Nome do Projeto
Imagens de mulheres intérpretes 1920-1960: um estudo sobre a representação de mulheres musicistas em fotografias do acervo do Conservatório de Musica da UFPel
Ênfase
PESQUISA
Data inicial - Data final
15/12/2010 - 15/12/2013
Unidade de Origem
Área CNPq
Linguística, Letras e Artes - Artes - Música
Resumo
A partir dos estudos já realizados observamos uma forte presença de mulheres musicistas no Rio Grande do Sul no período, e diferentes abordagens quanto à valorização e legitimidade de sua atuação como profissionais. Estes estudos demonstram também que o RS se destaca como um dos estados brasileiros pioneiros na produção de publicações culturais produzidas por mulheres e voltadas para o público feminino.Dando continuidade aos estudos que vem sendo realizados desde 2001, o presente projeto trata do estudo das imagens de mulheres interpretes, referenciando o contraste em que se dava a construção visual dessa mulher adequada e desejada aos princípios negociados entre o positivismo e a modernidade (Rodriguez, 1980 e Ismério, 1995). E a pergunta mais imediata, sobre a qual busca debruçar-se este trabalho é como as fotografias promovem esse estatuto de mulher artista e moderna, negociando as possibilidades dessa afirmação em um contexto positivista e, ainda que enunciador da modernidade, muito arraigado aos preceitos da educação para o lar e para a família.O trabalho será desenvolvido a partir de uma metodologia de estudos da imagem que contemple as características técnicas utilizadas, padrões de época, autoria, elementos da sua composição e dados sobre a trajetória artística destas mulheres intérpretes. Desta forma, compreender a representação de artista e os mecanismos utilizados para a construção destas imagens através da fotografia, contribuindo fortemente para o resgate e a valorização destas mulheres artistas, bem como para destacar esta importante atividade feminina em um panorama onde o enfoque tem sido tradicionalmente dado à atividade masculina.

Objetivo Geral

O projeto tem por objetivo estudar as imagens de mulheres intérpretes e compositoras, estendendo-se também para poetisas, declamadoras e dançarinas que estiveram apresentando-se ao público no palco do Conservatório de Música da Universidade Federal de Pelotas no período 1920-1960, com o objetivo de estudar as formas de representação destas mulheres e identificando os padrões e significados do fazer musical feminino, bem como as técnicas e conceitos fotográficos utilizados.
No começo do século XX o Rio Grande do Sul vivia sob a filosofia positivista, que considerava as mulheres como responsáveis pela primeira formação dos filhos, valorizando, portanto, que estas tivessem uma ampla e primorosa educação, da qual a música era parte importante. No entanto, a música era bem considerada socialmente se fosse praticada no âmbito doméstico-familiar, mas não era uma alternativa profissional efetiva, ao menos até as primeiras décadas do século XX.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
2
2
2
ANANDA ALVES BRANDÃO1201/08/201231/07/2013

Fontes Financiadoras

Sigla / NomeValorAdministrador
CAPESR$ 0,00

Página gerada em 15/12/2018 10:13:25 (consulta levou 0.099193s)