organizar as atividades da Liga, redigir Atas das reuniões, ser o responsável pela guarda de objetos e documentos de patrimônio da LAMCEP, coordenar e supervisionar as atividades e frequência, manter estoques de materiais; c) Diretor de ensino para propor temas e a forma de abordagem a ser ministrada nas reuniões, propor temas e professores colaboradores, organizar a confecção ou acesso de materiais didáticos, estimular a participação de todos, apresentar relatório das atividades; d) Diretor de comunicação (divulgará as ações da Liga no meio acadêmico, divulgará/organizará as inscrições da seleção de novos membros, manterá atualizados a página da rede social e o AVA, organizará a produção gráfica/compra do material de divulgação, manterá a Liga atualizada e canal de comunicação com as Ligas de Medicina de Família e Comunidade.

Resultados Esperados

Alunos inseridos em atividade complementar que contribua para sua formação acadêmica.

Alunos capazes de compreender a complexidade do processo saúde-doença, críticos e reflexivos quanto aos saberes apreendidos e sua adequação às necessidades em saúde da população.

Alunos mais comprometidos uma prática mais ampla do exercício da
cidadania, com o olhar voltado para as necessidades sociais e a integralidade da assistência à saúde.

Exercício da interação em um grande grupo.

Construção coletiva de saberes e práticas.

Exposição a diversificadas estratégias pedagógicas.



Indicadores, Metas e Resultados

Terá direito a certificado de participação o membro que permanecer pelo menos 1 (um) ano em atividade com a LAMCEP, tendo registro de frequência de no mínimo 75% nas atividades obrigatórias.

A LAMCEP conta com uma página no Facebook desde o início de sua formação que se configurou em um espaço de trocas permanentes entre seus integrantes.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
AMANDA CRISTINA SILVA RIBEIRO202/05/201616/12/2016
ANA MARIA FERREIRA BORGES TEIXEIRA202/05/201616/12/2016
ANGELA MOREIRA VITORIA102/05/201616/12/2016
BARBARA HEATHER LUTZ202/05/201616/12/2016
DENISE SILVA DA SILVEIRA202/05/201616/12/2016
DÉBORAH SILVEIRA KÖNIG2002/05/201616/12/2016
EMANUELLA FLÁVIA ALVES PINTO202/05/201616/12/2016
GUILHERME MENDONÇA ROVERI202/05/201616/12/2016
JOÃO GILBERTO MARQUES202/05/201616/12/2016
LAURA SACRAMENTO KUNZLER202/05/201616/12/2016
LUANA BEATRIZ KOSMANN202/05/201616/12/2016
LUCIENE KAYOKO GOYA202/05/201616/12/2016
LUIS HENRIQUE ZAMBRA WINK202/05/201616/12/2016
MATHEUS FAGUNDES LEMOS202/05/201616/12/2016
MAÍRA CRISTINA RAMOS DA ROSA202/05/201616/12/2016
MÍRIAM ELISABETE WALKER DA SILVA202/05/201616/12/2016
NATHALI CARMEL WEILER MIRALLES202/05/201616/12/2016
PATRICIA CARRION NOGUEIRA DE FREITAS202/05/201616/12/2016
RAFAELLA COPETTI GHISLENI202/05/201616/12/2016
SÍLVIA DE LUCENA SILVA ARAUJO202/05/201616/12/2016
UBIRAJARA AMARAL VINHOLES FILHO202/05/201616/12/2016
VITÓRIA SCHNEIDER MÜLLER202/05/201616/12/2016

Página gerada em 14/11/2019 07:05:52 (consulta levou 0.061265s)