Nome do Projeto
Apoio acadêmico no ensino de Engenharia Hídrica
Ênfase
ENSINO
Data inicial - Data final
16/03/2015 - 18/12/2015
Unidade de Origem
Área CNPq
Engenharias - Engenharia Civil
Resumo
O curso de graduação em Engenharia Hídrica possui em seu currículo um conjunto de disciplinas que confere ao curso um caráter multidisciplinar necessário a formação do profissional de Engenharia Hídrica habilitado a atuar com os recursos hídricos nos seus mais amplos e diversificados aspectos. Os índices de reprovação e evasão nos cursos de Engenharia são elevados, justificados por vários fatores, mas especialmente pela dificuldade das disciplinas ligadas à cálculo e ciências e a base deficiente em matemática do aluno ao ingressar na universidade. Como forma a reduzir estes índices, o curso de Engenharia Hídrica tem utilizado de várias estratégias expressas em seu projeto pedagógico e novas estratégias vem sendo planejadas e colocadas em prática.

Objetivo Geral

Reduzir o índice de reprovação em disciplinas e evasão do curso de Engenharia Hídrica através do desenvolvimento de atividades acadêmicas extra classe para auxílio na aprendizagem do aluno.

Justificativa

O recurso água transita em várias áreas do conhecimento, sendo de caráter multidisciplinar. Nesse sentido, a formação do profissional em Engenharia Hídrica deve ter em seu currículo um conjunto de disciplinas que confere ao profissional habilitação para atuar com os recursos hídricos nos seus mais amplos e diversificados aspectos. Por ser um curso de Engenharia, o número de disciplinas relacionadas a matemática é significativa, mas também, pelo seu caráter multidisciplinar, o curso possui disciplinas em outras áreas do conhecimento como ciências humanas, geografia e geopolítica. Essa diversidade de conhecimento e a necessidade de uma base sólida confere ao curso uma carga horária que demanda muito tempo do aluno em atividades teóricas e práticas, e exige do professor um intenso preparo das aulas e atividades extra classe para auxiliar e contribuir na aprendizagem do aluno. Somado a isso, o aluno ingressa na universidade com uma base deficiente em matemática, conferindo uma maior dificuldade e, consequentemente, um desanimo do aluno, acarretando em elevados índices de reprovação e evasão nos cursos de Engenharia. Apesar do número de vagas em engenharias nas instituições de ensino superior brasileiras ter mais que triplicado entre 2001 e 2011, menos da metade dos estudantes que ocupam estas vagas concluem o curso, chegando a uma média de evasão de 55,59% (G1, 2013). Nesta mesma matéria, a principal causa da evasão nas universidades públicas é a formação básica deficiente em matemática e ciências. Essa evasão gera um déficit de profissionais no mercado de trabalho, comprometendo a economia e desenvolvimento do país. Barbosa et al. (2011) apontaram em um estudo com estudantes de Engenharia Elétrica que, entre outros fatores, a falta de conhecimento sobre a realidade do curso e a falta de preparo anterior ao ensino superior contribuem para a evasão do curso. Nesse sentido, o curso de Engenharia Hídrica tem feito uso de várias estratégias, expressas em seu projeto pedagógico, e novas estratégias vem sendo utilizadas e outras planejadas com o intuito de reduzir os índices de reprovação em disciplinas e evasão do curso. Dentre algumas estratégias está o envolvimento de discentes com conhecimento apto em determinada área do conhecimento para auxiliar o docente no desenvolvimento da disciplina, através de preparo de material didático, preparo e auxílio em aulas práticas de campo e/ou laboratório, atividades de monitoria junto aos alunos em determinadas disciplinas.

Metodologia

Para desenvolvimento deste projeto serão, inicialmente, identificadas as disciplinas do curso de Engenharia Hídrica que demandam apoio extra classe para auxiliar na aprendizagem.
Após esta identificação, alunos com afinidade nas disciplinas indicadas serão selecionados para participar das atividades através da supervisão e orientação do professor responsável pela disciplina.
A partir deste processo, encontros semanais serão definidos para desenvolvimento de atividades entre o professor responsável da disciplina e o aluno selecionado e entre este aluno e os alunos da disciplina.

Resultados Esperados

A partir do desenvolvimento deste projeto espera-se que os alunos com dificuldades em determinada disciplina tenham a possibilidade de sanar suas dificuldades e melhorar sua aprendizagem em atividades extra classe, reduzindo dessa forma os índices de reprovação em disciplinas e evasão do curso.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
ANDERSON ANDREI NOSCHANG2016/03/201518/12/2015
BRUNA DALAGO DE ANDRADE2016/03/201518/12/2015
CLAUSE FATIMA DE BRUM PIANA216/03/201518/12/2015
FERNANDO NOGUEIRA AGUAS2016/03/201518/12/2015
GILBERTO LOGUERCIO COLLARES216/03/201518/12/2015
HENRI MICHEL VIOLA DA SILVA2016/03/201518/12/2015
IDEL CRISTIANA BIGLIARDI MILANI816/03/201518/12/2015
JOAO FRANCISCO CARLEXO HORN216/03/201518/12/2015
LESSANDRO COLL FARIA216/03/201518/12/2015
LUIS EDUARDO AKIYOSHI SANCHES SUZUKI216/03/201518/12/2015
LUKAS DOS SANTOS BOEIRA2016/03/201518/12/2015
MARCIO MESQUITA216/03/201518/12/2015
MAURICIO DAI PRA216/03/201518/12/2015
MAÍRA MARTIM DE MOURA2016/03/201518/12/2015
REGINALDO GALSKI BONCZYNSKI816/03/201518/12/2015
ROBERTO MARTINS DA SILVA DECIO JUNIOR816/03/201518/12/2015
SAMUEL BESKOW216/03/201518/12/2015
SICLERIO AHLERT216/03/201518/12/2015

Página gerada em 21/05/2019 04:35:39 (consulta levou 0.057560s)