Nome do Projeto
Cultivo in vitro e criopreservação do gênero Butia
Ênfase
PESQUISA
Data inicial - Data final
27/08/2019 - 10/07/2020
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Ciências Biológicas - Botânica - Anatomia Vegetal
Resumo
O gênero Butia apresenta espécies endêmicas do Brasil, com interesse agroindustrial, potencial ornamental, medicinal e alimentício. Os frutos têm sabor ácido adocicado, e são amplamente utilizados na fabricação de sucos, sorvetes e licores, demonstrando sua importância cultural e econômica para populações regionais. A propagação é sexuada, as sementes apresentam dormência, além de perecibilidade dos frutos, o que limita o estabelecimento de bancos de sementes. É importante evidenciar que as espécies deste gênero encontram-se constantemente ameaçadas, devido à degradação do seu habitat natural pela agricultura intensiva, desmatamento, extrativismo predatório e formação de pastagens. Apesar do alto potencial de uso do gênero e da ameaça de extinção, ainda são poucas as informações sobre as espécies e, os estudos são incipientes em relação à sua propagação in vitro e quanto às metodologias de conservação em longo prazo. Portanto, a busca por técnicas visando à produção em larga escala e o cultivo in vitro são importantes para o melhoramento genético e auxiliam nos métodos de conservação, proporcionando a inclusão e a manutenção dessas espécies em bancos de germoplasma in vitro. A cultura de tecidos é um conjunto de técnicas utilizadas com sucesso para várias espécies nativas, pois assegura de forma alternativa a exploração sustentável, principalmente em ecossistemas ameaçados, garantindo a produção de espécies de interesse econômico. Nesse contexto, a criopreservação garante o armazenamento em longo prazo de germoplasma, em pequenos volumes e por período ilimitado. Esse método consiste em conservar o material biológico vivo reduzindo o metabolismo celular sem que este perca a sua viabilidade, a temperaturas ultra-baixas (-196ºC), permanecendo protegidos de contaminação e exigindo pequena manutenção. Os procedimentos da criopreservação podem influenciar diversos fatores que promovem stress e a crioinjúria à planta. Uma vez que, a passagem pelo estado vítreo e amorfo do líquido para o estado sólido pode promover a formação de cristais de gelo e desintegração celular. Assim avaliações anatômicas e ultraestruturais dos embriões criopreservados, são opções para caracterizar as alterações e obter uma melhor compreensão dos efeitos da desidratação e do resfriamento sobre as células criopreservadas. Dessa forma, o objetivo é elaborar e adaptar protocolos de cultivo in vitro e criopreservação como alternativa para conservação de recursos genéticos do gênero Butia.

Objetivo Geral

• Estabelecer protocolos eficientes de cultivo in vitro para B. lallemantii e para B. odorata;
• Estabelecer protocolos eficientes de criopreservação para B. lallemantii que permitam a introdução dessa espécie em criobanco;
• Otimizar protocolos de criopreservação para B. odorata;
• Caracterizar as principais alterações anatômicas e ultraestruturais dos embriões de B. lallemantii e de B. odorata submetidos à técnica de criopreservação.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
MARISA TANIGUCHI2025/09/201726/08/2019

Página gerada em 28/06/2022 16:27:59 (consulta levou 0.056539s)