Nome do Projeto
Construindo a Excelência em Ortodontia
Ênfase
ENSINO
Data inicial - Data final
10/04/2017 - 31/12/2018
Unidade de Origem
Área CNPq
Ciências da Saúde - Odontologia - Ortodontia
Resumo
Professores na área da saúde recorrem aos princípios e diretrizes desencadeados por Paulo Freire desde Educação e Conscientização/Educação como Prática da Liberdade/Educação e Mudança, passando pela Pedagogia do Oprimido, Pedagogia da Esperança, Pedagogia da Cidade, Pedagogia da Autonomia e Pedagogia da Indignação, para agregar desenvolvimento e significância a seu trabalho diário. Contudo, o ensino em Odontologia, se torna mais complexo na mediada em que a elevada velocidade com que conhecimentos e saberes tecnológicos evoluem e se renovam. Por isso, todas as iniciativas que visam a melhoria e a transformação na formação acadêmica podem ter papel decisivo nos resultados educacionais mais amplos, satisfatórios e atuais. Nesse sentido, o exercício da monitoria potencializa o desenvolvimento dos recursos pedagógicos, torna-os permeados pela noção de ”aprender a aprender”, de trabalhar em equipe, e sobretudo ampliam o conceito de construir cotidianos com base no objeto de aprendizagem. Essa prática educativa concretizada pode promover o aumento das possibilidades de integração na formação continuada de docente e discentes. A monitoria contribui para a formação de um círculo de confiança entre professores e alunos, ao mesmo tempo que favorece o desenvolvimento da autonomia no estudante, pois ao exercer o papel de tutor, é capaz de identificar suas próprias dificuldades e qualidades e de agir. Sobretudo, a monitoria constitui uma modelo de cooperação entre docente e discente sempre atual, propiciando o desenvolvimento de metodologias de inovação pedagógica, já que procura deslocar o foco de um sujeito ativo, que é mais voltado para sua própria consciência, para um sujeito disposto a um agir comunicativo e coletivo.

Objetivo Geral

Desenvolvimento de postura docente, construída sobre o conceito de Excelência Profissional Ética e Humanística, em alunos da graduação que estarão auxiliando nas diferentes etapas do processo ensino-aprendizagem de seus colegas seguindo um modelo colaborativo.

Justificativa

Nos últimos anos o curso de Odontologia na UFPel aumentou seu ingresso anual de alunos de 90 para cerca de 123 acadêmicos, sem que tenha sido possível no entanto ocorrer na mesma proporção o devido investimento em infraestrutura e dimensionamento de recursos humanos. Uma reforma curricular naturalmente necessária, está atualmente em discussão, mas até o presente momento não foi implementada. Esse contexto afetou de sobremaneira a qualidade da formação considerando a disciplina Unidade de Ortodontia e Ortopedia dos Maxilares (UOOM), que agora carece de uma assistência mais efetiva e de alternativas de apoio e recomposição mais apropriada das práticas de formação. A disciplina é oferecida 2 sem/ano e hoje está estruturada para proporcionar conteúdo teórico e um intenso treinamento prático em 2 períodos semanais de 4h, sem contar com laboratorista, encontra nos seus 03 professores o suporte par todas as atividades desenvolvidas. Simultaneamente esses mesmos professores necessitam trabalhar em outras duas disciplinas, 2 sem/ano também, em 8 turnos clínicos semanais (Unidades de Odontopediatria I e II) - 2 turnos semanais de 4h por docente. Nesse contexto não é possível atender a Relação Aluno Professor (RAP) desejável para um ensino de qualidade considerando os padrões RAP na Lei no 8.745, de 9 de dezembro de 1993 (cerca de 1:9,74 na saúde), na verdade cada professor da disciplina UOOM atende quase o dobro de alunos recomendados pelo MEC em suas práticas. Além disso, muito breve (próx. semestre) restarão apenas 02 docentes, devido a iminente júbilo de um dos seus professores. Muitas digressões poderiam ser feitas a respeito do Ensino de qualidade , mas a verdade é que com o apoio institucional, atento e justo, poderá assegurar que sejam disponibilizadas condições para viabilizar as práticas educacionais planejadas e a qualidade passem do discurso à realidade. A monitoria poderá apoiar parte das necessidades e será importante para a qualidade do ensino na UOOM.

Metodologia

A metodologia de trabalho envolve as seguintes etapas:
A- Consolidação e sistematização do conhecimento do monitor – Atividade a ser desenvolvida pelo aluno monitor com orientação do professor responsável pelo monitor.
B- Contribuição na preparação das aulas, material didático, recursos motivacionais na disciplina de Unidade de Ortodontia e Ortopedia dos Maxilares e nos seminários extra curriculares – Atividade a ser desenvolvido pelos monitor es no laboratório e salas de aulas da unidade com orientação do professor responsável pelo monitor.
C- Preparação de material complementar ou de apoio, quando necessário – Atividade a ser desenvolvida pelo aluno com orientação do professor responsável pelo monitor.
D- Contribuição nas atividades relacionadas com a interação entre as disciplinas de Unidade de Ortodontia e Ortopedia dos Maxilares de Odontopediatria. – Atividade a ser desenvolvida pelo aluno com orientação do professor responsável pelo monitor.
E- Preparação e utilização de Avaliação Formativa. – Atividade a ser desenvolvido pelos monitor es no laboratório e salas de aulas da unidade com orientação do professor responsável pelo monitor.

Cada monitor será acompanhamento pelo orientador com uso de uma Ficha de Acompanhamento e Registro do Monitor (FARM), que engloba seu plano de trabalho, baseado nas seguintes tarefas previstas:
1- Criação e Gerenciamento de um Plano de Estudos(PE) com foco de atividades no campo da Ortodontia, para si e para seus colegas.
2- Pesquisa e elaboração de procedimentos e recursos audiovisuais.
3- Acompanhamento da Avaliação Formativa com os alunos em curso na disciplina;
4- Contribuição nas atividades do Laboratório de Ortodontia Preventiva e Interceptora;
5- Colaboração nas aulas da disciplina e participação no esclarecimento de dúvidas e na escala do plantão de apoio às atividades práticas da disciplina.
6- Criação e Gerenciamento da Ficha de Avaliação e Acompanhamento Individual.
7- Participar nos seminários temáticos.



Resultados Esperados

A metodologia está centrada na expectativa de que o atingimento da meta de estimular o aluno monitor a realizar a problematização do processo ensino/aprendizagem e do questionamento dos fatores definidores de qualidade e da excelência no trabalho humanístico e ético em serviços de saúde humana, pode ser um caminho para a elevação do nível de aprendizado de maneira ampla e satisfatória, tornando assim cada aluno o líder da sua própria carreira acadêmica. Além disso é esperado que os alunos monitores sintam-se aptos a serem transmissores dos pressupostos que lhes trouxeram benefícios e motivação, fazendo com que os aos alunos regulares matriculados na disciplina também participem do processo da mesma forma. Assim, espera-se que sobre um modelo colaborativo os alunos sejam estimulados a fazer a autocrítica, e por sua vez levados a serem os agentes transformadores do próprio desenvolvimento acadêmico com base na qualidade. Na prática espera-se que a construção do processo de ensino possa promover nos alunos envolvidos a capacidade de identificar suas próprias necessidades de qualificação, e desse modo estabelecer e aderir a suas próprias aspirações de desenvolvimento.

Indicadores, Metas e Resultados

Os resultados da avaliação obtidos nesse projeto servirão de base para identificar melhor como o processo de aprendizagem tem acontecido na disciplina Unidade de Ortodontia e Ortopedia dos Maxilares, no curso de Odontologia da UFPel, permitindo o planejamento, o ajuste ou o redirecionamento das práticas pedagógicas de modo a apoiar, compreender, reforçar, facilitar e harmonizar as competências e aprendizagens. A monitoria como estratégia de ensino por oferecer a capacidade de forjar novas organizações a partir da realidade avaliada. O exercício do projeto de monitoria estará assim também colocando o programa da disciplina em avaliação, abrindo a possibilidade de geração de inovação no processo de ensino do conhecimento na área e de práticas a ele relacionados.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
ANA CAROLINA GLUSZEVICZ2001/10/201721/12/2018
CATIARA TERRA DA COSTA310/04/201721/12/2018
DOUVER MICHELON210/04/201721/12/2018
JÚLIA GUEDES ALVES310/04/201721/12/2018
MARIA LUIZA MARINS MENDES310/04/201721/12/2018

Página gerada em 17/11/2019 20:35:42 (consulta levou 0.063848s)