Nome do Projeto
Comparação da Composição tecidual das regiões corporais de cabritos do Alto Camaquã de diferentes idades
Ênfase
PESQUISA
Data inicial - Data final
16/03/2011 - 16/03/2015
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Ciências Agrárias - Zootecnia
Resumo
O Alto Camaquã é um território que refere-se ao terço superior da bacia do rio Camaquã, nele está inserida a região das Palmas localizada ao extremo sul do município de Bagé no estado do Rio Grande do Sul. A economia do território é baseada na agropecuária tradicional tendo maior atividade na pecuária, sendo que os praticantes desta denominados “pecuaristas familiar” conceito desenvolvido. A caprinocultura é fruto de um processo de coevolução entre o homem e o ambiente, ocorrendo assim uma importante adaptação das condições sócio-culturais com o meio ambiente, sendo considerada a exploração de caprinos uma tipicidade regional caracterizada por ser extensiva com baixa interferência humana, ocorrendo assim uma seleção natural com genótipos nativos ou naturalizados, formando consequentemente animais característicos próprios do território possibilitando uma diferenciação da carne de cabrito da região. A criação de “Marcas de Qualidade” e “Identificação Geográfica Protegida”, requerem a priori, uma série de conhecimentos, como desempenho produtivo, bioeconômico, características in vivo e da carcaça dos animais, para num segundo momento partir para um processo de diferenciação e proteção dos produtos. Objetiva-se avaliar a composição recidual das regiões corporais de cabritos naturalizados do território do Alto Camaquã, com vistas a construção de bases tecnológicas para criação de “marcas de qualidade” para carne de caprino da região.

Objetivo Geral

Avaliar os aspectos quantitativos e qualitativos da produção de carne de cabritos naturalizados do território do Alto Camaquã, com vistas a construção de bases tecnológicas para criação de “marcas de qualidade” para carne de caprino da região.
Avaliar a composição tecidual das regiões corporais de cabritos do Território do Alto Camaquã, aos seis e doze meses;
Comparar a composição tecidual da paleta, da perna, das costelas flutuantes, das costelas fixas e do peito de cabritos do Território do Alto Camaquã, aos seis e doze meses;
Verificar o efeito da região corporal (cortes) sobre a composição tecidual;
Relacionar a composição tecidual dos cortes, peso do corte, peso da carcaça, estado de engorduramento, relação músculo:gordura, músculo:osso e gordura:osso.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
2
2
2
2
2
2
2
4
4
4
4
4
4
4
4
4
4
4
4
4
40
JAQUELINE SCHNEIDER LEMES403/03/201103/03/2012
JULCEMAR DIAS KESSLER403/03/201103/03/2012
Luciane da Silva Martins 1601/03/201101/03/2015
ROBERSON MACEDO DE OLIVEIRA403/03/201103/03/2013
ROGER MARLON GOMES ESTEVES216/03/201116/03/2015
SÉRGIO SILVEIRA GONZAGA216/03/201116/03/2015
SÉRGIO SILVEIRA GONZAGA216/03/201116/03/2015

Fontes Financiadoras

Sigla / NomeValorAdministrador
CAPESR$ 0,00
CNPqR$ 0,00
EMBRAPAR$ 0,00

Página gerada em 19/11/2019 08:34:39 (consulta levou 0.085015s)