Nome do Projeto
Oi, eu sou o NURFS, prazer em conhecê-los.
Ênfase
ENSINO
Data inicial - Data final
11/03/2019 - 01/12/2019
Unidade de Origem
Área CNPq
Multidisciplinar - Ensino
Resumo
O Núcleo de Reabilitação da Fauna Silvestre e Centro de Triagem de Animais Silvestres é uma instituição ligada à Universidade Federal de Pelotas, por meio do Instituto de Biologia. Desde o ano de 1998, atua na região sul do Rio Grande do Sul, no município de Pelotas e região, recebendo animais silvestres oriundos de diversas situações, como maus-tratos, apreensões de cativeiro ilegal, atropelamentos, órfãos e entrega voluntária. O NURFS atende a comunidade universitária por meio do oferecimento de vagas de colaboradores nas áreas de Medicina Veterinária, Ciências Biológicas e Zootecnia, bem como aos demais cursos correlatos, especialmente na área de Educação Ambiental. Além disso, disponibiliza formação por meio do programa de residência em Medicina Veterinária e do Curso de Especialização em Educação Ambiental com ênfase em espaços educadores sustentáveis. O projeto de ensino “Oi, eu sou o NURFS, prazer em conhecê-los!” teve início no ano de 2018 com as turmas do curso de Medicina Veterinária e, no ano de 2019, a ideia é realizar a mesma atividade para os cursos de Ciências Biológicas, sendo que posteriormente há intenção de expandir para mais cursos da universidade. A procura pelas atividades de colaboração discente no órgão cresce consideravelmente com o passar dos anos. Por isso, é fundamental que se estabeleça de maneira clara os objetivos dos futuros profissionais ao integrarem a equipe provisória da unidade, especialmente porque ainda existe uma demanda de conceitos básicos relacionados à fauna silvestre e à gestão dos animais silvestres dentre os alunos interessados.

Objetivo Geral

Promover o debate e a sensibilização a respeito da atuação do biólogo na reabilitação da fauna silvestre e na preservação da fauna silvestre brasileira por meio da educação ambiental.

Justificativa

Ainda que possua mais de vinte anos de prestação de serviços a comunidade de Pelotas e região sul do RS, o NURFS/CETAS permanece desconhecido da grande maioria da população. Buscando alterar esse quadro, desde o ano de 2009 o NURFS desenvolve, sistematicamente, ações de extensão junto à comunidade de Pelotas e região, especialmente em escolas de ensino fundamental e outras instituições, mediante livre demanda.
Entretanto, dentro da própria universidade, o órgão permanece um ponto obscuro para muitos dos estudantes, e se muitos alunos dos cursos que não possuem relação direta com as atribuições do NURFS/CETAS não possuem informações a respeito das atividades do órgão, essa é uma realidade também dos cursos com relação direta, como é o caso dos cursos de Zootecnia, Medicina Veterinária e Ciências Biológicas, conforme foi constatado por Moretti (2019).
Neste contexto, optou-se por direcionar os esforços para a sensibilização da comunidade acadêmica, a iniciar pelos cursos de Licenciatura e Bacharelado em Ciências Biológicas. Propiciar esse contato será fundamental para o processo de sensibilização da problemática dos animais silvestres e para que os alunos tenham contato com uma das suas possibilidades profissionais. Além disso, a educação ambiental, de acordo com a PNEA (BRASIL, 2005) é dever das instituições de ensino superior, devendo fazer parte de maneira transdisciplinar da formação integral dos futuros profissionais, o que coaduna com um dos projetos de ensino do NURFS.
Estabelecer e desenvolver ações que estreitem o vínculo entre
ensino e pesquisa é outro aspecto motivador na implementação do
projeto, pois entendemos que não fazemos Universidade apenas com ensino. O ato de ensinar pressupõe pesquisar permanentemente, pois a pesquisa é fonte constante de produção de outros conhecimentos e possibilidade de ressignificação de práticas pedagógicas.

Metodologia

A abordagem utilizada neste trabalho é qualitativa (LUDKE, ANDRE, 2013). A metodologia utilizada é a investigação-ação, que tem como base uma orientação para a melhoria contínua da prática educativa e aperfeiçoamento das pessoas e grupos envolvidos (ANDERSON, HERR, 2016), em um processo aberto e contínuo de reflexão e ação. A investigação-ação requer uma espiral de ciclos de planejamento, ação, observação e reflexão. Os resultados de um ciclo de investigação servem como ponto de partida para o seguinte, e o conhecimento produzido é relevante para a resolução de problemas locais e a aprendizagem profissional dos docentes/investigadores.
Assim, este projeto divide-se em três etapas: a primeira consiste na aplicação de um questionário semi-estruturado para os discentes dos cursos de Ciências Biológicas Licenciatura e Bacharelado, mediante autorização de uso de trinta minutos da aula d@ docente responsável pela turma, a fim de compreender os conceitos pré-existentes sobre a fauna silvestre brasileira e atuação do NURFS/CETAS entre @s alun@s, definindo assim as principais demandas para a atividade seguinte.
Tais dados serão compilados e as compreensões analisadas para dar prosseguimento às atividades.
Na próxima fase, serão realizadas oficinas para as turmas, a partir das principais deficiências conceituais percebidas na aplicação dos questionários. Da mesma forma, será solicitado um espaço da aula para @ docente responsável.
Após a realização das oficinas será disponibilizada a visitação guiada ao espaço do NURFS/CETAS - UFPEL, para que os alunos possam conhecer o trabalho do órgão e os animais silvestres sob sua guarda, entrando em contato com a realidade profissional dos biólogos que atuam com fauna silvestre.
Depois das visitas, @s alun@s serão convidados a participar de uma roda de conversa, na qual serão distribuídos questionários finais para avaliação geral da atividade e para oferecer sugestões para o desenvolvimento das próximas atividades.

Resultados Esperados

- Divulgação do trabalho do NURFS/CETAS junto à comunidade acadêmica;
- Possibilidade de contato com uma das áreas de atuação profissional d@s futuros biólog@s;
- Sensibilização frente à temática da fauna silvestre;
- Contato com animais não comuns ao cotidiano dos indivíduos, ampliando conceitos e percepção da realidade.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
BEATRIZ BAS GALUPE VALERIO111/03/201901/12/2019
CAROLINA CALEGARO111/03/201901/12/2019
GREICI MAIA BEHLING211/03/201901/12/2019
KELVIN VASCONCELLOS DA VARA111/03/201901/12/2019
VALÉRIA DEFAVARI MORETTI111/03/201901/12/2019

Página gerada em 22/09/2020 00:21:32 (consulta levou 0.056610s)