Nome do Projeto
Anatomia Vegetal no ensino de graduação
Ênfase
ENSINO
Data inicial - Data final
05/05/2015 - 08/12/2015
Unidade de Origem
Área CNPq
Ciências Biológicas - Botânica - Anatomia Vegetal
Resumo
O Departamento de Botânica pertence ao Instituto de Biologia da Universidade Federal de Pelotas e atende diversos cursos de graduação: Ciências Biológicas – Bacharelado e Licenciatura, Agronomia, Zootecnia, Farmácia, Engenharia Agrícola. Dentre as diferentes áreas da Botânica, a Anatomia Vegetal oferece conhecimento dos diferentes tipos celulares e tecidos e permite o estudo dos órgãos vegetativos e reprodutivos. Além disso, esse estudo permite relacionar a estruturas interna do vegetal com suas funções fisiológicas, com aspectos de adaptação das plantas aos diferentes ambientes, bem como auxiliar estudos de identificação botânica, sendo considerada uma área de extrema importância para as Ciências Biológicas e Agrárias. Para que o conhecimento da estrutura interna das plantas seja compreendido de maneira efetiva, a teoria deve ser integrada à prática. Para tanto, é necessário coleta e preparo de material vegetal para aulas práticas. Nesse contexto, é importante estimular e capacitar alunos de graduação para atuarem como facilitadores no processo de ensino e aprendizagem, contribuindo efetivamente no preparo de material vegetal, no esclarecimento de dúvidas durante a observação das lâminas histológicas nas aulas práticas e, oportunizar a estes discentes colaboradores uma vivência da prática docente.

Objetivo Geral

Contribuir com o aprimoramento e qualidade das aulas de Anatomia Vegetal, ministradas aos diferentes cursos de graduação, possibilitando uma formação profissional adequada, bem como complementar a formação do discente colaborador.

Justificativa

A monitoria é um instrumento de ensino e aprendizagem que visa fortalecer o conhecimento teórico e prático. Essa atividade formativa estabelece uma colaboração entre professor e discente durante a graduação contribuindo com o desenvolvimento acadêmico do discente monitor. Considerando que a disciplina de Anatomia Vegetal tem como objetivo o estudo de células, tecidos e órgãos vegetais e, que para esta área da Botânica é imprescindível intensificar a aprendizagem através de atividades práticas, é importante o auxílio do discente colaborador no desempenho de tais atividades. O preparo de amostras para observação é minucioso e o manuseio adequado dos microscópios evita perdas ou danos neste instrumental. O número de alunos atendidos nas aulas práticas é de 35/40 alunos sendo necessária prudência na utilização dos equipamentos e orientação na obtenção das amostras vegetais, atividades que são diretamente auxiliadas pelo monitor. Além disso, o monitor auxilia, individualmente ou em grupo, alunos que apresentem dificuldades de aprendizagem, pois este discente colaborador estuda e analisa previamente as lâminas histológicas observadas durante as aulas. Cabe ressaltar que a referida disciplina é ofertada aos cursos de Ciências Biológicas (Licenciatura/Bacharelado - código da disciplina 0010022), Agronomia (código da disciplina 0010001), Farmácia (código da disciplina 0010131). Evidencia-se que os alunos do curso de Agronomia, além de serem em maior número, são do primeiro semestre e, portanto, sem nenhuma experiência no uso do microscópio e no preparo de amostras para estudos em aula. Diante do exposto e, considerando que a monitoria oportuniza uma vivência da prática docente, a presença de monitor é essencial para otimizar a aprendizagem e os conhecimentos da Anatomia Vegetal.

Metodologia

Os alunos colaboradores irão realizar as coletas de material vegetal no Campus Capão do Leão da Universidade Federal de Pelotas.
As amostras de órgãos vegetativos (raiz, caule e folha) serão utilizados durante as aulas práticas para confecção de lâminas semi-permanentes. As amostras serão seccionadas com o auxílio de lâmina de barbear e, quando necessário, os cortes serão corados com azul de metileno, montados em água entre lâmina e lamínula e observados ao microscópio. Outras amostras, tanto dos órgãos vegetativos quanto dos órgãos reprodutivos (flor, fruto e semente), serão fixadas em FAA (formaldeído - ácido acético - álcool etílico), (Johansen, 1940) ou solução de Karnovsky (Kernovsky, 1965), desidratadas em série etílica e incluídas hidóxi-etil-metacrilato. Os blocos obtidos serão seccionados em micrótomo rotativo com navalha do tipo C. Os cortes serão corados com azul de toluidina 0,05% em tampão fosfato e ácido cítrico pH 4,5 (Sakai, 1973) e montados resina sintética para obtenção de lâminas permanentes.
Serão realizadas reuniões com os alunos colaboradores a cada 30 dias para discutir a preparação do material didático que auxiliará na disciplina.

Resultados Esperados

As atividades que serão desempenhadas durante a execução do presente projeto de Ensino pretendem otimizar a coleta e preparo de material vegetal utilizado durante as aulas práticas; intensificar o conhecimento teórico e prático em Anatomia Vegetal do discente colaborador; atender os alunos dos diferentes cursos de graduação de maneira individualizada ou em grupos; ampliar o laminário histológico utilizado em aulas práticas, principalmente por meio do preparo de amostras de material vegetal reprodutivo (flor, fruto, semente)

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
CARLOS FREDERICO NALEPINSKI WIDHOLZER205/05/201508/12/2015
CÍCERO BACCHIERI DUARTE CAVALHEIRO2011/05/201508/12/2015
JONAS MATHIAS SCHMIDT2011/05/201508/12/2015
JULIANA APARECIDA FERNANDO205/05/201508/12/2015
RITA DE CÁSSIA PINHEIRO DE MORAES205/05/201508/12/2015
THAIZE DEBATIN WEHRMEISTER205/05/201508/12/2015

Página gerada em 25/01/2020 03:53:53 (consulta levou 0.081361s)