Nome do Projeto
A MONITORIA ACADÊMICA E SUAS CONTRIBUIÇÕES NA FORMAÇÃO DO ALUNO MONITOR
Ênfase
ENSINO
Data inicial - Data final
15/10/2018 - 14/10/2019
Unidade de Origem
Área CNPq
Ciências Biológicas - Morfologia - Histologia
Resumo
Considera-se que o papel do Ensino Superior não é o de mero adicionador de conhecimentos teóricos e científicos. Ele é responsável por proporcionar a aprendizagem como um processo ativo, cognitivo, construtivo, significativo, mediado e autorregulado (Beltran, 1996), o que implica refletir sobre a organização de práticas pedagógicas e de metodologias de ensino. Portanto, a utilização de aluno-monitor em disciplinas curriculares de cursos de graduação parece ser uma prática comum em diversas universidades. De acordo com Friedlander (1984), aluno monitor é o estudante que, por algum interesse, aproxima-se de uma disciplina e ajuda o professor no ensino aos alunos durante aulas práticas, desenvolvendo trabalhos ou pequenas tarefas. Essas atividades normalmente são realizadas em horário que não coincidem com as aulas, devendo ser respeitado o número de horas proposto. Algumas vezes o aluno é contemplado com uma ajuda financeira – bolsa de monitoria. O exercício da monitoria é uma oportunidade para o estudante desenvolver habilidades inerentes à docência, aprofundar conhecimentos na área específica e contribuir com o processo de ensino-aprendizagem dos alunos monitorados (Assis et al, 2006). O aluno monitor experimenta, em seu trabalho docente, de forma amadora, os primeiros júbilos e contratempos da profissão de professor universitário. A monitoria, portanto, “baseia-se no ensino dos alunos por eles mesmos” (Bastos, 1999), tendo sido considerada uma das mais úteis invenções pedagógicas modernas. O fato de estar em contato direto com alunos, na condição também de acadêmico, propicia situações extraordinárias e únicas, que vão desde a alegria de contribuir com o aprendizado de alguns, até a momentânea desilusão em situações em que a conduta de alguns alunos se mostra inconveniente e desestimuladora (Assis et al, 2006). Além disso, o monitor tem oportunidade de descobrir se tem vocação para o ensino e tem chance de ampliar experiências no campo da pesquisa e extensão.

Objetivo Geral

Esse estudo tem como objetivo analisar a experiência do aluno-monitor durante a atividade de monitoria no Departamento de Morfologia – Instituto de Biologia da Universidade Federal de Pelotas, com o intuito de demonstrar a importância dessa prática para a sua formação acadêmica e pessoal.

Justificativa

No decorrer das orientações dos alunos monitores, podemos observar o interesse de muitos destes em aprofundar seus conhecimentos em Histologia. Essa imersão na disciplina vai além do atendimento aos alunos de graduação, passa por outras atividades desenvolvidas na disciplina de Histologia.
Essas outras práticas podem estar relacionadas ao trabalho no Laboratório de preparo de lâminas histológicas, assim como participações em projetos de pesquisa ou até na elaboração de seus próprios projetos de Iniciação Científica. Muitas vezes demonstram vontade em participar de projetos de ensino e também de extensão. Seu interesse vai até a simples organização da coleção de lâminas utilizado pelos alunos, inovando a maneira de disponibilizar o material para os graduandos. Também mostram interesse em aprender o manejo de aparelhos mais sofisticados como o de Captura de Imagens, juntamente com técnicas de medições e contagens de células. Nota-se um interesse em contribuir para uma melhoria da disciplina.
Acreditamos que a monitoria é uma modalidade de ensino e aprendizagem que contribui para a formação integrada do aluno nas atividades de ensino, pesquisa e extensão dos cursos de graduação. Além disso também confiamos que a atividade de monitoria possa contribuir futuramente na vida profissional do monitor.

Metodologia

Será aplicado um questionário específico através da plataforma Google Forms aos alunos monitores vigentes, assim como aqueles que já participaram do projeto de monitoria na disciplina de Histologia, em um retroativo de dois anos, visando descobrir aspectos, tanto positivos como negativos, decorrentes da prática em estudo. O questionário evidenciará alguns aspectos da prática de monitoria que podem ter contribuído ou não na formação de futuros profissionais.
O público alvo será constituído pelos alunos que realizam ou já realizaram a monitoria, e será submetido o seguinte questionário:
1. O que levou você a escolher a Histologia como disciplina de monitoria?
a) O conteúdo abordado na disciplina
b) Boa relação com o professor
c) Complementação de horas curriculares
d) Futura área de atuação
e) Bolsa
2. Você é/foi monitor em outra disciplina?
a) Sim? Qual?
b) Não
3. Você foi bolsista durante sua participação no projeto de monitoria em Histologia?
a) Sim
b) Parcial
c) Não
4. Participar do projeto de monitoria refletiu positivamente no seu desempenho acadêmico nas demais disciplinas? (Sim - Não),
5. Ser monitor contribuiu com a melhora da sua postura na apresentação de seminários? (Sim - Não)
6. Acompanhar os professores em sala de aula fez com que você se sentisse mais seguro para lecionar para uma turma? (Sim - Não - Talvez)
7. A monitoria lhe auxiliou a desenvolver novas metodologias de ensino?
a) Sim. Quais?
b) Não
8. Ser monitor lhe proporcionou oportunidades em novos projetos? (Sim - Não)
9. A experiência como monitor lhe ajudou a se identificar com a carreira acadêmica?(Sim - Não)
10. Você percebe avanços no seu aprendizado enquanto monitor de Histologia? (Sim-Não-Talvez)
11. Ser monitor despertou em você o hábito de leitura? (Sim-Não)

Resultados Esperados

Esperamos que esse estudo forneça as bases necessárias para diversificar a prática da monitoria, sem, contudo, perder de vista o seu objetivo central que é o auxílio ao aluno de graduação durante a realização da disciplina de Histologia. Pretendemos que o trabalho aqui realizado possa sublinhar a oportunidade para os estudantes compreenderem a importância da ética, da constante atualização e do empreendimento na própria formação, seja como professor, futuro profissional do mercado ou como pesquisador.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
DENNER JARDIM PORTO215/10/201814/10/2019
LAURA BEATRIZ OLIVEIRA DE OLIVEIRA215/10/201814/10/2019
LUCAS SCHNEIDER LOPES215/10/201814/10/2019
MARIA GABRIELA TAVARES RHEINGANTZ415/10/201814/10/2019
MARIANA PARRON PAIM215/10/201814/10/2019
ROSANGELA FERREIRA RODRIGUES215/10/201814/10/2019

Página gerada em 26/02/2020 01:30:27 (atualização a cada 15 minutos)