Nome do Projeto
Estudo Proteômico dos antígenos de excreção e secreção de T. canis (TES) para uso em diagnóstico de LMV
Ênfase
PESQUISA
Data inicial - Data final
01/04/2012 - 02/04/2015
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Ciências Biológicas - Parasitologia
Resumo
A Larva migrans Visceral (LMV) tem como principal agente o nematódeo Toxocara canis e apesar de sua importância e ampla distribuição mundial, é uma parasitose negligenciada. Estudos realizados com crianças e adolescentes no Brasil mostraram índices de soroprevalência da LMV que variam entre 35 e 60% e, além disso, as condições sociais, culturais e ambientais em que os indivíduos estão inseridos podem ser relacionadas aos fatores de risco a infecção por T. canis. O diagnóstico atual baseado em teste de ELISA utiliza o antígeno de secreção e excreção de T. canis (TES). No entanto, a obtenção do mesmo é muito laboriosa e, além disso, sua especificidade é baixa devido à presença de reações cruzadas com outros helmintos. Alguns antígenos como o TES-30 e TES-120 já foram descritos como componentes imunogênicos do TES e utilizados em testes de diagnostico para LMV apresentando uma boa especificidade. No entanto não se conhecem todos os componentes protéicos do TES. A identificação de antígenos adicionais possibilitará o desenvolvimento de um teste de diagnóstico mais especifico e de baixo custo. Com esse projeto, buscamos identificar os componentes do TES e utilizá-los na sua forma recombinante em testes de diagnóstico sensíveis e específicos para LMV e toxocarose, que podem ser utilizados de forma rotineira de modo que possam ser implementadas medidas de prevenção possibilitando a redução na prevalência e minimização dos danos provocados por essa síndrome.

Objetivo Geral

Objetivo geral
-Identificar os componentes do TES e desenvolver e padronizar ensaios de imunodiagnóstico para identificação de LMV com a utilização de antígenos recombinantes.

Objetivos específicos

1. Cultivar o T. canis.
2. Obter os antígenos de excreção e secreção de T. canis (TES)
3. Fracionar e identificar os componentes do TES por espectrometria de massa.
4. Clonar expressar e purificar proteínas do TES identificadas por espectrometria de massa em sistemas heterólogos.
5. Desenvolver e padronizar testes ELISA utilizando as proteínas recombinantes, para identificação de anticorpos anti T. canis em soros caninos e humanos.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
2
2
2
2
2
2
8
8
8
ALEX PEREIRA RODRIGUES1201/08/201331/07/2014
LUCAS RAFAEL D´ARRUIZ BARBOSA1201/08/201231/07/2013
MARIA ELISABETH AIRES BERNE101/08/201331/07/2014
MICHELLE DIAS HORNES DA ROSA1201/08/201331/07/2014

Fontes Financiadoras

Sigla / NomeValorAdministrador
CAPESR$ 0,00
CNPqR$ 0,00

Página gerada em 22/11/2019 21:29:07 (consulta levou 0.082547s)