Nome do Projeto
PROJETO DE ENSINO Quinto ciclo de estudos: espaço público, território e controvérsias simbólicas.
Ênfase
ENSINO
Data inicial - Data final
21/05/2018 - 20/12/2018
Unidade de Origem
Área CNPq
Ciências Humanas - Antropologia - Antropologia Urbana
Resumo
Na presente edição do Projeto de Ensino vinculado às atividades do Grupo de Estudos Etnográficos Urbanos (GEEUR) temos como objetivo aprofundar a reflexão sobre os distintos processos sócio simbólicos que demarcam o espaço público, em seu movimento de constituir e reconstituir (e/ou ressignificar) seu ordenamento simbólico e espacial. A partir de leituras que abarcam tal tema, buscaremos reconhecer e refletir sobre as redes que participam na conformação dos territórios, com especial atenção para atores religiosos em suas dinâmicas de produção simbólica. Como referência para o estudo da formação de redes e sua produção simbólica, optamos pelo estudo do método desenvolvido pela Teoria Ator-Rede (TAR) de Bruno Latour e Michel Callon (FREIRE, 2006). A proposta neste ciclo é pensar a cidade como territórios-espaços (DELEUZE; GUATARRI, 1985) e como podem ser constituídas em seu processo; de que forma são configuradas as práticas do fazer-cidade (AGIER, 2015) que se expressam nos modos de viver a cidade e habitar o urbano, interpretando suas relações e comportamentos habituais. Procura-se também estabelecer a relação de habitar em suas dinâmicas de movimento e de fixação do território e de sua espacialidade: permanências e regularidades; passagens e caminhos que fazem o viver; a produção do cotidiano e do inesperado; atentando para suas práticas de sociabilidade e de convivência. Como identificar particularidades para compreensão do território no urbano nessa complexidade de atividades que são desenvolvidas por meio de trocas simbólicas que modificam culturas e modos de viver? Como pensar em religião, política, espaço público, espaço privado, bairros, lugares e cidade podem ajudar a desvendar a gramática da vida urbana? A paisagem urbana permeada ainda pela arquitetura citadina pode ser pensada enquanto mediação e/ou conformação de práticas de sociabilidade? Quais trocas e modificações podem se desenrolar partir de determinados aspectos de convivência? O que os motiva?

Objetivo Geral

Proporcionar aos estudantes a possibilidade de praticar a disciplina de estudos que leve ao aprofundamento teórico-conceitual sobre o tema proposto: as dinâmicas da cultura material e imaterial que produzem as narrativas na cidade polifônica que vão desde suas relações de convivência que produzem efeitos na cidade a partir do espaço público, religião, poder, formas de sociabilidades até conformação do território a partir de trocas de experiências, bem como de compartilhamento de conhecimentos.

Justificativa

Os temas que serão desenvolvidos durante este quinto Ciclo de Estudos têm inegável relevância na formação continuada dos alunos dos cursos de Graduação e Pós-Graduação em Antropologia desta Universidade, assim como incidem nas pesquisas desenvolvidas pelos professores titulares do Grupo de Estudos e Etnografias Urbanas (GEEUR). Nesta edição, será mantida a diretiva, iniciada em projetos anteriores, de que as atividades do grupo de estudos intensifiquem a conexão entre os estudos teóricos e os projetos de ensino, pesquisa e extensão desenvolvidos no GEEUR. Da mesma forma, se mantenha a interação do âmbito acadêmico com os outros habitantes da cidade, interlocutores e participantes em nossas pesquisas e reflexões sobre a cidade. Parte-se aqui da compreensão de que a produção do conhecimento necessita da abertura de espaços em que o objetivo seja a integração das dimensões do ensino, da pesquisa e da extensão próprias às atividades acadêmicas.

Metodologia

Apresentação de capítulos de livros e/ou obras completas, de artigos científicos de especialistas nos temas propostos, seguidos pela discussão e análise que tenham por foco a apreensão de conceitos relacionados às pesquisas. Apresentação e discussão dos projetos de pesquisa e extensão dos participantes do grupo para consolidar as referências teóricas conforme os objetivos dos diferentes projetos. Neste âmbito dos projetos, a intenção é que ocorra o envolvimento conjunto entre os pesquisadores e estudantes e os grupos da comunidade envolvidos nas atividades de ensino, pesquisa e extensão, na perspectiva de que os avanços teóricos e pedagógico produzidos nos estudos passe por uma interlocução efetiva com os grupos e suas experiências de “criação” da cidade. Produzir a interação do grupo de estudos com disciplinas ministradas pelos professores participantes e que tenham conexão com os temas trabalhados.

Resultados Esperados

- Desenvolvimento dos alunos na prática do trabalho acadêmico;
- Diminuir a evasão dos alunos de graduação em função do envolvimento dos mesmo com as distintas ações de ensino, pesquisa e extensão que o projeto de ensino procura vincluar;
- Solidificar os estudos e o ensino da área de Antropologia Urbana na UFPEL.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
ADRIANE LUISA RODOLPHO221/05/201820/12/2018
CAMILA MACHADO RAMOS DE CASTRO121/05/201820/12/2018
CLÁUDIA CARDOSO GOULARTE121/05/201820/12/2018
FLAVIA MARIA SILVA RIETH221/05/201820/12/2018
FRANCISCO LUIZ PEREIRA DA SILVA NETO321/05/201820/12/2018
GUSTAVO FIORINI MARQUES121/05/201820/12/2018
HELENA DA SILVA PORFÍRIO121/05/201820/12/2018
ISABEL SOARES CAMPOS221/05/201820/12/2018
JOMIEL ARAUJO MACHADO121/05/201820/12/2018
JULIANO GOMIDES DOMENEGUETI121/05/201820/12/2018
LOUISE PRADO ALFONSO221/05/201820/12/2018
LUIZ AUGUSTO FONSECA DUARTE JUNIOR121/05/201820/12/2018
MELINA MONKS DA SILVEIRA121/05/201820/12/2018
VANESSA AVILA COSTA121/05/201820/12/2018
ÍCARO VASQUES INCHAUSPE221/05/201820/12/2018

Página gerada em 14/11/2019 09:51:28 (consulta levou 0.072827s)