Nome do Projeto
Amamentação, padrões alimentares e massa mineral óssea de adolescentes pertencentes à Coorte de Nascimentos de Pelotas de 1993
Ênfase
PESQUISA
Data inicial - Data final
01/03/2012 - 02/03/2015
Unidade de Origem
Área CNPq
Ciências da Saúde - Saúde Coletiva - Saúde Pública
Resumo
O crescimento/desenvolvimento e manutenção do esqueleto humano requerem um adequado suprimento de distintos fatores nutricionais ao longo do ciclo vital. O efeito da dieta no primeiro ano de vida, sobretudo da amamentação, tem sido objeto de poucos estudos e os resultados são contraditórios. A associação entre padrões alimentares e medidas de massa óssea também tem sido pouco explorada. A literatura acerca dos efeitos destas exposições sobre a massa mineral óssea de adolescentes é escassa. O presente estudo pretende avaliar a relação entre amamentação e padrões alimentares ao longo da adolescência (dos 15 aos 18 anos) com medidas de massa mineral óssea aos 18 anos de idade. As medidas de massa óssea (conteúdo e densidade mineral óssea do corpo inteiro, coluna lombar e colo do fêmur) serão avaliadas através de um equipamento de absorciometria de dupla energia de raios X (DXA). O estudo terá delineamento longitudinal e a população em estudo compreenderá os adolescentes pertencentes à coorte de nascimentos de Pelotas de 1993, que foram acompanhados durante o primeiro ano de vida e aos 15 e 18 anos de idade. O presente projeto faz parte de um projeto maior, intitulado “Influências precoces e contemporâneas sobre a composição corporal, capital humano, saúde mental e precursores de doenças crônicas complexas: Coorte de Nascidos vivos de 1993”, o qual foi aprovado pelo Comitê de Ética e Pesquisa da Faculdade de Medicina da Universidade Federal de Pelotas (UFPel).

Objetivo Geral

Objetivo geral
Avaliar o CMO e a DMO do corpo inteiro, coluna lombar e colo do fêmur aos 18 anos de idade e sua relação com amamentação e padrões alimentares durante a adolescência.


Objetivos específicos

Descrever o CMO e a DMO dos sítios avaliados aos 18 anos de idade segundo variáveis demográficas e socioeconômicas;

Avaliar o efeito da duração da amamentação (exclusiva, predominante e total) sobre o CMO e a DMO dos sítios avaliados aos 18 anos de idade;

Avaliar o efeito da trajetória dos padrões alimentares dos 15 aos 18 anos sobre o CMO e a DMO dos sítios avaliados aos 18 anos de idade.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
04
16
LUDMILA CORREA MUNIZ1601/03/201302/03/2015
MARIA CECILIA FORMOSO ASSUNCAO401/03/201202/03/2015

Página gerada em 13/12/2018 11:22:55 (consulta levou 0.091462s)