Nome do Projeto
GIP - GRUPO DE INICIAÇÃO À PESQUISA
Ênfase
ENSINO
Data inicial - Data final
24/09/2018 - 24/09/2019
Unidade de Origem
Área CNPq
Ciências Sociais Aplicadas - Direito
Resumo
Desde 2011, o Grupo de Iniciação à Pesquisa - GIP tem sido um marco, principalmente na percepção de acadêmicos, notadamente do direito, mas não exclusivamente restrito a esses, de uma porta de entrada e orientação para o ingresso na pesquisa institucional na UFPEL. Só na Faculdade de Direito, a atuação do Grupo de Iniciação à Pesquisa - GIP fomentou a institucionalização de vários projetos de pesquisa, ensino e extensão pelos professores envolvidos e a expressiva ampliação da participação dos alunos em mostras de graduação, congressos de extensão e eventos científicos, apresentando trabalhos e pôsteres. Nos Congressos de Iniciação Científica da UFPEL, por exemplo, o Grupo de Iniciação à Pesquisa - GIP vem conseguindo ampliar seus trabalhos anualmente. Trata-se, assim, de um projeto que visa continuar instigando os acadêmicos de graduação a desenvolver atividades de pesquisa científica institucional, de modo a habilitá-los no desenvolvimento de estudos com maior aprofundamento teórico, com rigor metodológico e a alcançar soluções aos problemas teóricos e práticos do direito mais assentadas em evidências do que em intuições. A criação deste novo projeto se dá devido à alteração e reestruturação da equipe de trabalho, bem como à finalização das atividades em 2014 e à entrega do relatório final do projeto.

Objetivo Geral

Estimular os acadêmicos de graduação a participarem de grupos de estudos e de pesquisa, a fim de que desenvolvam atividades de ensino e pesquisa científica institucional, de modo a habilitá-los à produção de estudos com maior aprofundamento teórico, com rigor metodológico e ao alcance de soluções aos problemas teóricos e práticos do direito mais assentadas em evidências do que em intuições, buscando incrementar o projeto pedagógico de curso.

Justificativa

Muitos alunos, com potencial de estudos mais aprofundados em pesquisa, e com disponibilidade de tempo para participar desses projetos, por vezes não conhecem os processos que podem levar à realização de pesquisas na UFPEL. Assim, a reativação do Grupo de Iniciação à Pesquisa - GIP propõe dar informações gerais sobre a pesquisa científica e o ensino na UFPEL e facilitar o reconhecimento dos temas de pesquisa e ensino de cada professor envolvido. Assim, a busca dos estudantes por grupos de estudos e de pesquisa e por um orientador que lhe seja mais adequado é facilitada e ordenada, o que acaba ampliando o número de alunos envolvidos. O Grupo de Iniciação à Pesquisa – GIP, dessa forma, fomenta a formação de grupos de estudos que ampliam as discussões para temas que o estudante não encontra na graduação, mas que o professor é experto em tratar, produzindo estudos mais aprofundados e contribuindo para o melhor aproveitamento do projeto pedagógico do curso.

Metodologia

O projeto será desenvolvido a partir de dois momentos. No primeiro, haverá oficinas temáticas semanais sobre a Pesquisa Científica no Brasil e na UFPEL. As turmas serão compostas de aproximadamente 60 estudantes, previamente inscritos e selecionados pelo critério de maior média no curso. As oficinas serão dirigidas pelos professores envolvidos no projeto, sendo realizadas nos períodos da tarde, nas salas de aula da Faculdade de Direito. Cada professor envolvido estará responsável por uma ou mais oficinas determinadas, a serem distribuídas antes de se iniciarem os trabalhos. Alguns dos temas que serão apresentados nas oficinas são os seguintes:
A pesquisa na UFPEL – O que é o como fazer um projeto de pesquisa? -Orientações metodológicas; - Normas técnicas e questões éticas na pesquisa científica;
-Organização dos estudos; - Elaboração de documentos científicos (resenha, ensaio, artigo, monografias) - Temas
pesquisados por professores da Faculdade de Direito da UFPEL; - Eventos científicos; - Interdisciplinaridade.
Terminadas as oficinas, inicia-se o segundo momento da proposta – a participação dos alunos interessados nos projetos de ensino ou pesquisa dos professores, de acordo com a área e temática de interesse. Tendo tomado conhecimento dos caracteres gerais dos grupos de estudos e de pesquisa e dos projetos dos professores, os alunos participarão, respeitado o número de vagas de cada professor, dos grupos de estudos e dos projetos de pesquisa de
cada um dos professores, desenvolvendo-se, assim, uma pesquisa na prática .

Resultados Esperados

Espera-se, assim: Fomentar o desenvolvimento de grupos de estudos e projetos de pesquisa pelos professores envolvidos; Ampliar o número de alunos participantes em grupos de estudos e projetos de pesquisa na UFPEL; Auxiliar no prosseguimento dos estudos desses alunos em cursos de pós-graduação lato e stricto sensu; Ampliar a produção
científica de alunos e professores.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
AMANDA DE SOUZA MONTEIRO220/03/201929/05/2019
ANA CLARA CORREA HENNING424/09/201824/09/2019
ANTONIELA AGUIAR DE AQUINO220/03/201929/05/2019
BRUNA HOISLER SALLET224/09/201824/09/2019
CLAUBER GONCALVES DOS SANTOS1024/09/201824/09/2019
DIENIFER JACOBSEN RACKOW220/03/201929/05/2019
FERNANDO COSTA DE AZEVEDO424/09/201824/09/2019
GABRIEL GAIA DUARTE224/09/201824/09/2019
GIULIA BACCHIERI DUARTE ALCANTARA224/09/201824/09/2019
GUILHERME CAMARGO MASSAU424/09/201824/09/2019
HUDSON BRITO VIANA220/03/201929/05/2019
ITIBERE DE OLIVEIRA CASTELLANO RODRIGUES424/09/201824/09/2019
JANE GOMBAR AZEVEDO OLIVEIRA424/09/201824/09/2019
JULIO AUGUSTO JESUS LOPEZ224/09/201824/09/2019
LICIÊ IASMIN HENCKER SCOLARI220/03/201929/05/2019
MARCELO NUNES APOLINARIO424/09/201824/09/2019
MARCIA RODRIGUES BERTOLDI424/09/201824/09/2019
MARTA MARQUES AVILA424/09/201824/09/2019
NICOLE ROSA DE OLIVEIRA220/03/201929/05/2019
STEFANO ARMANDO GIULIAN MONIZ220/03/201929/05/2019
TALYNE FIGUEIREDO DE OLIVEIRA220/03/201929/05/2019
THIAGO TROVATTI SBRUNHERA220/03/201929/05/2019
WELLYCI CORREA BATISTA220/03/201929/05/2019

Página gerada em 07/12/2019 07:38:23 (consulta levou 0.050968s)